quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

O QUE ACONTECE AGORA?

Que ninguém tenha dúvidas. O clima atual nem de longe lembra o que vivemos em 1992. Anciães como eu lembrarão que, naquela época, o país não rachou. Estava praticamente todo mundo contra o primeiro presidente eleito democraticamente em mais de vinte anos. Ninguém falou em "golpe" ou "atentado às instituições". Collor simplesmente se esfarelou, e em tempo recorde. Além da corrupção deslavada, também havia o estado da economia: o confisco das poupanças, dois anos antes, não acabou com a hiperinflação. Hoje também temos denúncias e recessão, e a popularidade de Dilma caiu às profundezas. Mas sinto no ar um clima mais de fastio com a crise interminável. A presidente não desperta paixões, nem pró nem contra. Continua sendo um poste político, e agora sabemos que também é inábil e incompetente. Nem por isto acho que o impeachment está garantido. O que será que pode acontecer daqui para a frente?

- O STF barra o processo. Nosso Supremo tem se revelado uma corte bastante ponderada, apesar de alguns deslizes individuais de vez em quando. Um pedido passional, cheio de pontos de exclamação!!!, como é o assinado por Hélio Bicudo, pode irritar os juízes. Que também podem querer mandar um recado a Eduardo Cunha - ao atual e aos futuros: chantagem, não, bonitão.

- O processo vai a votação no plenário, mas o governo consegue um terço dos votos para barrá-lo. São apenas 171 deputados, num total de 513. Qualquer governo minimamente viável precisa controlar mais de um terço do parlamento, mas Dilma já mostrou que sua incapacidade não tem limites. No final, os deputados votarão pensando apenas em si mesmos: farão o que sentirem que o povo quer, ainda mais se o voto for aberto. Foda-se Dilma, fodam-se os partidos, foda-se o país. Só cuidarão de suas carreiras políticas. Aliás, como sempre.

- O processo é aberto, mas o impeachment não é aprovado. Dilma sai ligeiramente fortalecida: seu mandato foi validado, e seus oponentes vão ter que escolher outra bandeira. Seria o momento dela se dar um "reboot", mas provavelmente terá que retribuir tantos favores que criará mais 700 ministérios.

- O impeachment passa. Dilma é afastada e Michel Temer assume. Faria um governo de notáveis, como fez Itamar? O vice de Collor chegou à presidência como alvo de piadas, mas montou um excelente ministério e liquidou a hiperinflação. Tinha uma personalidade esdrúxula, mas foi o homem certo na hora certa. Temer teria essa grandeza, ainda que enviesada? Temo que não...

E ainda há um monte de outras variáveis. Cunha deve cair em breve, mas é óbvio que vai tentar arrastar muita gente junto: não duvido que apresente provas contra Lula. Que, por sua vez, vai se fazer de vítima, para logo em seguida se oferecer como solução. Enquanto isso, a Lava-Jato come solta. Sérgio Moro está com cara de quem sabe muito, mas ainda não pode contar. Sem falar na redução do PIB, no aumento do desemprego, na influência das redes sociais... Queria que fosse só um filme, porque será mesmo emocionante. Pena que iremos sentir na pele.

53 comentários:

  1. Texto EXCELENTE, passou da hora de vc monetizar esse bolg e ganhar dinheiro com ele, deveria estar no R7 junto com a Rosana Hermann, Fabíola Reipert, Miguel Arcanjo e Keila Jimenez! Imagina vc escrevendo uma novela na Record dando primeiro lugar no Ibope e ainda por cima com um blog pra lá de popular, com certeza o Aguinaldo Silva se morderia de inveja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que sonho, trabalhar na Record! Com plena liberdade para eu falar o que quiser!

      Excluir
    2. Esse comentário é sério?

      Excluir
    3. Tradutor de Ironias3 de dezembro de 2015 15:00

      Achava que não precisaria ser chamado para explicar essa. Preciso?

      Excluir
    4. O texto foi lançado como "a" opinião do dia. Rs. Continua forte assim que vc consegue virar Duvivier.

      Excluir
    5. É "uma das" opiniões do dia. Durante a semana geralmente solto dois posts. Daqui a pouco tem outro.

      E vc acha mesmo que eu tenho potencial para Duvivier?

      Ai, você fala isso para todos, aposto! Danadinho.

