terça-feira, 25 de outubro de 2016

E MAL PAGO

Ser gay não é fácil. Ser muçulmano no Ocidente não é fácil. Ser gay E muçulmano no Ocidente é só para os fortes. O cantor americano Leo Kalyan conta um pouco dessa experiência numa balada delicada com nome grosseiro: "Fucked Up". O clipe mostra filmes caseiros dele pequeno e também uma imagem óbvia, Leo tentando se livrar de uma bagagem que o incomoda. A sonoridade só se torna oriental mais para o fim, mas é o bastante para eu me interessar pelo cara. Vou prestar atenção nele, que lança o álbum "Outside In" ainda este ano.

10 comentários:

  1. Tony, a terceira temporada de Black Mirror é sensacional... fica a dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi os quatro primeiros episódios, mas só gostei mesmo do primeiro.

      Excluir
    2. tudo um pouco de twilight zone que nunca deixou de ir ao ar com outros nomes ao longo das décadas. só atualizado.

      Excluir
    3. Ninguém me perguntou mas,não gostei do primeiro episódio por isso estou receoso pra assistir os demais!!!

      Excluir
    4. RapaIzzzzzzzzz, e o comentário sobre o post. Não atropela.

      Excluir
  2. Ser gay no Oriente então, o que seria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aliás ele é americano de nascença e tá fazendo tipo ou é de algum lugar onde essa napa é normal e depois emigrou pros EUA?
      Ainda é mais fácil ser gay muçulmano nos EUA do que no Oriente ou até mesmo na Europa onde alguns refugiados andaram tacando fogo em outros refugiados só por serem lgbt.

      Excluir
  3. dakiapoko tudo oq conseguimos de 1890 pra cá será detonado pelo islam/islão

    ResponderExcluir
  4. O mio babbino caro
    Difícil mesmo, deve ser LGBT no Oriente, não é naõ.

    ResponderExcluir
  5. Deve ser dificil mm! Mas elas nao ficam sem um bom cacete nem por duas horas pois eles sao doiderrimos pra comer um cu de viado, eu que o diga!

    ResponderExcluir