quinta-feira, 7 de julho de 2016

BORDOADAS DA VIDA

Acho que boa parte do meu leitorado é jovem demais para se lembrar bem de Guilherme Karam. Então eu digo para a garotada: vocês não sabem o que estão perdendo. Há mais de dez anos que Karam não fazia nada na TV, derrubado pela raríssima síndrome de Machado-Joseph, uma doença degenerativa que já havia levado dois de seus irmãos (e um terceiro também está doente). O ator passou os últimos dois anos internado num hospital, sem andar nem falar. Foi um destino cruel para um dos comediantes mais ácidos que esse país já teve. Karam encarnava tipos grosseiros melhor do que ninguém, como o icônico Zeca Bordoada da "TV Pirata". Mas na vida íntima era uma flor de pessoa: fui assistir a um ensaio dele muitos anos atrás, no Rio, e me encantei com sua simpatia e seu vozeirão de tenor. O cara também participou de uma das melhores experiências teatrais que eu tive na vida, a peça "Família Titanic" de Mauro Rasi, ao lado de Pedro Cardoso, Zezé Polessa, Cláudia Jimenez e o também falecido Felipe Pinheiro. E ainda fez uma dupla memorável com Miguel Falabella em alguns espetáculos de besteirol (só de pensar eu começo a rir). Era assim que eu queria lembrar dele, rindo, mas os últimos anos de Guilherme Karam foram tristes demais. Pelo menos ele agora está livre. E a gente ainda acha que tem problemas...

8 comentários:

  1. É uma pena... Ainda lembro dele da TV Macho do TV Pirata e do Porfírio, de Meu Bem, Meu Mal... O bordão "Divina Magda" ainda é inesquecível... R.I.P.

    ResponderExcluir
  2. A lembrança mais forte que tenho dele é como o vilão de Super Xuxa Contra o Baixo Astral.
    Outro dia eu li q que ele chorou ao se ver na TV na reprise de Meu Bem, Meu Mal, novela horrorosa que só ele e sua Divina Magda salvaram.
    De fato um fim muito cruel e muito triste. Espero que tenha encontrado alguma paz antes de partir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Meu Bem Meu Mal é minha novela favorita hehehehe.

      Excluir
  3. O TV Macho é a lembrança mais forte que eu tenho dele (e a piada interna que todos os atores do quadro eram gays)

    ResponderExcluir
  4. Ótimo ator. Verdadeiro artista. No lodo cultural em que a gente se encontra onde as pessoas confundem artista com global, a perda é significativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karam foi sempre global, assim como os maiores atores e atrizes do Brasil, de Henriqueta Brieba a Juliano Cazarré.

      Excluir
  5. Sim eu me lembro muito bem dele tanto na novela Meu Bem Meu Mal com a Magda e na tv pirata, memorável mesmo, outros tempos.R.I.P.

    ResponderExcluir
  6. Um gênio de sua geração!

    ResponderExcluir