domingo, 25 de dezembro de 2016

WAKE ME UP BEFORE YOU GO-GO

Acordem-me quando esse ano horroroso acabar. 2016 já havia ultrapassado todos os limites do razoável, e agora cometeu mais uma EM PLENO DIA DE NATAL. A morte de George Michael está me doendo ainda mais do que as de Bowie ou Prince, apesar desses terem sido mais talentosos. Mas Giorgios era um dos meus: somos da mesma geração, crescemos ouvindo os mesmos hits, saímos do armário mais ou menos na mesma época. Tive a sorte de vê-lo no palco duas vezes: a primeira foi em Paris, em 1988, quando eu tinha a metade da idade que tenho hoje. Três anos depois o vi no segundo Rock in Rio, e lembro de Marina Lima na área VIP vibrando feito uma fã adolescente. George Michael tinha isso: todo mundo achava cafona, todo mundo adorava. Era um gênio do pop, capaz de escrever um sucesso atrás do outro, além de um performer sensacional. Mas não soube administrar direito a própria carreira. Brigou com a gravadora e ficou anos sem lançar nada, perdendo o "momentum" de se tornar a maior estrela do planeta. Também viveu uma enorme tragédia pessoal ao perder para a AIDS o namorado brasileiro Anselmo Feleppa, que conheceu aqui em 1991. Parece que nunca mais reencontrou o prumo: volta e meia era preso por porte de drogas, flagrado num banheirão, internado em estado gravíssimo. Mesmo assim, sua morte pegou o mundo de surpresa. Quando escrevo este post, ainda não foi divulgada a causa. Mas o maior culpado deve ter sido mesmo este ano de merda, que levou gente fabulosa e deixa o Trump ou o Renan incólumes. Go, 2016, go.
Não sei qual o melhor clipe de George Michael: "Freedom '90" ou "Flawless"?

18 comentários:

  1. O primeiro Carpool Karaoke foi um quadro do comic relief com ele:
    https://www.youtube.com/watch?v=jlrNDOctO1s

    ResponderExcluir
  2. Bowie, Prince... muito triste. Parece que só vai sobrar Madonna... a mais transgressora de todos é a que tem a vida mais regrada e sadia.

    ResponderExcluir
  3. Acordem-me quando esse ano horroroso acabar. 2016 já havia ultrapassado todos os limites do razoável, e agora cometeu mais uma EM PLENO DIA DE NATAL. +1 quero dormir e acordar depois do carnaval - tem como?

    ResponderExcluir
  4. Mais uma levada pela maldita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nojo dessa sub raça de pseudos seres humanos que pré julgam a morte de um gay pela Aids. Além de abjeto é burro e ignorante que não sabe que a Aids não mata mais, só facilita a morte de quem já quer morrer, porque quem se trata a Aids não mata mais.

      Excluir
  5. Já já um coxa patriota perguntando pq nos preocupamos com George Michael se nós temos Weslei Safadão no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. George Michael gayzão Weslei Safadão machão, ambos cafonão e não sou coxa.

      Excluir
  6. Gosto da performance dele em Fame no RR

    ResponderExcluir
  7. "Six o'clock in the morning
    You ain't home
    I can't help thinking that's strange
    It seems that everybody takes their chances
    These days
    Oh yeah we're standing in the rain

    You've got a thing about danger
    Ain't you getting what you want from me
    You've got a thing about strangers
    Baby that's what we used to be
    You've got a thing about danger baby
    I guess the hungry just can't see
    One of these days
    You're gonna bring some home to me"

    Sempre discreto e sutil.

    ResponderExcluir
  8. George Michel , a trajetória de ídolo sexy a só mais um cafona.

    ResponderExcluir
  9. O mio babbino caro
    "Well I've been loved so I know just what love is
    And the lover that I kissed is always by my side
    Oh the lover I still miss... was Jesus to a child"
    R.I.P.

    ResponderExcluir
  10. E os homofóbicos estão todos serelepes comemorando a morte do George. Mas o que esperar dessa carniça senão tal comportamento? Porque é isso que eles querem mesmo, a morte de todos os gays, e não importa de que modo seja. Daí para piorar ainda tem gay apoiando todo tipo de voz homofóbica que surja por aí. Mas são gays debiloides mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por onde andas, fofis? Não vi uma alma viva comemorando a morte dele. Mostra aí pra gente.

      Excluir
    2. 14:42 Explicando a comemoração da morte do George pelos homofóbicos que estão todos serelepes por aí: Nenê, homofóbico não é somente aqueles que dizem que morreu porque era gay ou coisas que o valham. Homofóbico também são aqueles inúmeros que comentam a morte de George, colocando no centro a sua sexualidade, e a partir daí começam suas considerações muitas vezes eivadas de piedade porém sem nunca perderem de vista a sua sexualidade, e em geral prontos e favorável para soltar aquele risinho que você muito bem conhece, pelo fato de ser um viado. E oque muitos comentarista aqui não admitem, é que isso, está muito além de coxinhas e mortadelas.

      Excluir
  11. Tb o vi no RiR de 1991. Eu era adolescente e adorava suas musicas, principalmente as do Faith. RIP.

    ResponderExcluir
  12. Uma grande perda, hoje com tanta porcaria musical, tudo ficando cada vez mais pobre em todos os sentidos!!! RIP.

    ResponderExcluir
  13. Procurando mais informacao sobre Anselmo o Grande amor De George Michael para um jornal no Americano abcs
    Haroldjaneiro@gmail.com

    ResponderExcluir