quarta-feira, 12 de outubro de 2016

PEC-CADO CAPITAL

Estou começando a formar uma opinião a respeito da PEC 241, que impõe um teto aos gastos públicos por 20 anos. Repito: estou começando. Ainda não é uma opinião definitiva - e mesmo esta não existe, pois sempre pode mudar. Mas por enquanto ela é a favor. Sim, você leu direito: por tudo o que eu li até agora, sou a favor da PEC 241. Não, não sou a favor de que cortem toda a verba da saúde e educação para todo o sempre, nem que confisquem a cadeira de rodas da viúva que não pagou a prestação da hipoteca. Tampouco acho que Estado bom é aquele que não gasta nada. Mas o Brasil gastou demais, muito além do que podia, como alguém que abusa do cartão de crédito. Agora não tem jeito: tem que apertar o cinto. Claro que há milhões de detalhes que podem e devem ser discutidos, principalmente em saúde e educação. O Brasil está longe de gastar o suficiente nessas duas coisinhas básicas, e congelar esse investimento beira o suicídio. Aliás, "congelar" nem é o termo correto, pois a PEC 241 permite que o gasto aumente de acordo com a inflação e o crescimento do PIB. É difícil não se deixar contaminar pelos termos tendenciosos usados tanto por quem é favor quanto por quem é contra, mas eu juro que estou tentando. Repito: tentando.

25 comentários:

  1. ja vi Ale Borges fazendo pec 241 vezes hoje.....sei de cor....cada centimetro daquele imovel.

    ResponderExcluir
  2. nossa, é agora que as MAVs desempregadas enlouquecem de vez!

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que você não fez igual à nossa tchau querida Dilma que, depois do PT não ter assinado a Lei de Responsabilidade Fiscal, teve a cara de pau de discursar no Senado, no Dia da Degola, que sempre foi a favor da dita cuja lei.

    ResponderExcluir
  4. Quem reduziu verbas da Educação foi a Dilma, devido às pedaladas e cagadas produzidas por sua micro visão econômica.

    ResponderExcluir
  5. Gente as injeções de botox da mulher do Doria estão deixando-a com a cara da Caitlyn jenner . Ou este homem sai do armário ou esta mulher vai ficar com a cara do Bruce Jenner para satisfaze-lo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ” I’am Perón jenner tupiniquim “ Série mostra a transformação da primeira dama Evita Peron Doria

      Excluir
    2. Este governo do Prefeito de São Paulo vai ser um reality show e o governo da Prefeitura do Rio de Janeiro tudo indica que vai ser uma Sucursal da Igreja Universal

      Excluir
  6. Rs. Provavelmente vc tem plano de saúde e não tem filho adolescente querendo estudar. Não podemos aprovar a lei de taxação de grandes furtunas mas podemos deixar pessoas sem educação estagnadas devido a imobilidade social. Temer está governando para a elite sem a menor dúvida. Deus tá vendo vc fazendo post cool internetico #prayforhaiti mas defendendo o isolamento dos pobres no Brasil via PEC da morte. Nunca fomos tão cínicos.

    ResponderExcluir
  7. engraçado isso... o estado gatou demais (um pais de dimensões continentais sempre gastará demais, sobretudo com uma grande população sem as mínimas condições de subsistência). Aí a solução que se encontra é "congelar" os investimentos em áreas como educação, saúde etc e gente como você tende a achar razoável, mesmo vendo os políticos, judiciário e milionários com seus ganhos crescendo cada vez mais e seus tributos congelados desde sempre. Não existe empatia nem num gay entrado em anos (sou desses tbm, portanto não falo por maldade)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é questão de empatia, é uma coisa pratica mesmo. Dinheiro é um recurso finito, se vc gasta demais, tem que apertar o cinto depois pra refazer as reservas e pagar as dívidas. Não importa se o gasto foi feito por outro governante, a grana saiu da mesma bolsa.

      Excluir
    2. sim, o que é necessário é que saia das outras bolsas, as grandonas

      Excluir
  8. Essa PEC é uma medida bem suave, que se diga.

