sexta-feira, 30 de setembro de 2016

REVELAÇÃO GENTIL

Achei digna, tranquila e corajosa a atitude da Fernanda Gentil, que assumiu estar namorando uma mulher. Entre os famosos brasileiros, só o caso de Daniel Mercury é comparável. E Fernanda nem artista é, é jornalista, e profissionais como ela não costumam compartilhar suas vidas pessoais. Mas os tempos são outros, a redes sociais viraram ferramentas indispensáveis na manutenção das carreiras e boa parte do público já encara o assunto com maturidade. Outra parte, ruim em outro sentido, está zurrando na internet e desafiando nossa fé no cerumaninho. Polêmicas à parte, a revelação de Fernanda me faz pensar: será mesmo verdade que todas as mulheres são bissexuais? Este caso e o de Elizabeth Gilbert parecem confirmar.

14 comentários:

  1. gente!!! fiquei super feliz!

    ResponderExcluir
  2. Evidência: duas mulheres declaram gostar de outras mulheres. Conclusão: todas as mulheres são bissexuais. #lógica #voltaafalardepolítica #defuemonotematicasaoaalmadesseblog #cadevoces

    ResponderExcluir
  3. Queria ver a cara dos gays que odeiam a Globo e chamam de golpista vendo a emissora ter agora jornalista assumida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quantas vezes eu vou ter que dizer? A Globo é uma das empresas mais gay-friendly do Brasil. Ao contrário de outras emissoras, lá ninguém precisa se esconder no armário (eu sei, já trabalhei em várias). Os funcionários gays podem incluir seus cônjuges no plano de saúde, e por aí vai.

      Excluir
    2. Odiar a Globo, achar a Globo golpista e manipuladora não tem relação com o fato dela ser gay-friendly.
      Se amanhã o Brasil virar uma teocracia cristã fundamentalista, a Globo tb vai acompanhar.
      A Globo é uma empresa. Vive do capital. Na nossa época o politicamente correto e a ética mandam que gays e outras minorias sejam aceitas e representadas por empresas por pior que elas sejam, entendeu?

      Excluir
  4. Meu radar lésbico sempre apitou com a Fernanda. Eu comentava com a minha irmã, e ela dizia que para os gays todos são gays. E depois minha mana citava o (ex) marido da jornalista, o filho, evidências inquestionáveis de que a jornalista era hetero.

    Corajosa mesmo a atitude dela, fiquei feliz. Mas ela e a Gilbert assumirem um romance homossexual não prova que todas as mulheres são bi. Nem o Datafolha, que dá vitória a todos os tucanos sempre, com 101% de intenções de voto, ousaria cravar essa máxima. Menas, Tonya!

    Tony lindo, nenhum post sobre o debate em SP ou sobre a Jandira Globo Golpista?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jandira patética não merece nem cusparada.

      Excluir
  5. Acho bacana que os gays digam que são gays para todos. Essa é a única militância realmente válida. Mesmo porque a maioria não consegue mesmo esconder. Eu, por exemplo, já me entrego logo no bom dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Afeminada. A classe que não existe nos grindrs da vida.

      Excluir
  6. Concordo com o Anônimo das 15:15. Sempre achei F.G. sandalinha, mas quando eu falava isso, sempre diziam as mesmas alegações já citadas.

    ResponderExcluir
  7. Já cantava o velho guerreiro:
    O sapatão está na moda
    O mundo aplaudiu
    É um barato, é um sucesso
    Dentro e fora do Brasil

    ResponderExcluir
  8. Próximas da lista: Anitta, Cléo Pires e Mariana Ximenes.E aquela Ludmila também leva o maior jeito pra coisa.

    ResponderExcluir
  9. Eu sei que vão falar que é preconceito mas eu sou um gay que adora contar piada de sapatão. Tenho poucas amigas lésbicas e algumas delas já ficaram muito bravas comigo... quando uma sapa daí do armário como a Fernanda fez a primeira coisa que eu penso em fazer é no aniversário dar um kit de marceneiro ou um jogo de ferramentas pra zoar. Eu adoro sapatão, ia sempre num bar de lésbicas aqui na minha cidade (que foi a falência por não ter lugar pra caminhão no estacionamento).

    ResponderExcluir