quinta-feira, 15 de setembro de 2016

POWER TO THE POINT

Senti-me ofendido pela zoeira que se seguiu à coletiva de Deltan Dallagnol na tarde de ontem. Desde quando que PowerPoint é coisa do passado? Tudo bem que eu já usei Keynote e Prezi, e amei. Mas foi no PPT que eu preparei todas as apresentações para os meus alunos (pois é, bitches, estou dando aula de Video Storytelling na Miami Ad School de São Paulo - não contei aqui porque eu não conto tuuudo aqui). O decano programa da Microsoft ainda dá um caldo. E combina com o jeitão de coroinha evangélico do nosso procurador, que de fato pode ter contribuído mais para a defesa de Lula do que qualquer um dos advogados do ex-presidente. A frase "Não tenho como provar, mas temos convicção" já entrou para a história. E para o meu repertório: eu penso igual.

ATUALIZAÇÃO: a frase "histórica" nunca foi dita, não da maneira como está sendo difundida. Eu mesmo fui vítima do storytelling dos partidários de Lula. O que não há é uma prova CABAL: a soma de todas os indícios, como num quebra-cabeças, aponta mesmo para um lado só. Como eu disse no post aí embaixo, alguém tinha alguma dúvida?

35 comentários:

  1. A unica diferença é que você não precisa produzir provas para processar alguém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem o procurador. Bastam indícios, que são fortes. A convicção será formada pelo juiz, ao final do processo.

      Excluir
    2. Mas o juiz também não pode condenar com base em indícios. E o ônus da prova cabe ao MP.

      Excluir
    3. Reproduzo abaixo trecho do voto do então ministro do Supremo Ayres Britto ao condenar José Dirceu por corrupção ativa:
      “(…) os fatos referidos pelo Procurador-Geral da República (…) se encontram provados em suas linhas gerais. Eles aconteceram por modo entrelaçado com a maior parte dos réus, conforme atestam depoimentos, inquirições, cheques, laudos, vistorias, inspeções, e-mails, mandados de busca e apreensão, entre outros meios de prova. Prova direta, válida e robustamente produzida em Juízo, sob as garantias do contraditório e da ampla defesa. Prova indireta ou indiciária ou circunstancial, colhida em inquéritos policiais e processos administrativos, porém conectadas com as primeiras em sua materialidade e lógica elementar(…)”.

      Excluir
  2. Aquele sotaque dele é de que região do país? Acho que essa pode ser uma explicação para o power point dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pato Branco, Paraná. A mesma terra da empregada Bozena da série "Toma Lá, Dá Cá".

      Excluir
    2. O sotaque mais feio do Brasil. Mas acho que o problema está mais na maneira dele falar. O povo de Pato Branco deve ser bastante digno pra ter um filho tão panaca.

      Excluir
    3. Esse novo Brasil que acordou com o gigante e foi para as ruas com toda a ignorância que lhes é peculiar. Esse pastel do Dallagnol representa bem esta nova classe sertaneja.

      Excluir
    4. Ele parece um pastor da Assembréia.

      Excluir
    5. Quanto preconceito escorrendo.

      Excluir
    6. Preconceito nada. É fato. Se tem um sotaque que me broxa, é de mineiro.

      Excluir
    7. Também achei o ppt, o sotaque, a insegurança, gagueira e conteúdo do discurso meio frustrante, mas o cara tem meu respeito pela coragem e currículo (pesquisem a formação dele).

      Excluir
  3. Muita gente querendo virar herói da noite pro dia. Mas ser um estadista como Lula é para muito poucos. Praticamente ninguém.

    Não esqueça que o MP meses atrás fez aquele pedido de prisão do Lula citando "Marx e 'Hegel'".

    Tem banana tentando virar herói.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E terminou tudo catando coquinho, mas a imprensa a d o r a

      Excluir
  4. "Não tenho como provar, mas temos convicção"
    Essa frase é mesmo sensacional, Tony!
    Mas várias matérias em jornais já circularam hj mostrando que ela nunca foi dita pelos Procuradores.
    E os resultados das ações penais deles, até agora na Lava Jato, mostram que eles sabem o que fazem!
    Lula vai morrer encenando o seu papel de salvador da pátria, mas a hora dele de enfrentar alguns anos de cadeia está chegando....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nooooooossa depois vc jura qua vai aécio sarney maluf e você.

