sexta-feira, 22 de abril de 2016

O VAGALHÃO DA IRRESPONSABILIDADE

Durante milhares de anos, era uma fenda na pedra. Uma cortina rochosa que abria um vão atrás de si, por onde entrava o mar furioso. Quando construíram a avenida Niemeyer, há mais de 100 anos, aquele trecho precisou ser reforçado com arcos. Foi batizado como Viaduto Rei Alberto, em homenagem ao monarca belga que visitou o Rio de Janeiro em 1916. A Niemeyer logo se transformou num autódromo urbano: até os anos 1960, ali se disputavam corridas, que iam do Leblon ao que hoje é a Rocinha. Para facilitar a cobertura jornalística desses eventos, a prefeitura construiu uma plataforma sob os arcos do viaduto, e o lugar foi rebatizado como Gruta da Imprensa. Quando eu era pequeno, os repórteres só iam lá para cobrir tragédias. Porque a gruta se tranformou num dos points favoritos dos pescadores cariocas: uma espécie de puxadinho que avançava sobre as ondas bravias. Só que todo ano elas cobravam um tributo. Todo ano alguém era engolido pela água. A ressaca ali bate forte, muitas vezes cobrindo o asfalto da via. Mas parece que ninguém se lembrou disso quando a ciclovia Tim Maia foi (mal) planejada. O que importava era a beleza do lugar. Mais um cartão-postal para uma cidade tão rica deles, entregue antes das Olimpíadas para deslumbrar ainda mais os turistas. A ciclovia pegou, apesar dos evidentes problemas de acabamento, como bem reparou a jornalista Mariliz Pereira Jorge. Ontem, pouco mais de três meses depois de inaugurada, um vagalhão tragou-lhe um pedaço, e pelo menos duas pessoas que estavam nele. As autoridades prometem investigação rigorosa e punição aos culpados, mas alguém acredita nisto? Num país minimamente sério, o prefeito já teria renunciado. Mas Eduardo Paes é do PMDB, o partido irresponsável que está destruindo o estado do Rio há pelo menos 10 anos. Não há dinheiro para a folha de pagamentos, obras caríssimas desmoronam feito areia, a criminalidade voltou a crescer. Last but not least, essa mesma agremiação ainda brindou o país com Eduardo Cunha. O que mais precisa acontecer para que os cariocas e os fluminenses, tidos antigamente como o povo mais politizado do Brasil, parem de votar tão mal?

51 comentários:

  1. Povo mais politizado do Brasil? Elegeram Bolsonazi, Cunha, Garotinho, Roberto Jefferson e Jean Willys, esse último que se revelou uma grata surpresa, embora em todos os outros estados, nenhum ex BBB conseguiu se eleger a cargo algum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E SP, o país que sabe votar, elegeu Eduardo Bolsonaro (o filho do mito), Alckmin, Maluf, Celso Pitta, Russomano, Temer, Serra,...
      Para as próximas eleições, indicaram o maior coxinha da história política do país, Dória Jr.
      O RJ tá abandonado mesmo às vésperas do maior evento esportivo da história desse país.
      Vamos discutir distribuição de renda e democratização...ah não...isso dói demais para quem fez "ser top" um plano de vida.
      Para que tá feio demais gente.

      Excluir
    2. Não fale muito alto essa palavra "democratização" por aqui. Elas ficam nervosas.

      Excluir
    3. E vcs, 11:32 e 11:59, do alto de suas misérias, acham que vão conseguir alguma coisa com tanta agressividade e desfazendo dos outros. Só arregimentam mais ódio e mais desprezo de quem tem privilégios. Eu sempre fui simpático às causas de bem-estar social. FUI. Depois de passar a ler reiteradamente esse tipo de comentário aqui, como os do moço dos rissoles, passei a ter simplesmente ódio de vocês. Se vocês fossem inteligentes, constuiriam pontes. Mas preferem ser ondas descontroladas e quebrar as parcas passarelas existentes. Quem perde? Só vocês. Eu tô satisfeito com o status quo.

      Excluir
    4. Geeentchi, olha o DeFu se fazendo de vítima às 16:33! E ainda finge que já se importou com os mais pobres.

