sábado, 12 de novembro de 2016

FEIJOADA CANADENSE


Gosto do Xavier Dolan desde que ele surgiu para o mundo, sete anos atrás. "Eu Matei Minha Mãe" era um prodígio; em 2014, o diretor canadense refinou as ideias desse seu filme de estreia e produziu uma obra-prima, "Mommy". Agora, consagrado e comprovado, Dolan pode filmar o que quiser, onde quiser, com quem quiser. E assim rodou seu primeiro longa fora do Canadá, e também o primeiro baseado em obra alheia. "É Apenas o Fim do Mundo" é o mais simples de seus trabalhos, mas nem por isso deve ter custado barato: o elenco principal reúne cinco dos maiores astros franceses. O roteiro nasceu como uma peça de teatro, e nem tudo o que funcionava no palco funciona na tela. Os atores são quase sempre enquadrados em close, no popular estilo "feijoada" das novelas brasileiras: orelha-focinho-língua. A claustrofobia só é quebrada numa longa cena dentro de um carro, onde Gaspard Ulliel e Vincent Cassel travam uma briga de arrancar lágrimas. O primeiro faz um rapaz que reencontra a família depois de muitos anos. Em nenhum momento ele diz claramente, mas está doente e tem pouco tempo de vida. A lavagem de roupa suja rende momentos incríveis, mas o todo não se sustenta. Pela primeira vez na vida, me decepcionei com um filme de Xavier Dolan. "É Apenas o Fim do Mundo" ganhou o Prêmio Especial do Júri em Cannes (equivalente ao segundo lugar), está passando no Mix Brasil e entra em cartaz daqui a algumas semanas. Já tirei da lista: agora estou mais curioso para ver o primeiro filme de Dolan em inglês, estrelado por Jessica Chastain, Susan Sarandon, Natalie Portman e Kit Harington (o Jon Snow de "Game of Thrones").

6 comentários:

  1. Já assisti Eu matei minha mãe dezenas de vezes (mentira, não foi tanto assim) e sempre assisto como se fosse a primeira vez, já "EAODM" PROVAVELMENTE não assistirei!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Xavier Dolan, meu marido.

    ResponderExcluir
  3. tonyah dá um pause no xavier e aquenda o filme http://www.imdb.com/title/tt5726616/?ref_=nm_flmg_act_2 << call me by your name >> do badalado diretor italiano luca guadagnino - amigao de tilda e outras cositas más

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei "Io Sono l'Amore" do Luca Guadagnino, e estou louco para ver o último filme que ele fez com a Tilda, "A Bigger Splash" - que não tem a menor previsão de estrear por aqui.

      Excluir
  4. gata - admiro esta sua postura <> pq <> bluray rip tá na net há um tempão e se vc coleciona dvd-blurays - tem sites com preços bem acessíveis. um dia vou ser como vc << só no cinema>>

    ResponderExcluir
  5. "Io Sono l'Amore" fundamento!

    ResponderExcluir