    ResponderExcluir
  9. Estou igual a ti, Tony: ainda formando opinião, mas à favor por enquanto até que venha uma proposta melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui uma sugestão melhor: Taxar ganhos com dividendos. O Brasil é o único país, junto com a Estônia, onde ganhos sobre dividendos são isentos de imposto.

      Mais: imposto sobre grandes fortunas.

      Excluir
  10. Eu assinei uma petição online que demanda que não se corte gastos em serviços como educação, saúde e assistência social e que ser corte gastos com verba a políticos, propagandas políticas e etc. Não sou contra a cortes, mas que se corte com a "farra" deles e não com o que o estado deve garantir! (E "direitistas" nem adiantam me "torrar" a paciência aqui!)
    Nick

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc jura que essas petições online servem pra alguma coisa, né? A única coisa que vc consegue com elas é encher sua caixa postal com spam.

      Excluir
  11. Para os opositores da PEC vale lembrar:
    - ela foi criada pelo Palocci e na epoca a Ministra Dilma se opos e Lula, o então Presidente, para não se opor à sua candidata a ocupar seu trono se opôs também e hoje deu no que deu;
    - quanto a Saude e a Educação, nossa!, mesmo sem teto o PT deixou essas duas áreas no país super bem, obrigado, que absurdo mexer nisso!
    - incrível como a máquina de difamação do PT ainda é eficiente, um projeto criado pelos seus maiores cabeças hoje é combatido como um câncer.
    - last but not least, não, eu não votei no Temer, foram os petistas que o fizeram e hoje reclamam de qualquer mudança que venha do governo dele.

    ResponderExcluir
  12. Tony na boa...esses argumentos dos capitalistas de sngana trouxa enquanto nos roubam HAHAHAH

    ResponderExcluir
  13. O problema do Brasil NUNCA foi falta de arrecadação. O problema é o que ACONTECE com o dinheiro. Se querem organizar as finanças, que tal começar revendo os processos de licitação, empregando medidas mais efetivas contra corrupção? Se fosse feita uma auditoria nas contas públicas, eu chuto que coisa de 80% é desviado. Falar em limitar gastos de Estado em um país que não têm mínimo existencial é coisa de gente alienada. Menos cena, mais racionalidade. O termo correto seria "Responsabilidade Fiscal", que na prática não existe, convenhamos. Tanto é que se não me engano, candidatos terem suas contas REPROVADAS pelo TCU não gera mais inelegibilidade. Por favor me corrijam se eu estiver errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredite, a corrupção não é o maior problema das contas do governo. O que realmente impacta é o pagamento dos serviços da dívida pública, ou seja, os juros.
      E não adianta dizer que não vai pagar ou que tem que reduzir a dívida. Se ameaçarem um calote, o desastre para o Brasil é maior ainda.

      Excluir
  14. Aqui uma boa análise sobre isso:

    http://spotniks.com/8-perguntas-que-voce-precisa-saber-responder-antes-de-sair-por-ai-falando-da-pec-dos-gastos/

    "16,4% do orçamento brasileiro é gasto com os 45% mais pobres.
    83,6% do orçamento brasileiro é gasto com os 55% mais ricos."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nosso país tem um só partido político, o partido da empresa e dos negócios, com duas facções, direita e esquerda Se você olha os espetáculos televisivos onde dizem debater política, verá como somente gritam entre eles e as poucas políticas que apresentam são aterrorizantes

      Excluir
    2. 10:39 Em realidade são todos de CENTRO , isso de esquerda e direita é para distrair as torcidas. Enquanto o povo está distraído, os políticos cuidam dos interesses das elites empresariais, e o PARTIDO DA EMPRESA controla os políticos e povo a seu bel prazer e interesses.

      Excluir
  15. O mio babbino caro
    Parte do problema poderia ser encaminhado, taxando grandes fortunas, como qualquer país civilizado faz.

    ResponderExcluir