domingo, 17 de janeiro de 2016

A MARMOTA E A MAÇÃ


Uma das injustiças desse Oscar é a escassez de indicações para "Steve Jobs". A Academia lembrou de Michael Fassbender e Kate Winslet, mas esqueceu do roteiro de Aaron Sorkin, o melhor dialoguista em atividade. Também mereciam desatque a edição e, quem sabe, a direção de Danny Boyle. Esta cinebiogarfia do criador da Apple é muito melhor que o "Jobs" de 2013. Aquele era um filme convencional, que tentava contar todos os episódios importantes da vida de seu protagonista. Este aqui é bem mais ousado e teatral. Sorkin optou por focar em apenas três momentos da vida de seu personagem, sempre nos bastidores de grandes lançamentos: o Mac, em 84; o Next, em 88; e o iMac, em 98. O clima é sempre parecido, com muita tensão e as visitas do mesmo grupo de coadjuvantes. Lembra até o "Conto de Natal" de Charles Dickens, onde o velho Scrooge era visitado pelos espíritos do Natal passado, presente e futuro. Para marcar bem as épocas, Boyle filmou cada segmento de maneira diferente (16 mm, 35mm e digital) e usou trilhas sonoras de estilos também diversos. Tudo isso ajuda, porque de certo modo estamos numa espécie de Dia de Marmota, quando as qualidades e os defeitos de Jobs vêm à tona disparados pelos mesmos gatilhos. O cara era mesmo complicado, talvez mau caráter, e no entanto morreu como um santo que veio dos céus para tornar nossas vidas mais transadas. Mas o filme é mais arrojado do que seus "primos" dessa temporada, "Spotlight" e "A Grande Aposta". Com um trunfo a mais chamado Michael Fassbender. Ele não se parece nada com seu retratado, mas é um astro de cinema em todos os sentidos: bonito, carismático, excelente ator. Esse ano é do Leo, mas aguardemos os próximos.

13 comentários:

  1. Outro que ficou de fora e achei genial foi Ex Machina. Foi lançado super low profile em 2015, se vc não viu, procure.

    ResponderExcluir
  2. acho creed o maior injustiçado desse oscar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem falar que o Sylverster Stallone foi indicado à melhor ator coadjuvante enquanto o Michael B. Jordan.. nada. Parece que o pré-requisito para ser levado a sério no Oscar é ser branco.

      Excluir
  3. Tony, a Kate Winslet é a favorita a coadjuvante, ou seria a moça dos oito odiados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu pudesse escolher, daria o Oscar para Jennifer Jason Leigh. Uma atriz com uma longa carreira e que nunca havia sido sequer indicada.

      Excluir
  4. não compreendo o porquê dele ser tão glorificado, ele não era genial, no fim de tudo ele apenas poliu os computadores dando uma aparência mais agradável
    ele explorou os chineses, mentiu sobre, sonegou impostos, roubou patentes, processou a Samsung mesmo ela sendo a maior fornecedora de hardware
    os macs por exemplo tem o sistema com a kernel mais antiga do mercado, desde 98 que não é atualizada, mesmo que tenha a base do unix, irresponsabilidade da apple com seus usuários

    Steve Jobs The Man In The Machine sim foi um otimo documentario

    ResponderExcluir
  5. Alguém ainda aguenta ou tem interesse em saber de Steve Jobs? Isso aí vai floppar mole.

    ResponderExcluir
  6. Foda-se esse filho da puta

    ResponderExcluir
  7. "bonito, carismático, excelente ator". Só esqueceu de citar NECUDO, né, Goes? Um homem com uma neca do tamanho que esse Michael Fassbender tem no meio das pernas merece todos os prêmios do mundo. Só de lembra de "Shame" meus hormônios borbulham... Isso que é ator de verdade, o resto é Stallone, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu namorado tem uma maior nem por isso merece Oscar.

      Excluir
  8. Tony, acha mesmo que o Oscar vai para o DiCaprio? Assistiu a The Danish Girl? O que achou da atuação do Redmayme? Se viu o filme, o que achou da moça que faz a esposa dele? Eu fiquei encantado. Nunca tinha ouvido falar dela (Alicia Vikander) e a partir de agora será um nome que não irei mais esquecer. A propósito, uma falha de edição nas imagens de Dresden, cidade onde moro e de onde o leio, deixaram à mostra os boats atuais do Elbe... Quase todos na sala riram...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que Di Caprio ganha dessa vez.

      Não vi "Danish Girl", que só estreia no Brasil em fevereiro.

      Alicia Vikander está super cotada, além do mais porque seu papel, na prática, é mais do que coadjuvante. E ela ganhou o prêmio do Critic's Choice ontem, o que pode siginifcar que ela está se tornando a favorita.

      Excluir