      Mas também né? Vcs fazem dois comentarinhos rechados de maldade, o que esperar de uma pessoa tão sensível quanto ele, né queridos? Vamos pegar com ele vamos? Quem sabe passar um melzinho na chupetinha dele para ele se acalmar...

      Todo mundo sabe que as dores dos mais ricos e privilegiados doem mais forte e são as únicas que importam. Portanto vamos tomar cuidado com nossas palavras daqui para frente, combinado?

      E mais importante: lembrem-se que os incômodos das suas vidas patéticas de pobretões não têm a mesma relevância ok?

      Excluir
    5. Olhe 16:33, concordo com o que vc diz quanto ao teor de agressividade tanto aqui como em toda internet. Isso não é um fenômeno exclusivo do blog do Tony. Aliás tenho visto ataques muito mais fortes contra os gays na página do Olavo de Carvalho pelo próprio.
      Por outro lado o homossexual parece ser duplamente preconceituoso. Além de desprezarem pobres e negros, eles reproduzem tais atos dentro da sua própria minoria atacando afeminados, travestis, transexuais, "as pobres", "as cafonas" etc...
      Fica muito difícil defender gays com esse comportamento. "No alto da miséria DE VCS", enquanto não mudarem as atitudes, serão, a partir desse momento crítico brasileiro crítico brasileiro, chamados de rissoles. E pior é que isso parece não ter mais volta.
      OBs: Não acho que as pessoas que vem aqui escrever esses textos sejam pessoas com baixo nível de instrução. O português deles é tão bom quanto o seu. Repare.

      Excluir
    6. 16:33, se 1 ou 2 dúzias de comentários amargurados mudaram uma convicção social sua, então só podemos acreditar que vc nunca de fato acreditou nela e dizia que se importava com causas sociais apenas para pagar de piedosa.

      E, se o argumento moral de se importar com causas sociais não te apetece, pense em si mesmo, seja egoísta.

      Isso porque problemas sociais prejudicam mais os pobres mas os ricos também são afetados. Por exemplo a desigualdade social extrema que temos no Brasil faz a economia crescer menos rápido (ou mais devagar, no nosso caso atual).

      Excluir
    7. Eu não preciso me vitimizar, nem de pena. Eu sempre tive tudo. Quem não tem, pelo que vocês dizem e pelo grau de revolta dos comentários, são vocês. Mas não percebem que se suas posições fossem expostas sem tanta violência, poderiam arregimentar ALGUÉM pras causas de vocês. Do jeito que se expressam, só atraem ódio e mais segregação. E quem perde com isso não sou eu, são vocês.


      E 17:37, não preciso posar de nada, vocês não me conhecem, não me serviria de nada. Eu fui sincero. A agressividade desnecessária de vocês me causa tanto ódio que me pego hoje feliz com a desgraça de vocês. Uma pena que não usem essa energia pra reclamar do governo. Preferem focar em quem tem a vida melhor, o que sugere fortemente que se trata muito mais de recalque do que de luta social.

      Excluir
    8. Risos. Querido 19:52,
      Vc pode gritar e berrar ou implorar e se humilhar que mesmo assim a elite não quer nem olhar. As pessoas literalmente odeiam pobres e pretos.
      E vc diz que tem tudo e que as pessoas não tem nada. No Brasil qualquer pessoa que passa a ganhar 5000 reais acha que tem tudo e que é elite e que por isso já pode oprimir. No fundo são trabalhadores, capitalistas sem capital que sonham em ser um dia abraçados e aceitos por aqueles que realmente possui o capital. O ponto é que elas passam uma vida e esse dia nunca chega.

      Excluir
    9. 20:38. Não se iluda, amor. 5 conto eu gasto por mês com a ajuda.

      Excluir
  2. Devolver o estado da Guanabara.

    ResponderExcluir
  3. É fácil botar 100% da culpa pelos políticos irresponsáveis nos cidadãos, mas vc parou para pensar que nosso sistema eleitoral é muito mal feito? Aliás, ele não é mal feito, mas sim muito bem planejado para que poderosos conhecidos e desconhecidos possam fundar partidos para oferecer benefícios como mais tempo no programa eleitoral para partidos maiores, por meio de coligações. Um exemplo prático é o PRTB do Levy Fidelix, que por ter um deputado na Câmara, ao se coligar com o PSDB de Alckmin, adiciona alguns segundos ao tempo eleitoral deste na televisão.

