domingo, 12 de junho de 2016

ACEITA QUE DÓI MENOS

Eu podia estar roubando, eu podia estar matando, eu podia estar esfregando na cara dos solteiros como eu sou feliz + realizado feat. casado há mais de 25 anos. Mas não: estou é compartilhando o simpaticíssimo curta-metragem "Aceito". Escrito, dirigido e interpretado por Felipe Cabral (que também esteve na equipe de colaboradores da novela "Totalmente Demais"), o filme estreou no MixBrasil de 2014, rodou festivais mundo afora e colecionou uma penca de prêmios. Hoje, Dia dos Namorados, foi finalmente disponibilizado no YouTube. Diga "sim" e divirta-se.

19 comentários:

  1. Parabéns! Um relacionamento assim é tudo.

    ResponderExcluir
  2. Tony, eu to chocada com o q aconteceu. Muito muito triste!!!! Vc vê? Precisa criminalizar a homofobia urgente!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Homicídio é crime e não impede que milhares sejam assassinados todos os dias no mundo.

      Excluir
    2. É impressionante, como a urgência se impõe. ORLANDO!

      Excluir
  3. Meu, onde o Bolsonaro vai enfiar a cara...eu quero ver o q ele vai falar

    ResponderExcluir
  4. Vc ta escrevendo novela Tony?

    ResponderExcluir
  5. Mano, o cara matou um monte de gente pq viu 2 homens se beijando!!!!!!!!! cara tá vendo o perigo??????? daqui a pouco são as mulheres vão invadir grupos feministas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fofoletes,

      Vocês se referem ao ataque nos EUA? Se estão, não contem com muito destaque da militância vermelha LGBT, pois o terrorista assassino é muçulmano.

      Sabem como é: na escala do coitadismo vitimista, a "islamofobia" ganha da "homofobia". Tipo tesoura e papel no joquempô, sacam?

      Obama já tentou por a culpa nas armas (hahaha), mas não colou. Como se criminosos tivessem qualquer dificuldade em obter ilegalmente o que quer que seja.

      O Brasil é o resultado de uma população desarmada, e a Suíça de um povo armado. Só para lembrar.

      O "seguidor do profeta" apenas eliminou aqueles que "mereciam". Explosivos já seguiam para outro ponto da América, para surpreender uma parada gay. A propósito, mais uma obra da religião defendida pela esquerda, a mesma esquerda que ataca o judaísmo e o cristianismo. Irônico, não?
      .
      .
      .
      Quanto a você,

      comentarista de esquerda...

      ... que defende o avanço do islão no ocidente em nome do "multiculturalismo"...

      ... há, neste momento, sangue gay em suas mãos, colega!

      (cristão = gays são pecadores, mas serão perdoados por Deus, pois Ele morreu por nossos pecados - muçulmano = gays devem ser mortos sem piedade)

      Reflitam!

      Excluir
    2. Que cara louco. Rs. O blogueiro nem soltou um post e vc no desespero já correu pra acusar a esquerda.
      Quem não deve não teme...

      Excluir
    3. Louca louca louca.

      Excluir
  6. lembra daquele comentário do kim sem categoria sobre as feministas?

    ResponderExcluir
  7. A hora é agora. Solta o post sobre o massacre logo tony. Vamos cobrar nossos carrascos agora.

    ResponderExcluir
  8. n solta, n vamos repercutir esse tipo de coisa...mas assim como o estupro é uma expressão do mundo horrível (cultura do ódio, estupro homofobia) q vivemos. Espero que o Obama dessa vez faça a coisa certa e proíba as armas. socorro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem quer matar não precisa de pistolas. Mata com faca, bombas... O que impede um homem bomba de entrar numa boate gay de SP ou de qualquer outro lugar e detonar? Nada.

      Excluir
    2. "n solta"

      esquerdista tentando jogar a sujeira pra debaixo do tapete

      típico

      Excluir
  9. Já tem jornalista gay e dilmista querendo botar toda a conta na homofobia e falando que jogar no islamismo é errado.
    Esperar o quê de quem ainda apoia a louca que queria dialogar com o EI?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a mídia vermelha pode até tentar, mas as digitais islâmicas estão por toda parte.

      só os idiotas de sempre cairão no argumento.

      Excluir
  10. 50 gays mortos e a esquerda nas redes sociais preocupada com islamofobia. Passem mais pano pra religião da paz que tá pouco.

    ResponderExcluir
  11. Que maravilha este curta disponibilizado, sofro com a demora em os produtores/diretores disponibilizarem via streaming. Das coisas que não entendo uma vez que o audiovisual deveria (a meu ver) ir ao encontro do público e geralmente demora muitíssimo tempo para tal, isso quando disponibilizados. Passo tanta vontade rs rs rs... E esse é uma graça de bonitinho.

    ResponderExcluir