sábado, 7 de novembro de 2015

MON PÉCHÉ MIGNON


Eu adoro a Mylène Farmer, mas preciso admitir: ela é meio cafoninha. Essa cantora nascida no Canadá é uma das maiores popstars francesas, dessas de lotar estádio. Algumas de suas músicas vão estar na minha playlist até o fim dos tempos, como "Desenchantée". No entanto, seu som tem uma pegada inegavelmente brega, e ela própria tem cara de secretária de multinacional. O novo álbum saiu ontem, e está mais etéreo do que nunca. "Interstellaires" tem até dueto com Sting, outro que não é hip desde o tempo em que os bichos falavam. Mas fazer o quê? Mylène é meu péché mignon, meu guilty pleasure, meu pecadilho permitido. Estou ouvindo sem parar.

3 comentários:

  1. kkkk secretária de multinacional....

    ResponderExcluir
  2. O mio babbino caro
    "tem cara de secretária de multinacional", malvada eheh e conseguiram essa vaga com tanta dificuldades.

    ResponderExcluir
  3. Fala do machismo por trás das guerras, as balls dos generais nesse vídeo:
    http://therealnews.com/t2/index.php?option=com_content&task=view&id=31&Itemid=74&jumival=13695

    ResponderExcluir