quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

OSCARS SO WHITE

A coisa tá ficando preta para a Academia. A ausência de qualquer ator "de cor" (definição que nos EUA inclui os latinos de qualquer tom) entre os 20 indicados gerou um bafafá que pode ter repercussões no sistema de votação, e não necessariamente positivas. O problema se acentuou porque este é o segundo ano consecutivo onde só há brancos nas categorias de atuação. E não foi por falta de opção: Idris Elba merecia estar no lugar de Christian Bale, e este é só um exemplo. A presidente da Academia, Cheryl Boone Isaacs - que é negra - admitiu que os esforços para aumentar a diversidade entre o corpo votante precisam ser acelerados. Até aí, beleza, porque muito pouca gente é convidada a se juntar a cada ano, e os membros são vitalícios. O que me assusta é a possibilidade de aumentarem o número de indicados por categoria. "Melhor filme" já chegou a ter dez finalistas, e nem por isto a diversidade aumentou. Mais de cinco nominados entre os atores certamente corrigirá injustiças, mas tornará as indicações menos especiais. O Oscar não é um prêmio para crianças com deficiência: não dá para todo mundo ganhar. A graça é justamente ser altamente competitivo e, me atrevo a dizer, imperfeito. O problema é mais embaixo, pois não há espaço para atores "de cor" em filmes de qualidade - e também para diretores e técnicos em geral. Por isto mesmo, gente como Viola Davis migrou para a TV. Nos próximos anos, a Academia pode ter ainda menos escolhas se quiser diversificar seus votos.

30 comentários:

  1. O Oscar é brega e supervalorizado (Stallonne está lá como indicado para comprovar), sempre que vejo as apresentações musicais lembro das peças de teatro constrangedoras de fim de ano que algumas escolas fazem.
    O maior problema, como você disse, é que existem atores negros, latinos, indianos, armênicos, etc... mas faltam produtores, diretores, roteiristas, donos de estúdio, gente que manda e que faça parte dessas "minorias". Concordo, também, que uma das poucas graças desse prêmio são as injustiças.

    ResponderExcluir
  2. Redmane é ruivo. Não serve? Não tem mais minoria que essa.

    ResponderExcluir
  3. Como disseram no primeiro episódio de South Park desta temporada:

    __ O politicamente correto voltou.

    __ verdade, da última vez durou uns cinco anos.

    __ Então ainda teremos que aguentá-lo por mais de quatro.

    ResponderExcluir
  4. Negros deveriam ter orgulho de não serem indicados a um prêmio tão fake quanto o Oscar. Mas não dá pra negar que, num mundo de boçais, ter representação no meio desses atores ajuda no processo de inclusão do preto socialmente.
    Caso eu fosse negro e artista, investiria em festivais europeus e outros meios. Acho que a mudança começa no próprio negro em ser artista sem as figuras e o charme da fama e do dinheiro do mainstream.
    Grande Otelo foi um dos maiores artistas do país. Cumpriu seu papel com a sociedade e a arte sem esperar qualquer reconhecimento feito pela panela de atores brancos na época quando s globo apenas usavam negros para papéis de escravos, empregadas e motoristas.

    ResponderExcluir
  5. eu nunca vou entender os americanos chamando os latinos como "de cor"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lá não é Aqui!

      Excluir
    2. Filho, a américa latina é marronzada em sua maioria, seja pelos mestiços com indios , seja com africanos. Exceto por uma dúzia descendente direto de europeu e sem algum tipo de mistura, o resto somos todos meio encardidos.

      Excluir
    3. você está falando de paraguaios, bolivianos... não acho brasileiros e argentinos encardidos em sua maioria.

      Excluir
    4. Rs. Anônimo 1708,Qual seu nível de instrução por curiosidade? Qual o problema de sermos de cor? Te incomoda ser hispânico?

      Excluir
    5. Anônimo 17:42, pelo jeito vc nunca saiu do br. Não precisa nem ser "encardido" basta o sobrenome. Tem culpa eu. #pardos de todo o mundo uni-vos!

      Excluir
    6. Kkkk começou a competição de quem viajou pra fora, claro que ja viajei , bee, e claro que só reforçou a noção clara de que lat americanos são marrons, brasileiros são encardidos, mesmo os banquinhos, não temos a pele do europeu e do norte americano, estou falando do brasileiro em geral, e não das exceções.