    As coligações também são um problema por outra razão. O eleitor, ao votar por um candidato, pode acabar beneficiando um outro político sem saber. Um bom exemplo aconteceu aqui no DF. Durante a votação do impeachment, o Ronaldo Fonseca do PROS parabenizou toda a bancada do DF, exceto a Erika Kokay, a quem criticou duramente durante seu voto. Mas poucos se lembram que o PROS e o PT eram coligados durante a eleição, e portanto alguém que odeia a Erika, ao votar no Ronaldo por achá-la uma "abortista" sem saber acabou beneficiando Èrika. Da mesma forma, alguém que chama o Ronaldo de "fascista" e votou na Érika pode não saber, mas ajudou a eleger o Ronaldo.

    Por fim, no caso de eleições para deputado, mas também para prefeito e governador, quase sempre quem ganha é quem recebeu enormes "doações" de empreiteiras. Obviamente, o candidato eleito vai beneficiar as empreiteiras doadoras com obras caríssimas e superfaturadas para retribuir o favor e garantir doações para futuras eleições, porque, obviamente, esse político vai querer se reeleger ou disputar uma vaga como deputado ou senador.

    Portanto, mesmo que vc tenha razão ao dizer que muitos brasileiros votam mal, temos que lembrar que o maior culpado é nosso sistema eleitoral que beneficia mais os políticos que cuidam dos próprios interesses e dos interesses das empreiteiras. E mais do que isso, nosso sistema eleitoral ainda prejudica os candidatos que querem fazer melhorias para nossas cidades sem ter o rabo preso com empresário político.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tony é impressão minha ou as gays estão se esforçando para pensar?
      Antigamente todas iam na direção para serem opressoras, escrotas, superficiais e perversas. Isso era o que conotava o cool.
      A internet virando o mundo de pernas pro ar. Nunca imaginei que estaria vivo para ver a baianada usando a inteligencia.
      Ao contrário do q muitos dizem, não vivemos tempos tão bizarros como se pensava.


      Excluir
    2. "Baianada"??? será que as pessoas não aprendem?? que comentário lamentável.

      Excluir
    3. Sim, 12:26, e é lamentável não só pelo "baianada" mas também por presumir que ser bicha é sinônimo de ser burro desinformado.

      Passado isso, vamos parar de nos ofender e fazer uma conversa civil sobre os problemas do nosso sistema eleitoral?

      Excluir
  4. Rio elegeu Brizola, o desastre é antigo.
    E no país, seja de qualquer partido, nenhum político renuncia por vergonha ou desastres.
    Ao contrário, capitalizam e saem fortalecidos.
    Paes vai longe, escreve. O namorado também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem é o boy de Eduardo Paes?

      Excluir
  5. Poderiam construir no mesmo local uma boate gay com um camarote enorme acima da arrebentaçao e com vista para o mar...

    ResponderExcluir
  6. Quem conhece a história do Rio saberia que desde que tiraram a Capital daqui, temos que dividir e disputar eleições com praticamente outro estado. Tradicionalmente a capital vota em um candidato. O resto do estado, o Norte Fluminense em outro.
    Agora falar que o prefeito deveria renunciar?! Estamos em crise, no país, e ela afet também o Rio. Mas os economistas estão aí a todo tempo que nesse momento de investimentos olímpicos o Rio eh um dos menos afetados pela crise... Menos, mais e fique claro. Mas temos um Prefeito que gostem vocês que não são daqui ou não, tem feito mais pela cidade do que alguém já fez nos últimos 50 anos. É o carioca, pelo menos, enxerga isso. Eduardo Paes nem de longe eh o melhor prefeito do mundo. Mas está de longe de ser o pior. Deixará um legado, será lembrado. E o poço aprova sua gestão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a decadência deu as caras.