      Excluir
    6. Eu acho que nem todo mundo deve ter liberdade na Record, mas alguns poucos sim tem esse privilégio, o blog da Rosana Hermann é um exemplo disso, o próprio Roberto Justus no seu programa de entrevistas já deu opiniões contrárias ao editorial da emissora várias vezes. Você já trabalhou na globo e teve liberdade, acha mesmo que logo a Record te podaria?

      Excluir
    7. Sendo explicitamente gay como eu sou? Acho.

      Excluir
  2. Vc está cada dia melhor no copy paste. Não só em "política entretenimento", mas em "crítica de premiação entretenimento" e "filmes entretenimento" que nem passaram no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Copy paste?? Onde? Mostra aê que eu não tô vendo.

      Toda vez que eu copio e colo um texto dos outros, cito a fonte e ponho o texto entre aspas ou em negrito. Ao contrário de certos filhops de certos ex-presidentes da república.

      Excluir
    2. Daí com essa ética toda não ganha 4 milhões que nem Lulinha.

      Excluir
    3. Os MAVs acordaram com a corda toda hoje, Tony. Os nervos estão a flor da pele e resolveram atirar em tudo que se move.

      Dizem até que as lágrimas dessa gente serão a solução da cantareira. Se bem que o "choro é livre".

      Excluir
    4. Oh Tony, pra copiar notícia hoje em dia não precisa dar necessariamente "copy and paste". Concordo com o anônimo ai em cima. Esse jornalismo entretenimento é feito com tão poucas linhas que a notícia, mesmo escrita por outras mãos, não deixa de ser uma cópia da que a gerou. Vc estava no congresso acompanhando pessoalmente o processo? Vc tem informantes na cúpula? Quais agências de notícia vc tem cadastro?
      Concordo tb que nesse mar de informação tudo virou copiar colar. Pouquíssimos se diferenciam.
      Nem Cora Ronai, nem Gregório Duvivier escapam da redundância das informações. Incrível como a opinião velha dessa turma toma roupagem nova. Pq a opinião deles é melhor que a do povo a ponto de merecerem espaço no jornal? No final é tudo cópia. Rs

      Excluir
    5. "Vc estava no congresso acompanhando pessoalmente o processo?" = desespero petista tentando construir uma narrativa que doure a pílula.

      Excluir
    6. Gentem, mas eu não dou notícias aqui no blog. Não sou jornalista. Só emito a minha porca opinião. Que cada dia vale menos, porque todo mundo não só tem a sua como todo mundo a emite nas redes sociais.

      Agora, Cora Rónai e Gregório Duvivier não só tem opiniões consistentes como sabem escrevê-las muito bem. Adoro ambos, e pago para lê-los.

      Excluir
    7. "Cora Rónai e Gregório Duvivier (!) não só tem opiniões consistentes..."

      Ok, ninguém é perfeito, mas sigo te amando, Tony! ;-)

      Excluir
    8. Tony, vc traiu seu público. Eu já sabia que vc se vendia fácil quando te peguei na boate mas seu preço despencou agora.

      Cora com as opiniões tão antigas quanto um guarda-pó e o Duvivier tão pretensioso quanto cagar sentando com 3 meses de idade.

      Dá uma valorizada ai gostosão.

      Excluir
    9. Amo os dois, não adianta. Quando eu crescer quero ser como eles.

      E nunca me vendi fácil. Sempre me dei de graça.

      Excluir
    10. hummmmmmmm.

      ( ͡° ͜ʖ ͡°)

      Excluir
    11. Sempre deu de graça. rsrsrsrs

      Excluir
  3. Acho que Dilmão vai dar uma sacolejada, o PT vai chamar os canhões de Navarone, o impeachment vai morrer na praia e Cunha não chega a 2016.

    Não é nem wishful thinking. É só o que eu acho que vai acontecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra dessas que a gente acha no Universo Perfeito no fim de semana...wishful thinking soa mais cafona que tatuagem tribal com sunga aussi bum e ES collection "tshirt".

      Excluir
    2. Estou rindo igual ao Chico Buarque com os anônimos.

      Excluir
    3. Como é a risada do Chico Buarque?

      Excluir
    4. Daniel o Bruno te mandou um abraço.

      Excluir
  4. A presidente e o país livraram-se de um chantagista.

    Por mais que a popularidade da presidente Dilma Roussef esteja em baixa, como justificar a aliança com um futuro réu condenado e provavelmente preso contra uma presidente sem nenhum respingo da corrupção levantada pela Lava Jato?