      Excluir
    2. Lula segue encurralado. Resta às mortadelas rirem do power point, da aparência do procurador, da frase que nunca foi dita. A rainha já caiu. Resta o rei. Xeque.

      Excluir
  5. Queria que procuradores tivessem essa convicção para investigar as propinas do trem em São Paulo do Alckmin. Ou o helicóptero do Perrella. Ou escândalo da saúde do Rollemberg no DF. The list goes on

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas isso não pode.
      E não se fala mais nisso.

      Excluir
    2. Alckimin, além de honestíssimo, é nosso governador querido. Se a lei permitisse, seria eleito novamente. Nós, os paulistas que trababalham e pagam a conta, já fizemos nossa escolha.

      A esquerda chora.

      Excluir
    3. Sou paulistano da gema e não comungo desta parvice.

      Excluir
  6. O problema não é o powerpoint em si. É o design truncado como a explicação pra o crime (e uns erros de português no meio). Nesse ritmo a denúncia será em WordArt com fonte Comic Sans.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é o MP e o STF. se liga.

      Excluir
    2. Isso, e mais o universo todo. Mas nunca o PT, né?

      Excluir
    3. Quenda:

      "A gente já entendeu, amigo petista.

      A culpa é da Globo, do Aécio, do Cunha, do Temer e da Veja.

      A culpa é da elite econômica, dos banqueiros e da FIESP. De gente que não gosta de ver pobre andando de avião.

      A culpa é do Powerpoint, da Lava Jato, do Moro e do Deltan. Daqueles que denunciam e daqueles que noticiam. E não apenas deles.

      A culpa é do PSDB, do PMDB e do PP. Daqueles que votaram a favor do impeachment e dos que foram às ruas defendê-lo.

      A culpa é dos Estados Unidos, que quer desestabilizar a América Latina. Da direita, que quer privatizar o Brasil. Das empreiteiras, que fazem todos cair em tentação.

      A culpa é dos evangélicos, da bancada da bala e dos ruralistas. Do STF, da OAB e do MPF.

      A culpa, por fim, é de todos aqueles que estão próximos de você e acusam o seu partido de banditismo.

      Todos irremediavelmente coxinhas.
      Todos incansavelmente golpistas.

      A culpa é de todo mundo. Menos de Dilma, Lula e do PT, ilibados até o fim, não importa quanta água passe debaixo da ponte.

      A culpa é dos que tiveram os bolsos saqueados pela corrupção. Dos que foram enganados pelas promessas vazias. Dos que não têm bandido de estimação.

      A culpa é nossa. Toda nossa."

      Excluir
  7. O MP precisa de um marketeiro urgente. Pq parece que é isso que eles querem fazer, marketing.

    ResponderExcluir
  8. L indo
    U mido
    L ivre
    A mante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lula ladrão roubou meu coração! 2018 tá perto

      Excluir
  9. "Provem que pratiquei corrupção que vou à prisão a pé".
    Lula,
    o estadista,
    pai dos pobres,
    salvador da pátria,
    criador da Classe C,
    o que pôs pobres nas faculdades,
    o diferentão,
    único,
    inigualável...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem querer é tudo isso mesmo que tu falou.

      Excluir
  10. "No Brasil só perco pra Jesus Cristo" Lula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo logo tentarão crucifica-lo, daí então fica empatado com o Rabi.

      Excluir
  11. O mio babbino caro
    Agora atiçou minha curiosidade, o que você não conta aqui rs, de outro lado, tantos políticos aí que já poderiam estar presos a tanto tempo sem acrobacias de Domínio do fato, tendo como provar até sem convicção.

    ResponderExcluir
  12. Acho um tesão o Deltan,mesmo tipo de uns padres q já fiz.

    ResponderExcluir