domingo, 1 de novembro de 2015

LULA LÁ

Nunca votei no Lula. Mas não nego que o Brasil avançou muito durante seu governo, nem que ele seja um político extraordinariamente hábil. Sua biografia é impressionante, não importa o que se ache dele: de filho de retirante a líder operário a presidente de um dos maiores países do mundo, é uma saga e tanto. Mais importante do que isto era o mito construído ao seu redor, e que muita gente se esforçava para que entrasse para a história. Lula seria o redentor do Brasil. O novo pai dos pobres, ainda mais grandioso e altruísta que Getúlio Vargas (que, apesar de tudo, era oriundo da elite). Mas Getúlio não era santo, e pessoas bem informadas sempre souberam que Lula também não é. Até aí tudo bem, porque ninguém é. Mas mesmo o escândalo do mensalão podia ser justificado como um mal necessário para um bem maior. Os paralmentares seriam comprados para votar nas pautas progressistas do governo, cujos integrantes não tirariam nenhum proveito pessoal. Aos poucos fomos descobrindo que não era bem assim, e que até o idealista José Dirceu aproveitou para levar uns milhõezinhos. Mas Lula pairava acima de tudo, tão intocável que diziam ser revestido de Teflon. Nada grudava nele. Aí vieram as manifestações de 2013, e descobriu-se que nem ele nem Dilma eram tão queridos assim. Seguiram-se as amargas eleições de 2014, e a crise econômica e política que campeia neste ano. Lula virou alvo, e eu não duvido que exista mesmo uma conspiração para, se não levá-lo à cadeia, pelo menos para enterrar sua carreira e sua imagem. Só que o fato de haver uma conspiração não implica nele ser inocente. Os indícios que vêm surgindo nos últimos dias são grandes demais, e o entorno do ex-presidente - da filharada com empregos obscuros à "amiga" Rosinery Noronha - parece se refestelar num mar de privilégios e histórias mal contadas. Juro, vou ficar triste se for provado que Lula era mesmo o chefe de uma quadrilha. O Brasil não merecia isto. O que não quer dizer que eu defenda sua impunibilidade: a PF tem mais é que investigar, e que todos os culpados sofram as consequências previstas na lei. Só espero que o país resista a mais esse baque.

43 comentários:

  1. Não acredito mais que algum dia se conseguirá provar alguma coisa contra Lula e sua companheira Dilma. Os dois estão tão blindados, mas tão blindados que centenas de indícios de irregularidades em suas administrações sequer mancharam suas imagens e na maioria das vezes acabaram em pizza. Collor caiu por muito menos. E olha que naquele tempo não havia internet com denúncias pipocando diariamente.

    ResponderExcluir
  2. A sua esperança tá meio deslocada no tempo... lendo o post, me senti de volta ao ano de 2005!
    Ali a gente podia ainda ter uma infantil expectativa de que Lula fosse inocente e até cabia exaltar a trajetória dele.
    Hoje, depois de uma enxurrada de provas e delatores e bilhões roubados já devolvidos, Lula tem destino certo: a cadeia. Ou a morte, mas isso, no caso dele, depende de sorte...

    ResponderExcluir
  3. Colocaram um "malandro de botequim" (by José Padilha) na Presidência da República e esperavam um resultado diferente? Depois, eu que sou tolo...

    Lula sempre foi um pilantra. Um símbolo do fetiche esquerdista (pobre - proletário - líder sindical - sem educação formal/careta) que apenas soube tirar todo o proveito que pode da situação que lhe ofereceram de bandeja.

    Se bem que, apesar das evidências incontestes, não acredito que Lula pague por seus crimes. Será outro Maluf. Mais um dentre tantos que povoam nossa história.

    ResponderExcluir
  4. Então pode começar a ficar triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca viu vem ver tipos de bicha que odeiam quem luta por direitos iguais.

      Excluir
    2. Quem nunca viu vem ver bicha simplista.

      Excluir
    3. Pior o anônimo que é bicha burra!

