quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

MINHAS PESSOAS DE 2015

Aqui vou listar alguns dos nomes que marcaram o noticiário do ano sem ordem de importância. Mas há uma figura nefasta que se impõe sobre as demais: EDUARDO CUNHA, que consegue concentrar todos os defeitos de um político brasileiro. Corrupto, vingativo, hipócrita, e daí para baixo. Alguém de que eu nunca tinha ouvido falar até ele se eleger presidente da Câmara dos Deputados, naquela que foi talvez a maior barbeiragem política do governo Dilma. Agora boa parte do destino do país está nas mãos deste sacripanta, que até o momento resistiu imune a todas as tentativas de removê-lo do cargo. Não vai conseguir por muito mais tempo, mas já causou um estrago considerável. Entre eles, nada menos do que o fim do impeachment: seu aval envenenou o processo e deu sobrevida a uma presidente mais do que desacreditada. Bem feito para quem o apoiou.

Mas nem tudo foi horrível no Brasil. O juiz SERGIO MORO, por exemplo, virou uma espécie de super-herói nacional. Sob sua batuta, a Lava-Jato entra em seu terceiro ano, e promete lances devastadores. Aguardemos. No mundo do showbiz, alguns pontos brilhantes. Como MAJU COUTINHO, que está sendo preparada pela Globo para alçar voos maiores. GRAZI MASSAFERA encarou um papel difícil em "Verdades Secretas" e se saiu muito bem. MONICA IOZZI se firmou como apresentadora, um papel que não estava em seus planos. E JOUT JOUT é só um dos exemplos mais vistosos do fenômeno dos vloggers, que dispensam a televisão para fazer sucesso e faturar alto. Mas terá vida longa?


No exterior, a ascensão de DONALD TRUMP é simplesmente assustadora. Se conseguir se eleger presidente dos EUA no final de 2016, estará confirmando nossos piores pesadelos. Já CAITLYN JENNER se revelou uma porta-voz menos do que ideal da causa trans. Saudada em prova e verso a princípio, ela soltou declarações ao longo do ano que comprometeram sua credibilidade. E continua republicana... Pelo menos no Canadá já sopram novos ventos, com a eleição do prafrentex JUSTIN TRUDEAU. Na Grécia, o também bonitão ALEXIS TSIPRAS fez o que pôde para tirar o país do buraco. Mas a palavra final na Europa cabe mais do que nunca a ANGELA MERKEL, uma espécie de Dilma que deu certo.

E a retrospectiva desse ano árduo fica por aqui. Tá na hora de ciscar pra frente.

28 comentários:

  1. "ANGELA MERKEL, uma espécie de Dilma que deu certo"

    Sacrilégio, sacrilégio! Queimem, queimem o blogueiro!

    A diferença entre as duas vai MUITO além de apenas "dar certo". Muito Além...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Tony. Achei o comentário com tom machista gay venenosa.
      As duas surgiram no mesmo momento, tem idades parecidas e jeito é estilo parecidos. Mas Dilma e Merkel politicamente são o oposto.

      Excluir
    2. Dilma e Angela Merkel de fato tem muitas diferenças. A primeira é de esquerda, a segunda é de direita.

      Mas também tem muitas semelhanças, e por isto são frequentemente comparadas. Ambas sobreviveram a ditaduras e chegaram ao posto máximo de seus países. Ambas têm fama de duronas.

      Só que uma é competente e a outra não...

      Excluir
    3. Heheh...cada vez gosto menos da Dilma, tá ficando difícil. Mas o Aécio n dava...dias melhores virão

      Excluir
    4. Angela é um anjo, enquanto a daqui a demonia cria do demônio de nove dedos! Vamos ver se este ano ouviremos a musiquinha do plantão anunciando a saída desta criatura e a prisão pela PF do criador de todo este mar de lama!

      Excluir
  2. Fora que bater no Cunha é fazer o jogo do Planalto: desviar a atenção da quadrilha petista, voltando o foco para o malvado favorito da vez, sempre que possível.

    Só me pergunto até que ponto o Tony faz isso conscientemente, ou é apenas uma mais vítima do marketing governista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você me lê com alguma frequência, vai saber que eu abomino o governo Dilma Rousseff. Acho uma pessoa totalmente despreparada para o cargo que ocupa, e que está levando o Brasil à ruína.

      Isto não me impede de enxergar em Eduardo Cunha um mal pior ainda. Fora Dilma, fora Cunha, fora cambada.