    Dilma heroína. Rs. É isso que vai ocorrer...

    Cunha escolheu o pior dia para dar encaminhamento ao impeachment.

    1. Com o PT votando pela admissibilidade do julgamento, seu gesto caracterizou retaliação e juridicamente abuso de poder.

    2. Foi no dia em que foi votado a mudança da meta fiscal, regularizando definitivamente todas as pedaladas fiscais.

    3. Foi na mesma semana em que Cunha foi acusado de receber dinheiro do BTG para modificar projetos de lei, comprovando a impossibilidade de ele continuar presidindo a casa.

    A aprovação das mudanças fiscais ocorreu depois do encaminhamento da proposta de impeachment, comprovando que, aos poucos, inequivocamente o governo começa a reconstruir sua base no Congresso.
    É possível que o gesto de Cunha tenha finalmente supurado a infecção que conturbava o ambiente político, com a presidência da Câmara entregue ao mais suspeito dos seus membros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Petismo é o mesmo que:

      A) Doença mental;
      B) Falta de caráter;
      C Cegueira política;
      D) Vocação bovina;
      E) Todas as anteriores.

      No fundo, prefiro que Dilma siga como uma presidente sem poder e oprimida pela população. Não pode ousar sequer aparecer em público.

      Além disso, levando em conta o quanto são refratários ao voto impresso e a absurda impopularidade da governAnta, já não desconsidero a possibilidade das últimas eleições terem sido fraudadas. Afinal, essa gente "faz o diabo" para vencer eleição.

      Excluir
    2. Arrasou no texto! Muito melhor que o blogueiro!

      Excluir
  5. Tenho a impressao de que o cunha é um tipo de maluf, cujas provas de corrupcao sao mais do que suficientes para que fique preso por toda eternidade mas que ainda assim vai continuar de pe com a maior cara dura do mundo, pagando aulas de tenis nos eua com dinheiro do contribuinte e rindo da nossa cara de otario enquanto esbravejamos pelo impeachmant dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa questão. Maluf conseguiu ficar fora das grades esses anos todos porque também fez um tipo de chantagem: controlava um certo número de deputados e vereadores, e vendia caro esse apoio aos governantes de plantão.

      Não foi por outra razão que ele se "aliou" ao Lula alguns anos atrás. Mas esse apoio vem minguando, e o próprio Maluf está ficando bem velho.

      Há um golpe em andamento no PP, o partido do Maluf. Guilherme Mussi, casado com uma das filhas do Silvio Santos, quer tomar para si o controle do partido, "aposentando" de vez Maluf. Veremos.

      Excluir
  6. O post deveria se chamar: "O que eu sonho que aconteceria agora" , mas nada a ver. Não será nada disso.
    Que o pior venha e todos se fodam, inclusive o povo. Odeio quem acha que entende de política vir falar sobre política. Saudades da ditadura porque os tolos ficavam em silêncio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Classe média e tolos ficavam em silêncio...inclusive vc...ou por acaso vc é uma pessoa especial, com super poderes ou um mega star americano?

      Qual o tamanho da sua importância pra dizer isso?

      Um asno como vc na época da ditadura deveria usar rédeas no mínimo...

      Excluir
    2. Classe média em silêncio? Tem gente que só enxerga o que quer ver. Nunca a classe média brasileira se movimentou tanto quanto nos últimos anos. Apenas sinto muito se a mobilização é contra os desmandos da sua turma.

      Quanto ao anônimo saudosista da ditadura, melhore!

      Excluir
    3. As minhas algemas eram cravejadas de diamantes, as suas eram feitas com material "recicrado". Classe média não é só média no bolso, mas no intelecto também. Fodam se, tolos.
      Eu queria que a democracia explodisse. Talvez, com os tolos sem voz, o país poderia realmente melhorar.