      Excluir
  5. O mio babbino caro
    Qual político brasileiro, investigado com esse rigor, não iria para trás das grades?
    E por que não foram?
    ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mio bambbino chato
      Eterna desculpa petista, hem? Mimimi todo mundo faz. Preguiça...

      Excluir
    2. Mas perguntar não ofende Brasil.

      Excluir
  6. Tirou a miséria do país as custas apenas das commodities, não fez mais nada, ficou riquissimo (assjm como todos a sua volta), destruiu a Petrobras (sem contar que roubos na Eletrobrás e bndes nao vieram a tona), e se deixar eles vão quebrar mais ainda fingindo que se importam com "o povo".
    Morro de prazer em ver gente que votou e defendeu essa corja agora ficando pobre e endividada.

    ResponderExcluir
  7. Me espanto com o final melodramático do texto. Se o Lula for preso - e isso é uma possibilidade muito remota, aparentemente - é óbvio que o País vai sobreviver. Já sobrevivemos a tantas coisas, que resistir a baques dessa proporção já é algo gravado em nosso DNA.
    Mas sobreviveremos com a mesma inocência e revolta histérica e inútil de sempre. No Brasil, pode-se prender símbolos de malfeitos, pode-se dissecá-los em praça pública, mas parece que isso não tem importância nenhuma. Surgem novos símbolos, sempre piores, sempre mais ávidos por ilícitos. A impunidade histórica é algo tão onipotente, que a punição de grandes simbolos não intimida ninguém.
    Se comprovados todos os malfeitos atribuídos a ele, que seja preso - para o orgasmo de alguns. Mas o que isso mudará? Nada. Absolutamente nada.
    O próprio Lula se aproveitou de uma estrutura podre já montada desde 1500, uma estrutura que favorece a corrupção endêmica, e dela se esbaldou. Mas, quando ele passar - pela prisão ou pela morte - infelizmente essa estrutura continuará aí.
    Como dizia Drumond, "virão outros".

    ResponderExcluir
  8. tinha uma certeza quando vi esse post: que os boçais do the fool e do luciano viriam correndo comentar.

    vc não merece esse tipo de gente, tony, por mais que os considere amigos.

    ResponderExcluir
  9. As pessoas falam de "provas cabais". Nunca vejo umazinha sendo citada.

    Blindado mesmo é Eduardo Cunha...

    Sou a favor de olhar a situação sem o ódio que está viralizando por aí: se houvesse alguma prova, alguém acha que Lula e Dilma não já teriam "rodado"? Sem ter nada em mãos a oposição já faz tanto barulho, imagina se existisse prova em desfavor deles...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Petista sempre gritando PEGA LADRÃO enquanto rouba a carteira de alguém. Inventam, usam e abusam do discurso do "nós X eles", e agora se queixam do tal ódio alheio.

      Outra coisa: a situação é tão deslavada que nem o mais cego dos petralhas tem coragem de defender a inocência da corja. Como já não há mais espaço pro "eu não sabia", agora vige o "todo mundo faz".

      Tragicômico.

      Excluir
  10. Sempre vejo aqui comentários dizendo que aqueles que são contrários ao PT e aos partidos de esquerda seriam gays homofóbicos e contrários aos direitos humanos.

    Eu acho que, assim como alguém ser de esquerda não significa ser obrigatoriamente conivente ou complacente com corrupção do PT, é preciso entender que um gay que não seja de esquerda não é obrigatoriamente um homofóbico ditador contrário aos direitos humanos.

    Existe uma insistência em alguns em colar essa imagem nos gays que não apoiam a esquerda, numa tentativa de ridicularizá-los e colocá-los numa posição de inimigos dentro do "meio gay".

    Achar que um gay que não apoia a esquerda é um eleitor de Bolsonaro e da bancada da bala e das igrejas, é não ter escrúpulos e ser tão pequeno quanto quem acha os gays de esquerda são comunistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Finalmente alguém ajuizado.

      Excluir
    2. Claro, Biel.

