sexta-feira, 8 de abril de 2016

KEIKO TENHO A VER COM ISSO

Cinco anos atrás, Ollanta Humala foi eleito presidente do Peru e muita gente sentiu um frio na espinha. Inclusive eu: o candidato perigava instalar mais um regime bolivarianista na América do Sul, além de vir de uma família de militares homofóbicos. Mas Humala não cumpriu a profecia, e sumiu do noticiário brasileiro. Nossa imprensa presta muito mais atenção aos niños terribles Rafael Correa e Evo Morales, apesar de Equador e Bolívia serem países mais desimportantes que o Peru. Talvez porque Humala tenha feito um bom governo, sem grandes escândalos e sem interromper o ciclo de crescimento da economia peruana. Em breve ele deixará o poder: a lei de lá proíbe a reeleição, e o primeiro turno das presidenciales será disputado domingo. Keiko Fujimori está disparada na frente, mas sem os 50% dos votos necessários para vencer de cara. E provavelmente será derrotada no segundo turno, pois a rejeição ao seu nome é enorme. Pudera: ela é filha de Alberto Fujimori, que nos anos 90 dissolveu o Congresso para assumir poderes ditatoriais e acabou se afundando na corrupção. Hoje ele está na cadeia, mas teme-se que o primeiro ato de sua filha, se eleita, será libertá-lo. Mas quem enfrentará Keiko na segunda rodada? É bom prestar atenção, porque o Peru está em vias de se tornar uma potência regional. A esquerdista Veronika Mendoza vem crescendo nos últimos dias, e ia ser bacana ter duas mulheres chegando à etapa final. Mas eu ainda torço pelo liberal Pedro Pablo Kuczinsky, conhecido pela sigla PPK. Inclusive por que Peru e PPK juntos são uma piada pronta de dar inveja ao José Simão.

23 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkk ppk e peru, keiko q eu quero?

    ResponderExcluir
  2. O mio babbino caro
    Mas oque é o noticiário brasileiro?
    -Deu no NYT, noticiário brasileiro é conversa de tias velhas na hora do chá.
    Quanto a Fugimori, é preferível aguardar o fechamento do Projeto Genoma Humano.

    ResponderExcluir
  3. Nesses 5 anos, o brasileiro mais honesto de todos esteve lá algumas vezes, e te digo sem erro pois quem me contou era da embaixada, ele sempre foi recebido pela diplomacia brasileira como chefe de estado, mesmo estando lá em benefício próprio e de construtoras. Inclusive, lá também começou a estourar escândalo de corrupção envolvendo construtoras brasileiras.
    Onde o barba passa, deixa rastro de destruição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Psiu...

      Não escreve isso assim na lata, colega!

      Os ouvidinhos dos vermelhudos são sensíveis. Palavras ferem essa gente. Principalmente quando buscam descrever a realidade.

      Contenha a violência desse seu realismo golpista.

      Excluir
  4. Tony, Pq estamos tentando dar um golpe de conservadorismo no Brasil com os ultra liberais (anos 90 e FHC) e enquanto nos EUA o candidato super progressista Bernie Sanders despontou nas eleições americanas como favorito? Ele prega uma redução e regulamentação nos absurdos ganhos de executivos e de wall street, além de aumentar os impostos para os mais ricos. Gostaria de entender pq temos que ir na contramão de tudo no Brasil.O mundo está chocado com a quantidade de ricos e bilionários que surgiram na última década mas insistimos no brasil em proteger essas pessoas que aumentam a concentração de renda como nunca antes vista. Pq seria? Medo? Vontade de fazer parte da turma de ladrões da FIESP que roubam o Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os EUA jamais vão botar esse comunista patético no poder, pois gente assim sabe maravilhas a respeito de dividir o dinheiro alheio, só não tem ideia de como fazer dinheiro, depende do talento e esforço de quem eles querem garfar. Assim até eu viro herói populista.

      Excluir
    2. Os liberais querem o fim da corrupção mas não querem o fim das facilidades que possuem para corromper ou dos benefícios que um sistema excludente proporciona.

      Excluir
    3. Chamou o FHC de ultra liberal eu já sei que é massa de manobra vermelha. E claro, não consegue esconder a inveja de rico,um dos pilares do petismo. Se incomoda mais com a desigualdade do que com a pobreza.

      Excluir
    4. Ai, ai, ai...

      Bernie Sanders colocou a cabeça para fora do ostracismo absoluto e os desinformantes locais já o apresentam como "favorito".

      * * *

      Li recentemente a tese de um amigo. Ele diz que estaríamos cada vez mais próximos de um conflito bélico global. Se ainda sobrasse planeta, o embate resolveria o problema do excesso de capacidade de produção instalada e, de quebra, exterminaria a esquerda ocidental.

      Tenho horror ao belicismo, mas os esquerdinhas querem o conflito a todo custo. Os imbecis ainda acreditam nas teses hegelianas da autorrealização por meio do conflito com o outro. Serão os primeiros a cair, depois restará uma guerra suja e sangrenta entre muçulmanos e o resto do mundo.

      Ou a esquerda para com as ameaças, ou o conflito ocorrerá. No nosso quintal, os criminosos do MST já mandaram inocentes para a morte em um ato terrorista recente no norte do Paraná. Esses psicopatas sacrificaram miseráveis em nome de suas ideologias. Agora insistem numa conversa (a)fiada e vitimista, criticando a legítima ação policial.