      Excluir
    2. Ficou muito difícil de entender a sua colocação pq está muito mal escrita e por falta de razoabilidade. Vou ter que concordar com o amigo lá em cima quando diz que as gays estão trocando o camarote pelo intelectualismo de internet. Vcs estão onde tem espaço para aparecer, não é? Não importa a que custo.
      Pra começar: fique claro que eu sou carioca.
      No primeiro parágrafo quando vc fala sobre o "o Rio e o resto do Rio" me lembra muito o discurso preconceituoso paulista sobre "SP e o resto do Brasil". Fica confuso tb o que é obrigação do estado e do município do Rio de Janeiro. Lembrando vc que os dois possuem o mesmo nome...
      O estado do Rio teve no seu governo geralmente PMDBistas, como Moreira Franco, Garotinho, Rosinha, Cabral. É possível indicar entre esses um bom político? Não!
      O município do Rio é tão ruim quanto o estado nas suas escolhas como é o caso dos dois governos de César Maia intercalados pelo incompetente arquiteto Luiz Paulo Conde.
      Com relação ao segundo parágrafo onde pouco é possível entender, o Eduardo Paes foi eleito sob o viés do charme publicitário do garoto da zona sul. PMDBista que é, oportunamente aproveitou muito dos Jogos Olimpicos conquistado pelo PT. Hoje as Olimpíadas sofre enorme rejeição. Ninguem sabe ainda o tamanho da conta que chegará após os jogos. Vc fala que o município não tem sido atingido pela crise, mas sabemos que o Rio é lugar de trabalho informal. A contratação fora da zona sul não envolve carteira assinada, a quantidade de empregados domésticos é enorme e sem carteira assim como de ambulantes tb. Como os DJs, ambulantes podem estar passando fome mas são considerados empregados nas pequisas de desemprego. Quanto ao legado, bem...o legado já está despencando antes dos jogos.
      Bota os pés no chão cara.

      Excluir
    3. Fiquei mais perdida do que rissole de fim de festa de camarote.

      Excluir
    4. Rs. A profissão de gay DJ indo pra lama em 3...2...

      Excluir
    5. Elas são media influencers darling.

      Excluir
    6. Que revolta ver um DJ burro, sem talento e de quinta categoria elogiar o Eduardo Paes depois de ver 3 pessoas mortas nessa tragédia para o Rio e para os Jogos Olimpicos. Alienação chegou ao máximo nesse post.

      Excluir
  7. Rio de Janeiro só tem fama que não corresponde a sua realidade. De "cidade maravilhosa" nada possui. É um favelão a céu aberto. Como alguém pode chamar um lugar desses de maravilhoso ? Mas no Brasil nosso padrão de maravilhoso é esse mesmo. Uma cidade extremamente desigual. Segregada descaradamente. Com altos índices de criminalidade. Enfim, nossos padrões brasileiros de medições são horríveis. O desmoronamento de parte da ciclovia é a cara do Brasil, país irresponsável. País sem planejamento. Que gasta sebosamente recursos públicos. De promiscuidade que adentra todos espaços da vida social. O país que luta para ser difícil de se viver. É triste o retrato do país. É triste viver nele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calma cara. Não se abata por isso não.

      Excluir
  8. Só quem anda de BRT sabe o lixo dr legado que o Paes vai deixar, tudo caindo aos pedaços, estações abandonadas, invadidas, desordem, ônibus lotados. Só uma dejota alienada pode achar que a cidade tá arrasando e que Paes é o melhor prefeito das galáxias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lotado pode até ser, mas é muito mais civilizado do que as latas velhas oferecidas pelas eternas máfias dos transportes onde ele corajosamente tentou botar alguma ordem.

      Excluir
    2. Desconsidera cara pq eu já vi a figura. É uma alienada incompetente das pixtas. Pelo texto vc vê que não consegue escrever. Essa é a realidade que tanto falam do tal camarote.

      Excluir
  9. aiai... http://www.boredpanda.com/hot-firefighters-with-puppies-calendar-charity-australia/
    desanima

    ResponderExcluir
  10. Como você já falou outras vezes: até parece que o Rio nunca teve tormenta, nunca teve inundação e nunca teve deslizamentos.

