sábado, 23 de janeiro de 2016

POR QUE NÃO EXPLODIR PARIS?


Paris escapou sem arranhões significativos da 2a. Guerra Mundial. Não foi bombardeada como Londres ou quase todas as grandes cidades alemãs, e preservou intacto todo seu esplendor. Mas foi por pouco: às vésperas da chegada das tropas aliadas, em agosto de 1944, os nazistas em retirada resolveram explodir tudo. Inclusive quase todas as pontes sobre o Sena, o que provocaria uma enorme inundação e milhares de vítimas. O que eu não sabia é que essa tragédia só foi abortada graças aos esforços de um diplomata sueco, que teve uma looonga conversa com o governador alemão da cidade, responsável por cumprir as ordens de Hitler. Essa conversa gerou uma peça de teatro que gerou um filme, "Diplomacia". O diretor Volker Schlondorff se esforça para tirar a ação de entre quatro paredes, mas nem precisava. O texto é tão bom e os atores tão críveis que eu nem senti o tempo passar (verdade que não dura nem uma hora e meia). "Diplomacia" até tem tiros e explosões, mas está mais para um thriller cerebral.


ATUALIZAÇÃO: Não, "Diplomacia" não retrata um incidente verídico. Os personagens do filme existiram mesmo, mas o diálogo entre eles é totalmente ficcional. Nem mesmo é certo que Hitler queria ter destruído Paris quando da retirada das tropas alemãs. Os nazistas sequer tinham o armamento necessário para isto. Mas "Diplomacia" sobrevive como uma grande peça de ficção que discute temas verdadeiros, como lealdade, obediência e caráter.

10 comentários:

  1. A Segunda Guerra é um assunto fascinante.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante, dessa não sabia!!!

    ResponderExcluir
  3. Apavorante e aterrorizante em saber que isto quase aconteceu, e este diplomata HERÓI ganhou algum reconhecimento por este ato de louvor para a HUMANIDADE? UM HERÓI MESMO!!!!

    ResponderExcluir
  4. Para mim a Segunda Guerra é um enigma fascinante.
    A Europa sofrer ataques de povos esdrúxulos [Al-Qaeda e Exército Islâmico] ou mesmo de europeus lutando por liberdade [irlandeses contra ingleses] é uma possibilidade aceitável.
    Mas sofrer a barbárie da Segunda Guerra partindo de uma das mais civilizadas e cultas nações do próprio continente é absolutamente incompreensível. E o tema desse Diplomatie é exemplar nesse sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A segunda guerra foi a continuação da primeira, que terminou muito mal resolvida. Por sua vez, esta foi o resultado da corrida colonialista na qual Alemanha chegou muito atrasada. Uma guerra do século XIX que se arrastou até o século XX.

      Excluir
  5. Legal, diplomacia uma palavra interessante nesse mundo facista

    ResponderExcluir
  6. Você devia pertencer a academia e votar no Oscar, porque assim como eles vc adora filmes chatos e parados e abomina blockbusters e filmes de superheróis. Na boa, você é super jovem e bonitão, mas faz questão de parecer ser mais velho nos gostos, na postura e nas vestimentas.
    Você um cara LINDÃO, fofo e jovem, para de querer parecer velho comentando esses filmes. Fala do deadpool que vai estreiar ou do novo filme dos X-Men.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo "super jovem". Eu tenho 55 anos.

      Engraçado, quando eu falo que não gostei de algum filme cabeça (como "Boi Neon"), chovem comentários dizendo que eu deveria parar de criticar cinema porque eu não entendo nada e só gosto de blockbuster...

      Excluir
  7. Tony, embora o filme seja de fato ótimo, a história não é baseada em fatos reais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão. Eu fui pesquisar e nem mesmo é certo que Hitler queria mesmo destruir Paris. Os personagens do filme existiram de verdade, mas todo o diálogo entre eles é ficção. E, de qualquer forma, os nazistas não tinham armas suficientes para explodir Paris. Vou colocar uma atualização abaixo do post. Merci.

      Excluir