segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

TANGO ATRAVESSADO


Não tenho nada contra os remakes americanos de filmes estrangeiros. O público dos EUA tem uma enorme dificuldade em ler legendas, desacostumado que está. E é sempre sinal de prestígio para uma cinematografia quando algum de seus títulos é refeito em outra língua. O cinema argentino, também nesse quesito, vence o brasileiro. Há poucos anos, "Nove Rainhas" ganhou versão em inglês. Agora chegou a vez de outra joia da coroa: "O Segredo de Seus Olhos", Oscar de filme estrangeiro de 2009. O problema é que nenhuma dessas traduções ficou boa. Em "Olhos da Justiça", como o filme se chama no Brasil, o diretor Billy Ray resolveu mexer no roteiro original. Algumas mudanças são plenamente justificáveis. No anterior, o assassino de uma moça era protegido pela polícia porque tinha ligações com a ditadura militar que vigorava na Argentina. Aqui, essa proteção se deve ao fato do criminoso também ser um informante infiltrado numa mesquita suspeita de abrigar terroristas, no ano seguinte aos atentados do 11 de setembro. Até aí tudo bem, mas por que mexer no desfecho? Para retirar a passionalidade latina e católica, e deixá-la racional e moralista para uma plateia protestante? É como um tango tocado por músicos country. Soa esquisito, inorgânico, artificial. Para piorar, o ritmo é lento e soturno, e Chiwetel Ejiofor se revela um tremendo canastrão. Por outro lado, Julia Roberts tem um dos melhores desempenhos de sua carreira. Indo no sentido totalmente oposto de sua persona luminosa e sorridente, ela está fantástica como a mãe que perde a filha adolescente e arquiteta uma vingança inusitada. Pena que o final edificante acaba comprometendo seu esforço de atriz.

7 comentários:

  1. 1. Nunca pensei que diria isso, mas pelo que parece Julia Roberts envelheceu terrivelmente pior que Nicole Kidman. Nesse take de entrada do video inclusive ela esta parecendo uma travesti com defeitos de plasticas mal sucedidas na cara.

    2. Realmente nao da pra NAO amar o cinema argentino. Eles tem filmes sensacionais.

    3. Mexer no roteiro de uma obra prima como "el secreto de sus ojos" devia ser considerado crime.

    4. Vou assistir cheio de pirraça e ja esperando um final nao tao surpreendente/maravilhoso depois do seu quase spoiler.

    ResponderExcluir
  2. Desanimei porque todos os críticos apontaram os mesmos defeitos que você. Mas queria saber o final. Conta!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Tony, discordo que os remakes sejam por conta da falta de hábito de ler legendas. Em vários países europeus o padrão é dublar filmes estrangeiros (Alemanha, França e Itália sãos os primeiros países que me ocorrem, mas não devem ser os únicos) e nem por isso existem muitos remakes de filmes hollywoodianos.
    O mais comum nos remakes é uma pasteurização da história, mudança no ritmo, pra tornar palatável ao público americano. E nem sempre o resultado é bom. Me senti pessoalmente ofendida ao ver o que foi feito de "Bella Martha", um dos filmes alemães de que mais gosto. Virou uma comédia romântica imbecil, estrelada por Zeta Jones. E sinto muitíssimo que tenham mexido n´"O segredo de seus olhos". Não vi e não sei se quero ver, o original é perfeito.

    ResponderExcluir
  4. Existem remakes que funcionam muito bem, mas só quando tem um ótimo diretor por trás - tipo o Fincher, Cameron Crowe, Haneke (que fez do próprio filme). Acho super válido. Estava querendo assistir por causa da Julia, desanimei.

    De que adianta adaptar uma história original e transformar em qualquer coisa. Petulante esse roteirista que se propôs a tentar melhorar "El secreto de sus ojos" rs. Até hoje eu sinto engulhos quando lembro da versão americana de "Le dîner de cons".

    ResponderExcluir
  5. Depois de terem feito aquela mercadoria chamada Cidade dos Anjos, baseada no lindo filme do Wim Wenders "Asas do Desejo", não espero absolutamente nada desses remakes hollywoodianos.

    ResponderExcluir
  6. JR tá derrubada. Aff.

    ResponderExcluir