      Excluir

  7. Em qualquer país sério, só pelas mentiras que a Presidenta disse ontem na TV, ao dizer que não negociou apoio com Eduardo Cunha, Dilma já sofreria impeachment.
    Mas, além dessas mentiras, acumulam-se denúncias gravíssimas contra ela, e essa história de que ela não é ladra é a pior de todas as defesas! Pode não ser "ladra", mas cometeu vários crimes contra as finanças públicas(todos previstos no Código Penal).
    Mas, não estamos num país sério e quem governa a partir de agora é o PMDB.
    Seja com Temer com o poder de futuro Presidente(caso o PMDB rompa com o governo), seja Temer com o poder que ele ganha pra negociar com o PT o encerramento do processo de impeachment.
    Dilma deixou de ser refém de 1 deputado, e virou refém de um partido inteiro, e o pior deles, é bom que se diga.
    E, junto com ela, nós também estamos reféns... E sem data ainda pra sermos salvos pela Polícia e pela Justiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamo junto, Brunão! Só a justiça nos livrará do molusco e sua quadrilha. Somos reféns e só nos resta rezar.

      Excluir
    2. Brunão????? Só faltam começar a linchar efeminados também. Como é duro ter uma alma feminina.

      Excluir
    3. Bruno, eu sempre te amei, mas pedalada não é crime de responsabilidade. Ou teríamos que expurgar uns 20 governadores.
      A gente sabe que impeachment é processo político, não judicial. O Collor foi impedido pelos parlamentares, mas absolvido pelo Supremo.
      Sério que mentir em rede nacional dá impedimento? Antes fosse assim, que Brasília seria exorcizada e o Brasil teria o reset de que precisa.

      Excluir
    4. Anon 18:10: não oprima os demais gays com sua feminilidade.

      #RespeiteAsDiferenças

      Excluir
  8. Eu estava fazendo as contas aqui e vi que, o pt junto com a base aliada tem votos para manter a Dilma.
    Mas será que a base continuará aliada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa pergunta. A Gilma vai depender dos votos do PROS, do PSD e outros para manter a cabeça fora d'água. Saber o que passa na cabeça dos deputados desses partidos é bem difícil.

      Excluir
  9. "Um pedido passional, cheio de pontos de exclamação!!!, como é o assinado por Hélio Bicudo, pode irritar os juízes."

    Salvo engano, o STF não entrará no mérito do pedido, mas, tudo indica, julgará a ação de Cunha em aceitá-lo. Petista é assim mesmo: só considera a lei quando quer usá-la a seu favor.

    Na atual conjuntura, o impeachment não passa. Temos uma oposição de mentirinha (PSDB) e uma base aliada (PMDB e partidos vermelhos e/ou nanicos) que só pensam na porcentagem do $pixuleco$. Mas é cedo para fazer previsões. Aguardemos os próximos capítulos.

    ResponderExcluir
  10. O mio babbino caro
    " Ah! Ah! Não
    há remédio universal!"
    (MA)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu. Sério. Para.

      Excluir
    2. Menino, vá ouvir a Neidoca vai.

      Excluir
  11. Hoje, o PSDB viu que o tiro saiu pela culatra, Dilma virou heroína e agora querem o recesso da câmara. Antes queriam o processo de impeachment rápido, sem o recesso. Agora vão arrastar toda essa confusão mais todos nós até fevereiro do ano que vem.
    Vão correr todos para a barra da saia da Folha e da Veja pra manipular a mídia.
    O PMDB vai vender uma fortuna tanto ao PT como ao PSDB em alianças.
    Os tucanos foram burros demais ao se aliarem à um chantagista.
    Hoje a população perdoa um ladrão mas não perdoa um chantagista.
    O PT saiu mais forte de um golpe sem merecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Dilma virou heroína"? Deixa disso, rapaz, pois aqui não não há os ignorantes que costumam votar no seu partido. O processo foi iniciado, e, agora, a oposição precisa de tempo, pois o PT, como se sabe, já possui um terço da casa.

      O impeachment é político e não será feito às pressas. Esperamos quase uma ano para o processo começar e estamos preparados para cozinha o PT e sua corja em fogo brando.

      A "população perdoa um ladrão"? Não seja cínico. Fale por você. A parte saudável do nosso povo não compartilha de sua moral degenerada.

      Só alguém cego pela ideologia não vê que a única saída para o PT seria deixar a presidência. Caso não largue o osso, os quase 70% de brasileiros que não suportam mais o horror defendido por você enterrarão de uma vez essa organização criminosa.

      Dilma vai sair? Talvez não, mas ela e o PT foram aniquilados, e isso é o que importa. O fim da esquerda brasileira foi decretado.

      Excluir
    2. Esse Discipulo é meio doente. Ativista de direita louca.

      Excluir
    3. Já eu diria que o Discípulo e o Anônimo 21:27 são meio dodóis da cabeça. Dilma heroína.. Really??

      Excluir