      Excluir
    2. Cunha é um escroto repugnante, mas ele é um mal maior do que uma presidente que destruiu nossa economia, trouxe de volta uma inflação de dois dígitos, recessão e desemprego recorde, PIB de -3, maior escândalo de corrupção da história, falência da Petrobrás, rebaixamento do grau de investimento do país, causou um rombo de 200 bi nas contas públicas? Por pior que seja o Cunha e ele é, não tem como ele ser um mal maior que Dilma. Isso é duscurso petista e eu sei que o blogueiro não é petista. Dizer isso mostra uma miopia política lastimável.

      Excluir
    3. Cunha só não é um mal maior do que Dilma porque não é presidente. Mas ele fez de tudo para chegar lá: ainda bem que não vai conseguir.

      Excluir
    4. Se ele fosse presidente sim, seria um mal maior que Dilma, mas isso ele nunca será.

      Excluir
  3. "Because it's 2015." Seria essa a frase do ano ? Exagero, talvez ? Esse Cunha é uma abominação. Aécio Neves e seu PSDB ficando ao lado dele no impeachment jogaram no ralo qualquer resquício de credibilidade. Dicotomia tucana e petista é nojenta. Merkel tem lá minha admiração. Mas sua visão conservadora diminui minha apreciação. Agora a Caitlyn Jenner... essa daí é uma hipócrita das grandes. É o que digo, é LGBT e com pensamento conservador ? Certo. Mas vem cá, como pode alguém LGBT apoiar um tipo de pensamento desses que tem fundamentos que discriminam a comunidade ? Kim Davis agradece. Vamos dá tempo a Caitlyn. Suspeito que daqui a pouco a máscara dela vai cair toda. Ah, detalhe muito importante, a Caitlyn tem fortes ligações com o "Tea Party". Sabe como é, cai de amores pela Sarah Palin e tem nojo do Obama, que deu fundamental apoio pra virada da aprovação ao casamento homoafetivo no seu país. Por isso, I love Obama. Comunidade Trans nos EUA percebeu logo quem é a Caitlyn. Ainda, bem. Não precisamos da figura dela. Temos trans decente pra representar a comunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João,
      Talvez o pensamento conservador (seja lá o que você tome por isso) "discrimine" o SEU modelo de "comunidade", que certamente é bem diferente do meu e de um monte de outros gays. Os mesmos gays que as ONGs, partidos políticos donos do poder e intelectuais de esquerda insistem em varrer para debaixo do tapete.

      Excluir
    2. Merkel teve visão absolutamente progressista quando abril as fronteiras a milhares de refugiados.
      Vc está totalmente enganado.

      Excluir
    3. Ai, já falei de conservadorismo por aqui e sinceramente... não sou de esquerda. Aliás, nunca votei no PT. Vens falar de minha dicotomia. Olha a sua. Tenho lá minha ideologia. Liberal. Ela me molda. Mas não enxergo o mundo só por esse viés. A comunidade LGBT é extremamente diversa. Agora digo e repito, gay conservador é patético. Aliás, será que você sabe o que é conservadorismo ? Como ele foi se desenvolvendo ao longo do tempo ? Se souberes, verás que é um pensamento ridículo. Caitlyn Jenner falou de reconhecimento aos trans e igualdade pra comunidade. Depois sai falando por aí que é cristã, republicana e contra o casamento gay. Hipócrita. Taí o pensamento conservador. Caitlyn vem falar de liberdade(pra ela), e depois sai com disparates discriminatórios. A comunidade LGBT americana que em sua maioria, ainda bem, possui ciência dos seus direitos, já percebeu que a Caitlyn é uma falsária. A comunidade trans arrasou quando resolveu afirmar que ela de maneira alguma a representa. Os transexuais americanos possuem gente decente que de fato representa a comunidade. Gente que a anos vem lutando pela afirmação e direitos dos trans. Não uma pessoa como a Jenner, que só quer fama com a transexualidade. Como já circula por aí. Daqui a pouco a máscara dela cai. Questão de tempo.