    ResponderExcluir
  11. As bonitas virando a escória da sociedade. Nunca imaginei que isso fosse acontecer um dia. O deus da internet é incontrolável.

    ResponderExcluir
  12. Temos que lutar contra essa ditatura da ciclovia que se instalou no Brasil.

    Tem lugar que não tem como ter ciclovia.

    Que trabalhador vai usar uma ciclovia de 16km para ir ao trabalho?! Nenhum. Ciclovia inútil!

    Lamento pelos falecidos, R.I.P.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também concordo, antes de tudo educar para isto e muito planejamento, o que temos visto são mortes de ciclistas por todo lado!

      Excluir
    2. Esse Jão é um zé buceta alienado MOR!!!

      https://catracalivre.com.br/geral/mobilidade/indicacao/pedreiro-pedala-42-km-todos-os-dias-para-cursar-faculdade-de-direito/

      Seja mais humano, merda ambulante!

      Ou se muda para a Suiça!

      Mas até lá bicicleta é um meio de transporte dos mais favoritos!

      Bicha "rica" preguiçosa, desesperituosa e preconceituosa.

      O BRASIL É POPULADO POR MISERIAVEIS, BICHA BURRA!

      Excluir
    3. E se formou!

      http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2015/09/pedreiro-realiza-sonho-e-recebe-diploma-de-graduacao-em-direito.html

      Excluir
    4. Censurando quem rebate a comentários inanos como o que, Mr. Tony Goes, déspota "esclarecido":

      "Temos que lutar contra essa ditatura da ciclovia que se instalou no Brasil"???

      Impressionante!

      Brasiiuuuu-uuu-uuu!!!

      Excluir
    5. Wow!

      Baixou o espírito da Liberade??

      Excluir
    6. To MORRENDO com a MONO kKkkkkkkkk!1111!11ddkfnofpaandjiqi

      Excluir
    7. Gente, usem ônibus e metrô...

      Bicicleta nunca será sustentável na medida em que é feita com derivados do petróleo e precisa deles para ser mantida.

      Excluir
    8. Jøn, e vc acha que metrô e ønibus são feitos de que? Fibra de casca de árvore??

      Excluir
    9. Passou o atestado de burrice.

      E olha o tamanho de uma bicicleta para o tamanho de um ônibus! Só de pneus... E não sei que manuntenção de óleo uma bicicleta precisa. Umas pinceladas de óleo diesel na corrente, e marchas?

      Nossa o cara é muito zé mané meeeeesssssssmo!!!

      Excluir
    10. Joanelha não aprende nunca.
      Um burro calado passa por filósofo.
      #ficaadica

      Excluir
    11. Queridos, existe uma coisa chamada ANDAR, que é super usual em cidades grandes como Nova York, mas que é obstada em nossas cidades brasileiras. O motivo? Calçadas hediondas que em cidades como São Paulo ainda são pintadas de branco na guia (ou meio-fio, como chamo) para dar um ar de civilidade interiorana. Enquanto não tivermos concreto Portland e túneis de serviço, não haverá civilidade.

      Excluir
  13. Triste e lamentável acidente, algo previsível já que naquela localidade a ressaca do mar sempre foi brava, o estranho que é um ciclovia e tem aviso no chão proibido pedestres e tem gente andando! Quanto a História do lugar não sabia, o RJ é cheio de Histórias interessantes sobre sua formação em amplos seguimentos, poderia ser um lugar maravilhoso de se morar, mas a realidade é outra! Bonito do RJ é zona sul, pois subúrbio não tem nada! Quem achar ruim paciência, mas é verdade! Estive no RJ este mês e senti muito receio de assalto um policial me alertou na rua o cuidado ao andar no centro e pela cidade.

    ResponderExcluir
  14. Eu só lembro que você é carioca nesse tipo de post, você parece gostar tanto de São Paulo que eu esqueço da sua origem. Seu sotaque ainda é carioca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gosto muito de SP. Eu tolero a cidade porque aqui que há trabalho e mora grande parte da minha família, mas não tenho nenhum apego.

      Vim para cá aos 5 anos de idade, então meu sotaque é mais para paulista do que carioca. Mas ainda puxo uns erres.

      Excluir