      Excluir

    7. Pra acabar a discussão e mostrar o mindset "eu e eles" do brasileiro.
      O IBGE divulga os dados do Censo 2010 em relação à raça. Dos 190,75 milhões de habitantes, 91 milhões se declararam brancos. O número de pretos foi de 14,5 milhões, enquanto o de pardos foi de 82,2 milhões. Outras 2 milhões de pessoas se classificaram como amarelas e 817,9 mil se consideram indígenas.
      Somos de maioria não-branca. Ainda tem os que se declaram brancos mas na verdade são miscigenados.
      Então anônimo 17;08 e 18:16 parem, simplesmente parem. É ignorância o q dizem.
      O único incomodo de vcs é serem parte de uma elite no Brasil mas de imigrantes e turistas latinos nos EUA. Caso vc não tenha muito dinheiro, vcs não são bem vindos. Aceite. Vc só é importante no Brasil e recentemente apenas dentro do camarote.

      Excluir
    8. Inclui aí o anônimo das 20:00. Tomou um caminhão pipa de Ghb na TW por uns 5 anos e não consegue entender q o Brasil não é um universo perfeito. Ele ainda tem coragem de dizer que " tá falando do brasileiro em geral".
      Meu medo é já estar velho qdo essa nova classe conseguir começar a pensar.

      Excluir
  6. Donald Trump: The Whites” Don’t Receive BET Awards

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha a melhor! Imagina algum branco se atrever a falar que acha injusto o bet não premiar branco. Ou pior, imagina um canal chamado white entertaiment.

      Excluir
    2. Vocês só podem ser dementes

      Excluir
  7. O mio babbino caro
    Lá não é Aqui!
    George Clooney apoiou.
    #oscarssowhite

    ResponderExcluir
  8. O show é feito pra eles, brancos. Veja o caso de Shakespeare in Love. Um filme idiota premiado como melhor filme do ano! Deixem de ser bobos.

    ResponderExcluir
  9. Como disse a própria Viola Davis: "Não se pode ganhar um prêmio por papéis que não existem". O problema não é apenas do Oscar, mas, principalmente, como você disse, da própria indústria do cinema, que não dá espaço para atores não brancos. O meu medo é indicarem não brancos apenas para não criar polêmica, caindo, assim, a qualidade dos indicados. Querem cotas para tudo agora, sendo que o problema não se resolve assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qta ignorância. Vc acha que esses atores brancos nasceram com uma super vocação para o teatro? A maioria entra por boa aparência. Depois são construídos e passam por um processo de culto ao herói dentro da indústria cinematográfica. O mesmo poderia acontecer com negros. Mas a cultura de valorizar sempre o branco, deixou esses atores negros fora desse processo.

      Excluir
  10. Já começa na hora de fazer filmes históricos/fantasia como Noé, 300, Prince of Persia e afins só com gente albina fazendo papel de gente do Oriente Médio.

    ResponderExcluir
  11. TV tem lidado melhor com essa questão, além de ter qualidade que antigamente só se via em filme.

    Enquanto mais de 90% dos votantes forem brancos e em sua maioria homens continuará sem a diversidade almejada, é esse o problema. Concordo que se aumentar o número de atores indicados a premiação perde exclusividade e competitividade.

    Aumentar o número de minorias nas áreas técnicas também ajuda. Vide o que a Shonda Rhimes fez na TV. Na NFL existe a “Rooney Rule” (sim tem ligação com a família da Rooney indicada ao Oscar). Os times são obrigados a entrevistar ao menos um candidato oriundo de minorias pra vagas aberta no corpo técnico.

    ResponderExcluir
  12. Cadê cota pra brancos pobres? As loucas vão dizer que são privilegiados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São atores de Hollywood e da TV sua anta. Todos, negros e brancos, estão longe de ser pobre. O problema se restringe a raça, não a classe social

      Excluir
    2. Acho que ele só estava zoando...

      Excluir
    3. So pode ser. Acho q os efeitos da geração Ghb estão surgindo agora...

      Excluir
    4. Começando por vc que não entende ironia e deve amar viver de vitimismo e,óbvio, atacar uma suporta supremacia branca ditadora cruel.

      Excluir
    5. Cala a boca por que estupidez tem limite sua anta.

      Excluir
  13. e a charlotte rampling, hein? http://brasil.elpais.com/brasil/2016/01/22/cultura/1453466448_655181.html


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que vexame. Ela é uma das minhas atrizes favoritas, mas falou uma burrada que enterrou suas chances no Oscar para sempre e que ainda irá persegui-la pelo resto da vida.

      Excluir