      Excluir
    4. Merkel vem fazendo um excelente trabalho á frente do governo alemão. Quando disse que ela tem uma visão conservadora não estou enganado. Sei o que falo. Ela é filiado a União Democrata-Cristão. Mas é uma conservadora moderada. Nada que se compare a um Silas Malafaia. Longe disso. Entretanto minha admiração com Merkel tem lá sua limitação. Ela é contra o casamento gay. Vem com discurso cristão pra fazer essa defesa. Ora bolas, dizer que gays não podem se casar por causa da bíblia é um absurdo. Assim como os héteros, homossexuais devem ter direito ao casamento. São seres humanos. Pagam impostos. Por que o Estado não iria reconhecer o direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo ? O direito tem que existir. Casa quem quiser. Simples assim. Melhor dizendo, deveria ser.

      Excluir
    5. gente essas monas escrevem 40 linhas de texto verborragico, deveriam ser presas por tamanha crueldade

      Excluir
    6. Querido, falar q vc "sabe o q diz" não prova q vc sabe nada. Faz o q da,vida? É professor de ciência política? Pq na Internet todo mundo sabe tudo. Pelo seu discurso vc é intelectual de internet. Religiosos todos na Europa são tirando os países mega desenvolvidos como os nórdicos. Merkel deu uma lição de política progressista este ano todo e teve seu auge abrindo as portas aos imigrantes. Vc não sabe o q diz. Vc segue a cartilha partidária binária: ou progressista ou conservador.

      Excluir
  4. As pessoas tem que entender que alguém pode não concordar, apoiar, gostar da maneira da esquerda/democratas lidarem com , por exemplo, a economia e outros aspectos de um país.
    Nem tudo se resume a sexualidade, e nem toda pessoa vai priorizar políticos só porque apoiam, por exemplo, casamento gay.
    É somente uma decisão de foro íntimo de qualquer pessoa livre numa sociedade livre.
    Sou gay e jamais gastaria meu voto num candidato só por ele apoiar alguma causa gay, caso o resto de sua plataforma me desagradasse.
    As pessoas precisam entender que nem todo mundo vota visando apenas um aspecto da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "As pessoas precisam entender que nem todo mundo vota visando apenas um aspecto da vida." CLAP! CLAP! CLAP!

      Votar em político só porque ele se diz pró-gay é o mesmo que trocar voto por bolsa-família. A essência é a mesma.

      Excluir
  5. Sim, mas sou economista e detesto quem dá mais valor ao aspecto econômico do que no desenvolvimento econômico e social, não que eu concorde em gastar mais do que se tem, mas se for pra morar num país que não cresce tanto como muitos desenvolvidos já não crescem ou China que cresce muito, prefiro nos que valorizam ambiente, educação, saúde, casamento gay etc do que crescer 10% ao ano e não ter qualidade de vida. Mas falando de economia, que eu saiba a economia dos EUA só cresceu depois do democrata,"esquerdista", Obama.

    ResponderExcluir
  6. O mio babbino caro
    Me permita.
    Melhor post do ano: QUO USQUE TANDEM, CATILINA?
    Melhor comentário: Bruno 14 de Maio de 2015 13:00
    Melhor título de post: Todos
    ...

    ResponderExcluir
  7. Caitlyn Jenner é clueless total. Limitada, fútil, um poço de preconceitos. Me decepcionei. Ela só quer se montar e pronto, nada além disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aaaiiieee eu acredito que a mazela social vai ser combatida por uma pessoa que participa de um reality/fake show
      sou tão ingenua
      poço de preconceitos

      Excluir
  8. haha botat Bruce Jenner como personalidade importante, tá assistindo muito o E! viu mona, mas o que esperar de um virginiano né?
    jout jout é uma vergonha em numero de acessos, ela apenas dá buzz porque é daquele típico porta-voz das meninas feias reprimidas que querem ser inclusas

    Eu não mereço italo paulista, eca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que esperar de um virginiano? Uma análise detalhada da limitação que a senhora tem. Mas, como somos práticos, não perderemos (mais) tempo com a sua mentalidade desaplaudida.

      Excluir
  9. caitlyn ser republicana não me espanta em nada. já vi gays com a foto do bolsonaro na capa do facebook.

    ResponderExcluir
  10. Bruce Jenner é um herói olímpico nos Estados Unidos, casado e pai de 10 filhos. Ele fez a transição para Caitlyn aos 65 anos. Não tem como trocar o chip da noite para o dia. É uma transição diferente das outras. A Caitlyn trouxe uma visibilidade que a comunidade trans nunca teve. O programa dela no E! mostra os dramas e dá voz as trans como nunca aconteceu antes na TV. É uma contribuição gigantesca e inédita. Acho estranho falarmos de diversidade e não aceitarmos as pessoas com as suas diferenças.

    ResponderExcluir