      A Europa segue como um barril de pólvora, a América Latina bolivariana cai aos pedaços, o Oriente Médio corre fora de controle e a Ásia está às vésperas de um colapso econômico graças à pirâmide financeira chinesa. A esquerda acredita que o conflito elevará o mundo a um socialismo pujante. Não será assim. Na verdade, haverá o enterro da boa esquerda (sim, ela existe) por contaminação, e o início de um tempo sombrio de miséria compartilhada.

      Mas não adianta avisar... Esses pilantras preferem reinar sobre escombros a reconhecer os próprios erros.

      O pior é que até haverá escombros, mas o trono não será ocupado por eles. Assusta-me a miopia política dessa turba.

      ("se" sentindo pessimista, by Facetruqk)

      Excluir
    5. "A esquerda acredita que o conflito elevará o mundo a um socialismo pujante." ??????
      Tanto a direita como a esquerda sabem que socialismo e comunismo não existem mais. Assim como sabemos todos tb que a economia vive em ciclos. Por favor não fale em total colapso econômico. Não se deixe manipular assim tão fácil.
      Na próxima vez procure um texto melhor pra dar copy and paste. Esse ai só serve pra rissoles.

      Excluir
    6. Apenas a direita não acredita em socialismo e comunismo. Desde as teses dos economistas austríacos, sabemos que se tratam de equívocos. Já as esquerdas não concordam com você, filhinho.

      Alguém que escreve uma bobagem como esse seu comentário deve viver isolado numa das luas de Saturno, ou é simplesmente um idiota.

      O mais engraçado é aparecer uma tese assim estapafúrdia pouco depois de citarem o desmiolado do Sanders, o autoproclamado socialista e "favorito" dos desinformantes. Resta rir para não chorar.

      Quanto à sua acusação de "copy and paste": PROVE!!!! Aponte o site, ou livro, ou publicação de onde o texto tenha sido retirado. Meus comentários no blogue do Tony, apesar de anônimos (para evitar as perseguições da sua quadrilha), são sempre de minha autoria.

      #PreguiçaDessaGenteVermelha

      Excluir
  5. DeFu diz "o Oriente Médio corre fora de controle" sugerindo que isso é obra de governos de esquerda mas convenientemente esquece de dizer que se aquela região desde muito tempo é extremamente instável é devido às constantes e desastrosas intervenções bélicas dos EUA, fruto das ideologias neoconservadoras de lumiares direitistas americanos de Bill Clinton a George Bush.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) O Oriente Médio já era instável muito antes de Clinton e Bush. Meu bisavô (cristão) teve de fugir da região da Arábia Saudita após a "unificação" (década de 1930).

      2) Não, as esquerdas não apoiam o caos na região. (Ahã, senta lá, Cláudia). Basta ver como tratam judeus e palestinos, apesar dos primeiros terem construído em Israel um lugar excepcional para gays e afins, enquanto os muçulmanos... Deixa pra lá, né? Não quero estragar meu dia.

      Excluir
  6. Brasil ? Que Brasil ? Nosso país está fazendo tudo bem direitinho e bonitinho para perder cada vez mais o protagonismo regional que já deixa muito a desejar. Chile, Colômbia, Peru e México são países membros do dinâmico bloco comercial Aliança do Pacífico. Formam hoje as economias mais equilibradas da região América Latina-Caribe. Estão caminhando para assumirem forte protagonismo regional. Por isso a importância da eleição presidencial no Peru. Não existe na região, como pensam muitos, só bolivarianismo, Venezuela, Nicolás Maduro, Evo Morales e por aí vai. Alguns países estão estabelecendo importantes conquistas e avanços econômicos, sociais, político e democrático, exemplo disso é o Uruguai. Por isso mesmo merecem atenção especial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem ido ao Uruguai ultimamente João? Montevidéu tem visto seus índices de violência explodirem depois da ascensão das esquerdas. Parece que coincidiram com a ampliação do 'direito dos manos' por lá. Quanto aos tais avanços, diferente do que prega a imprensa militante, foram equivalentes à 'classe c' petista: uma casa de papel que se desfaz na primeira chuva.

      Excluir
    2. A Argentina , do querido coxinha Macri, retornou com quase toda sua "nova classe C" para a pobreza novamente.

      Excluir
    3. 21:45,

      Não retornou não, porque, lá como cá, o povão nunca deixou de ser pobre. Ter crédito para comprar bugiganga e fazê-lo sob os holofotes da propaganda estatal não torna ninguém rico. Riqueza exige acumulação por meio de educação financeira (poupança), aumento da produtividade (ser capaz de fazer mais e melhor) e formação intelectual/cultural de altíssimo nível. Isso tudo nunca fez parte do programa destinado aos currais eleitorais das esquerdas latino-americanas e jamais fará.

      Resumindo, não é possível alguém retornar para o lugar de onde nunca saiu.

      Excluir
    4. 22:35, o anônimo ai acima não falou nada sobre ser rico. 90% das pessoas não vivem uma vida como alpinista social...
      Volte para o camarote rissole. Senão vou jogar oleo quente na senhora.

      Excluir
    5. 23:59,

      Então, para você, economizar, trabalhar de forma mais eficiente e adquirir conhecimento é coisa de "alpinista social"? Reveja seus conceitos, amiguinho.

      Apesar da sua pavorosa tentativa de comentário, própria de alguém com um repertório notadamente limitado, vou lhe dar um conselho: não aceite que políticos criminosos dominem sua mente a troco de migalhas, ou você seguirá indefinidamente nessa situação pavorosa.

      Para ver, abra os olhos!

      Excluir
    6. P.S.: Ser rico é ser senhor de si.

      Excluir