      O problema é quando um gay diz que homofobia não existe e que existe uma conspiração da esquerda, que pintaria a situação de caótica para agregar seguidores e implantar o socialismo.

      Ideais de isonomia vêm do Iluminismo. Direitos individuais são direitos liberais. Logo, a questão LGBT não tem nada de socialista.

      Diferente é instrumentalizar a causa em nome de uma ideologia. Ou impor ao Estado obrigações positivas (políticas públicas, leis, etc). Aí sim temos questões de esquerdaS, no plural, pois social democracia também é esquerda sem ser socialista.

      Excluir
    3. João,

      Espero que esse gay não seja 'moi' (risos). Claro que homofobia existe, mas numa chave bem diferente daquela alardeada pela esquerda.

      :*

      Excluir
    4. PS: O próprio Lenin, João, colocava a social democracia em um mesmo saco de gatos com o socialismo fabiano (fabianismo). Ambos são esquerda, são formas de socialismo, mas sem choque revolucionário. Tais como entorpecentes mais leves, são boas portas de entrada para drogas mais pesadas (risos).

      Quanto a direitos gays serem fundamentalmente ligados aos direitos individuais, concordamos. :-)

      Excluir
    5. The Fool, social democracia mal existia na época dele. Estou falando do que foi desenvolvido na segunda metade do século XX. Social democracia não é socialismo.

      Excluir
    6. Petit João,

      O primeiro Partido Social-Democrata surge na Alemanha em 1875. Em 1889, os vários grupos pertencentes a essa linha política se agrupam na 'II Internacional' para "lutar contra a burguesia, por uma democracia social". Romperam definitivamente com o bolchevismo após a Revolução Russa, seguindo com uma interpretação paralela do marxismo.

      Em 1914-18, temos o nascimento da Social-Democracia atual, que reagrupou os partidos marxistas-leninistas. Na segunda metade do século XX, no Vigésimo Congresso do PCUS em 1956, determinou-se a coexistência pacífica entre partidos social-democratas e o movimento operário de vocação revolucionária. Foi uma estratégia bem simples: a democracia social poderia "preparar o terreno" em países liberais para facilitar o avanço comunista.

      Desde sempre, a Social-Democracia segue alinhada aos preceitos de Engels e Marx. Não entender isso é cair na armadilha da esquerda que, por exemplo, apresenta o PSDB como um partido de "direita" para que o debate político e ideológico não saia do seu campo de controle, e a hegemonia seja preservada.

      Ou seja, a Social-Democracia é (e sempre foi) de esquerda, marxista e socialista. Um socialismo sem ruptura, considerado por alguns um braço burguês dentro do movimento proletário, mas um socialismo - que, como qualquer outro, tem o comunismo em seu horizonte de interesses.

      Excluir
    7. Vamos aguardar a Juanita buscar mais argumentos no Google.

      Excluir
    8. Querido, óbvio que eu sei que a social democracia surgiu no século XIX. Mas estou falando da social democracia contemporânea, que incentiva o mercado (vide países como Dinamarca, um dos locais mais fáceis de se fazer negócios) e contrabalanceia medidas liberais com direitos sociais. É isso, gato.

      Social democracia não é socialismo, a partir do momento em que a ditadura do proletariado não integra a sua doutrina. Todos os partidos socialistas querem uma ditadura da classe trabalhadora, ainda que travestida de democracia.

      Excluir
    9. João,

      A democracia social é o que costumavam chamar de socialismo reformista. Defende que as transformações das dinâmicas sociais não devem ser realizadas por um processo de ruptura revolucionária. Por isso a ditadura do proletariado não faz parte de sua doutrina.

      Quanto ao capitalismo presente nos atuais governos social-democratas, isso meio que virou regra entre a esquerda que não quer repetir o fracasso retumbante da ex-URSS. Depois que os economistas da escola austríaca provaram a impossibilidade de uma economia totalmente planificada, nem sistemas mais ortodoxos como o da China se arriscam a estatizar seus meios de produção. Em vez de controlar a economia, países como a Dinamarca preferem cobrar impostos altíssimos (+ de 55%) para manter suas políticas públicas e seu estatismo onipresente.

