terça-feira, 17 de maio de 2016

SERGAYNEJO

A música é odiosa. O roteiro é atroz. As interpretações - inclusive a de Felipe Titto - são pífias. E no entanto, o novo clipe de Thiago Di Melo (por quê "Di", santo Deus? porquêporquêporquê?) não deixa de ser revolucionário. Salvo engano, é a primeira vez que um sertanejo mainstream abraça a viadagem. Golpe de marketing? Ou uma saída do armário que não ousa dizer seu nome?

(Nem lembrei que 17 de maio é o Dia Internacional de Combate à Homofobia, mas tá valendo. E nem lembrei de agradecer mais esta dica do Marcelo Borges. Foi ele que também me mostrou o clipe do Silva que eu postei semana passada.)

30 comentários:

  1. Respostas
    1. A versão gay da música Mozão" do Lucas Lucco.

      Excluir
  2. E a passada de mão na testa copiada do filme: A Outra Face.
    Valeu postar no dia do combate à homofobia.
    As crentes vão pirar kkkkk

    ResponderExcluir
  3. Pqp, que coisa tosca. Olha a interpretação do infarto... hahaha.
    Lembra desse aqui, Tony?

    https://www.youtube.com/watch?v=zSsj_QeVjto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas se sujeitam a qualquer situação constrangedora para ficarem populares. Selfies ridículas, macaquices num palco, vídeos e novelas deprimentes.

      Excluir
    2. Lembro sim, Gabriel. Na época até postei aqui no blog:

      http://tonygoes.blogspot.com.br/2014/11/uma-biba-sem-verrrgonha.html

      Excluir
  4. 8 minutos? Quem faz um clipe de 8 minutos hoje em dia? Parei de ver no 3º segundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc falou 8 minutos e eu nem abri o vídeo.

      Excluir
  5. Só descobri o motivo da morte no final. Aquele carro branco gente...só faltou o relógio cebolão branco para combinar...Olha, pela ética e pelo politicamente correto, tem uma fila de héteros na minha porta querendo apoiar o minha homossexualidade.
    Sei que a motivação principal é o atual delírio pela popularidade. Todo mundo quer ficar famoso agora. Então esse clipe me incomoda muito por um lado. Mas adoro saber que a crentaiada está enlouquecia agora. A maioria do povo sertanejo é crente.

    ResponderExcluir
  6. As ativistas feias vão falar que são gays heteronormativas corpo padrão the week e que o amor gay foi castigado com morte de um e solidão do outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc descreveu tão bem o papel que até desconfio que vc seja uma ativista feia. Mas relaxe. Vc parece ter bom humor (sqn).

      Excluir
    2. Jura que vc acha que as pessoas de "corpo padrão" são bonitas?
      Burrice faz mal mesmo.

      Excluir
    3. 12:24 Flácido detected.

      Excluir
  7. Gostaria de aproveitar essa postagem sobre música sertaneja e gays para enviar um abraço para o Luan Santana.

    ResponderExcluir
  8. o ativo até que é bonitinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Risos. Tive a mesma sensação. Aquele que é ator famoso, o ativo, é gato. A passiva é feia demais. Podiam ter escolhido melhor.

      Excluir
    2. Cumé que sabe quem é a ativa?

      Excluir
    3. Não fala mal da Acrizio, que faz a passiva morta, que a policia vip vai te excluir de todas as festas e boates finas de Rio e SP.

      Excluir
    4. Onde tem boate fina gay no rio e sp? Eu só vejo um monte de gente classe média sem dinheiro pra beber e na dependência de nome na lista vip.

      Excluir
    5. Ô amargura eterna dessa mortadelinha excluída..

      Excluir
  9. As bixas comemorando na rede o fato de terem sido convidadas para fazer parte de um vídeo sertanejo que não representa os gays, mas "as gays". Sabemos bem quem. A única veracidade é a tosquice carne de vaca que elas são.

    ResponderExcluir
  10. A passiva tem uma tara por testa que é impressionante.

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei, achei lindo e emotivo, o povo reclama demais, vão para Hollywood então!

    ResponderExcluir
  12. Com certeza um avanço. Mas o que era aquela meia branca???

    ResponderExcluir
  13. Gente, isso é coisa "di" goiano, né? Vou fazer a Madonna na frente do espelho agora para me desintoxicar. Beijos. Muaaaaaa!

    ResponderExcluir
  14. Ou seja, pode ser gay, desde que seja branco, tatuado, malhado, rico e tudo mais de normativo. Mas o amor não será concretizado porque alguém vai morrer. Ou seja, já estão fadado ao sofrimento. Clipe mega machista! Nem sequer um abraço entre eles rola. Aff. Ficou na intenção.

    ResponderExcluir