sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

IN VINO VERITAS

O pugilato tomou conta da república, e não só dentro do Congresso. Não me lembro de uma época tão crispada, como tantos políticos indo às vias de fato. A taça de vinho que Katia Abreu jogou na cara de José Serra até que é um alívio cômico: não faz mal ao país, ao contrário do que acontece na Conselho de Ética. Mas é um indício claro de como os ânimos estão acirrados, por todos os lados. E porque não deveriam estar? Nunca o Brasil esteve tão dentro do popular "se correr o bicho pega, se ficar o bicho come" (e ainda transmite o zika vírus). Não há boa saída para a crise, com impeachment ou sem. A economia apodrece, o grau de investimento despenca e os vilões continuam todos no poder. Talvez a Lava-Jato desinfete o ambiente, mas só a médio prazo. Então é Natal: vamos todos beber.

25 comentários:

  1. Por acaso: como vai ser chato o natal esse ano (mais que o normal, diria), com tios e primos discutindo impeachment e golpe. Sorte de quem vai passar o natal fora do país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom que assim não te perguntam das namoradinhas, bee!

      Excluir
    2. Cena: gay leva o boy esquerdopatinha pro Natal na familia tradicional de direita.

      Excluir
    3. Depende de qual país.

      Excluir
    4. Pois é traumatizante a pergunta das reuniões de família pé no saco:"E a namoradinha?" Um porre ainda bem que tudo passa!

      Excluir
  2. Conselho de ética, e não comissão de justiça.

    ResponderExcluir
  3. Já tivemos casos bem piores, como no período pré-ditadura: Sr Arnon de Mello matou um senador, inimigo político seu, em plena casa do Senado. O que aconteceu? Nada. Nem cassado ele foi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele errou o tiro e acabou acertando outro.

      Excluir
    2. E o Arnon de Melo inclusive é o pai do Collor de Melo. Família abençoada.

      Excluir
    3. Pai e filho psicopatas.

      Excluir
  4. O mio babbino caro
    Porém as estradas, portos e aeroportos estarão abarrotados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk meia duzia de aeroportos medíocres, vai viajar pra fora e ver o que é país rico com milhares de aeroportos lotados, e não essas porcarias daqui, meia duzia de aeroportos num pais de 200 milhoes, é até piada.

      Excluir
    2. Bom mesmo é na Síria.

      Excluir
    3. Fiquemos todos felizes com o Brasil, afinal a Síria é pior. O que mais, petista? Mulher aqui reclama de boca cheia também? Afinal sequer é obrigada a usar burca.

      Excluir
  5. O nível pelo lado de Brasília nunca foi alto e este ano está tudo mais exposto. Nunca acharam que um senador seria preso e estão com medo. Essa crise de representatividade junto com a instabilidade política e econômica é péssima pra eles, e principalmente pra gente no meio do fogo cruzado.

    Sabia da fama de barraqueira da Kátia Abreu mas não que o Serra é o tio do pavê inconveniente.

    ResponderExcluir
  6. Congresso Brasileiro sempre foi o maior sumidouro do dinheiro público deste País e hoje a maior fossa aberta do universo!

    ResponderExcluir
  7. A ministra do cancer deveria ter jogado um copo de agrotoxico na cara do serra.

    (Tony darling, voce mesmo joga muita gasolina nessa vibe "crispada". nao deveria reclamar XX)

    ResponderExcluir
  8. So jogou o vinho! Deveria ter jogado a taca, a garrafa, mesa e cadeira!!!!!
    Velho semvergonha, pilantra!!!!

    ResponderExcluir
  9. O dia que o povo em peso deste País se reunir em peso e for a Brasília e invadir o Congresso e invadir o Planalto este País mudará! Mas do jeito que vai só daqui outros 515 anos! E olhe lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Invadir. Tá. E depois?

      Excluir
    2. Exatamente. Invadem, matam todos dentro do planalto e no congresso. Depois sobraram os militares.

      Excluir