      Digamos que ser um social-democrata é o máximo à direita que a esquerda quer que você vá. Ademais, o fato de alguns partidos social-democratas não se reconhecerem como socialistas não altera a origem da matriz ideológica a qual pertencem.

      :-)

      Excluir
  11. Shirley Rose (Petista Convicta)2 de novembro de 2015 00:24

    São Paulo não vê o progresso do Brasil, pois os paulistanos já viajavam de classe executiva para Miami.

    O Brasil que cresceu foi todo o resto, inclusive o Rio de Janeiro.

    Viva LULA!

    ResponderExcluir
  12. "É só você querer / que assim será / agora é Lula, agora é Lula / Lulá"

    Adorava a musiquinha.

    ResponderExcluir
  13. Imagina Lula em 2018 com 73 anos. Vamos ficar de olho no vice dele, isso sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fgágá, com 85 casou-se e dá pitacos o tempo todo.Vai vendo.

      Excluir
  14. Esse post é todo ele inspirado na imprensa oficial. Sim, essa mesma que não fala de Eduardo Cunha, que está pondo em votação as pautas mais reacionárias, nem do helicóptero com cocaína, nem das bebedeiras e irresponsabilidades de Aécio, nem dos roubos muito maiores do governo de São Paulo, onde não há alternância de poder há mais de 20 anos, nem dos abalos ainda sentidos da privataria tucana. Lula ousou vir do nordeste e tornar-se presidente e ainda ser e fazer o Brasil reconhecido e respeitado internacionalmente. Tem que ser punido. O preconceito não o pode suportar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zzzzzzz
      Sério? Até quando essa visão.boba e cega e conivente com a roubalheira e um governo aparelhado e se deixassem ditador?
      Vcs tão louco e se merecem.

      Excluir
  15. Belo texto, bem equilibrado. Eu, admirador de Lula, petista, sempre votei nele. Mas agora as coisas mudaram. A partir do acordo com Maluf ficou claro que Lula e o PT não têm nem de longe compromisso com a ética. Parei de votar no PT. Mas sabendo como os políticos de todos os partidos são corruptos e milionários - veja só o Quércia, nunca ameaçado pelo Judiciário - concordo que, se ele for indiciado e preso, seria uma conspiração, sim. Há pessoas que sempre se incomodaram com ele e, no começo do seu governo, eram totalmente contra o 'Fome Zero', e não escondiam sua opinião - lembro-me bem até hoje. Em outras palavras, Lula sempre despertou ódio em certas pessoas, principalmente aquelas contra as mudanças sociais. Por isso, não seria absurdo imaginar uma 'conspiração'. O que nos levaria a uma conclusão: só os políticos que incomodaram o status quo serão presos. Os corruptos de sempre (e eles estão no Judiciário também) ficarão impunes.

    ResponderExcluir
  16. Jamais estarei do lado de gente deste naipe: Bolsonaro, Aloysio Nunes, Feliciano, Aécio, Paulinho da Força, Eduardo Cunha e Malafaia... gente que odeia cotas, gays e tudo que é progressista (são os da bancada da Bala, Biblia e Boi... e aqueles que votam com eles)

    Prefiro estar do lado do PSOL, que pede investigação de TODOS e não só de alguns... odeio indignação seletiva...

    ResponderExcluir
  17. Venho ler os demais comentários e fico pasmo ao ler petistas tentando dourar a pílula, construindo uma narrativa, ainda que inverossímil, para tentar salvar a imagem do 'capo di tutti capi'. O mais chocante são as teses do 'todo mundo também rouba'. Malufismo mode on.

    Falam de conquistas sociais, mas esquecem que se três milhões de famílias ascenderam à tal da "nova classe C" outras três milhões irão cair (ou já caíram) para a base da pirâmide social ( http://goo.gl/iVr2on - como monstra o Estadão) e ficarão ainda mais pobres com a imensa inflação que virá para pagar a conta desse desgoverno.

