quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

SIA O QUE VOCÊ QUISER

Ninguém mais sabe a cara de Sia. Desde que resolveu se reposicionar como cantora do primeiro time, a australiana adotou uma estratégia astuta. Desprovida de encantos físicos e já beirando os 40 anos, ela preferiu não competir com Demi Lovato ou Selena Gomez. Simplesmente se escondeu embaixo de uma peruca - ou melhor, se transformou nela. Sia é quem estiver usando a peruca no vídeo ou no palco, seja Lena Dunham, Kirsten Wiig ou a própria (que ainda assim deixa a franja ocultar seu rosto). Agora a moça deu mais um passo nesse experimento que mistura celebridade e anonimato. O recém-lançado "This Is Acting" só reúne canções que ela compôs para os outros - e que, em sua maioria, foram rejeitadas. "Alive", por exemplo, foi escrita em parceira com Adele, mas ficou de fora de "25". Outras eram destinadas a Rihanna ou Beyoncé, para quem Sia já assinou hits no passado. O que quer dizer que os estilos musicais e, principalmente, as letras, não refletem sua personalidade. Ou será que relfetem? O disco atual não soa muito diferente do anterior, "1,000 Forms of Fear". As faixas são quase todas baladonas, e falam geralmente de alguém que superou imensas dificuldades. Sia já assumiu que sofre de depressão: ela pode jurar que só está interpretando personagens, mas é óbvio que, como qualquer ator, também está revelando muito de si mesma. Por baixo da peruca, por trás das palavras escritas por encomenda, Sia está pelada.

8 comentários:

  1. Sia encarna o dilema dos grande artistas de enorme talento que querem simplesmente mostrar a sua arte, ignorando solenemente aquele mundinho mediocre, frivolo e mesquinho das "celebridades".
    Sua genial trilogia de clipes protagonizadas pela talentosa bailarina Maddie de apenas 13 anos, he o que de mais fascinante na industria audiovisual nos ultimos 10 anos. Musica envolvente somada a genial expressividade corporal da Maddie. Essa obrigacao de grandes artistas terem que ser populistas e participarem de programas idiotas tipo faustao e vale a pena ver de novo, acaba funcionando como uma peneira, deixando passar a mediocridade pop e excluindo os grandes artistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que artista populista participa do vale a pena ver de novo?

      Excluir
    2. Neide no Faustão? Riri no Vale a pena ver de novo? Onde encontro isso que vc fumou?

      Excluir
  2. Achei bem interessante e irônica essa estratégia dela de não mostrar o rosto. Ela só estourou mesmo depois disso, mas já está cansando, ficando repetitivo. Quanto ao This Is Acting, eu não paro de ouvir.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho q já vi a cara dela no jools holand

    ResponderExcluir