sexta-feira, 16 de setembro de 2016

A CANTORA-PROBLEMA


Passei boa parte desta semana tentando gostar do novo álbum da M.I.A., "Aim". Acontece que ela não só é basicamente uma rapper mediana que curte arranjos barulhentos como seu ativismo político soa meio de boutique. Claro que a moça iria embarcar na causa chique do momento, os refugiados que tentam entrar na Europa: o clipe de "Borders", dirigido por ela mesma, tem lá o seu impacto. Mas a faixa em si não é grande coisa, assim como quase todas as outras. Minha favorita por enquanto é "Freedun", mas posso mudar de ideia. M.I.A. já aprontou mais antes e foi até mais ousada esteticamente. Ela diz que este será seu último disco. Talvez seja melhor assim.

3 comentários:

  1. tá amarga hein tonyah?

    ResponderExcluir
  2. Também só gostei da Freedun, as outras nem consegui ouvir inteiras.

    Abs.

    ResponderExcluir