    Não, o Brasil não avançou durante o governo Lula. Era apenas uma miragem efêmera. Uma cortina de fumaça temporária para esses larápios encherem os bolsos com o dinheiro público.

    Só espero que o número de lobotomizados lacradores do 13 - ou que ainda acreditam em almoço grátis oferecido por partidos de esquerda - não seja mais suficientes para eleger essa corja. Ou teremos uma penúria argentina, ou mesmo uma calamidade venezuelana, para chamar de nossa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu nome já diz tudo, The Fool... se as pessoas não ascenderam socialmente? Então o que é este apartamento que eu tenho e que o governo malvadão concedeu 15 mil reais de desconto no Minha Casa Minha Vida? O que é aquele apartamento que a minha sobrinha conseguiu pagando 70 reais por mês? O que é o salário mínimo que era 200 reais na época do FHC e hoje é 788 reais? O que é pessoas e mais pessoas acessando a universidade? É tudo miragem? Acorda pra vida, THE FOOL. Vc pode apontar milhões de defeitos do governo do PT, mas este não.

      Excluir
    2. Caro Claudio Lopes,

      Antes de tudo, o governo não lhe concedeu nada, apenas devolveu parte dos impostos que você mesmo pagou ao longo da vida. Isso para comprar um imóvel por um preço até três vezes maior do que os praticados até 2002. O excesso de crédito no setor fez com que apartamentos nas periferias das grandes cidades, que eram vendidos por 20 ou 30 mil, saltassem para cifras acima dos 100 mil reais quase que num passe de mágica. Hoje, o resultado é uma bolha imobiliária no limiar e um mercado que está à beira do colapso.

      Quanto à ‘parcelinha’ do Minha Casa Minha Dívida, ela realmente possui valores baixos para a faixa 1 e 2, mas o financiamento é feito em um sistema de crédito similar ao “Price” francês, ou seja, após o final do carnê, ainda haverá um “saldo residual” que tende a ser imenso, pois a TR não está mais zerada há algum tempo. Acredite, o susto de muita gente será enorme. Essa história já aconteceu em um programa governamental semelhante - do falido BNH -, um sonho que virou pesadelo para muitas famílias. Ademais, as chances da C.E.F. entrar em colapso não são desprezíveis.

      Além disso, há a questão da qualidade das construções. A maioria das obras apresentará - ou já apresenta - sérias patologias antes mesmo do fim dos contratos. A favelização em certos conjuntos do MCMV 1 e 2 já salta aos olhos.

      Quanto ao salário mínimo, não é assim que se compara, meu caro. Primeiro você precisa atualizar o salário de 2002. Utilizando o IGP-M, temos R$ 496,86, que ainda é menor que o salário mínimo atual, mas, com a pressão inflacionária crescente, logo os valores voltarão a ser equivalentes. Como eu disse, tratou-se de uma breve cortina de fumaça com alguns centavos a mais no bolso do povão enquanto a quadrilha roubava BILHÕES!

      Essa análise superficial e emocional que alguns ainda fazem do PT é o principal motivo para defendê-lo. Se o povo conhecesse matemática e soubesse ler contrato, aí, sim, estaríamos bem. Todavia, a precarização do ensino foi outra meta atingida com louvor pelos petistas. Somos o país dos universitários semiletrados e dos tolos (os originais) que ainda caem no golpe do populismo mais rasteiro.

      Excluir
    3. Em 2006 eu comprava 1kg de filé mingon a 12 reais. Hoje está mais de 50 reais. Mais do que quadruplicou. Então não acho que melhorou nada esse salário maior. (Usei como exemplo a carne porque é o que melhor me lembro)

      Excluir
  18. "Juro, vou ficar triste se for provado que Lula era mesmo o chefe de uma quadrilha. O Brasil não merecia isto".

    Acredite, Tony. O BRASIL MERECE!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lou, adorei vc. De verdade. Casava. Pelo que falou e pelo conjunto da obra.

      Excluir