terça-feira, 10 de novembro de 2015

COVER BOY

Todo final de ano, a revista americana "Out" publica a lista dos 100 gays mais influentes. E em 2015, pela primeira vez na história, um presidente em exercício posou para a capa de uma publicação LGBT. Obama não tem uma trajetória impoluta com relação aos homossexuais: ele nos defendia quando ainda era um jovem senador pelo estado de Illinois, mas se declarou contra o casamento igualitário durante a campanha presidencial de 2008. Por mais hipócrita que seja, a tática deu certo. Obama "mudou" de opinião em 2012, pouco antes do pleito, o que não o impediu de ser reeleito. E em seu segundo mandato ele realmente abraçou a causa. Hoje o casamento entre pessoas do mesmo sexo é legal em todos os 50 estados, e as duas juízas indicadas por Obama para a Suprema Corte foram fundamentais para essa vitória. Ah, que invejinha. Aqui no Brasil, Dilma e Lula jamais disseram com todas as letras que apoiavam o casamento gay. Aécio disse, e Marina deu mais ou menos a entender que talvez achasse boa a união civil, ou não. Mas todos se borram de medo da bancada evangélica, esse bicho papão que ajudamos a criar com nossa negligência. Enquanto isso, o único deputado abertamente gay, defensor incansável dos nossos direitos, leva fogo amigo de muitas bibas todos os dias, talvez porque não encarne o figurino da barbie bombada que se veste em Miami. Nem temos mais uma revista gay bacana para um presidente ser capa...

97 comentários:

  1. espera só ben carson virar presidente...

    ResponderExcluir
  2. Pode até ser que leve fogo amigo por não ser gato, mas acho mais provável que também seja por estar cumprindo à risca o roteiro do político que chegou a Brasília para ficar eternamente, arrumou uma agenda pela qual fica berrando com todo mundo, se faz de vítima em qualquer situação, acha que todo mundo está errado, porém em algumas situações fica em cima do muro (apoiou Dilma e depois negou), e transforma a agenda humanista um a guerra polarizada entre o bem e o mal. Acharia inocente se não achasse uma fraude como todos os outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser amigo, mas a "agenda" dele, não é vitimismo. Sofrer homofobia não é vitimismo. É subir a voz contra os evangélicos hipócritas. Reclamar que vão tornar a pílula do dia seguinte não é vitimismo. É lutar contra o retrocesso nos direitos das mulheres.

      Excluir
    2. Mais vitimismo... tadinho!

      Excluir
    3. Vc que reclama de vitimismo, o que de concreto vc faria? Pq reclamar e teorizar e tao facil...mas na pratica sao outros quinquentos....

      Excluir
    4. No congresso tem que haver discussão, quem defende um assunto e quem se opõe. Ele está fazendo o que se espera de um parlamentar.

      Excluir
    5. Verdade, argumentar, debater e defender interesses dos grupos que representa é a base do trabalho de um parlamentar. Que bom que temos pelo menos um para gritar e defender os nossos direitos, porque contra os nossos interesses existem centenas.

      Excluir
    6. Nossos direitos? Fale por você! Esse deputado histriônico e histérico não me representa. Só fala e age em nome de grupelhos.

      Excluir
    7. O que seriam grupelhos para você querido? LGBTs? Você e centenas de viados acham que fazem parte de algum grupo privilegiado, gays com alma de homem hétero, branco e rico. Acorda Alice.

      Excluir
    8. Querida, que samba do afrodescendente desprovido de raciocínio foi esse? Então quer dizer que quem não concorda com a histeria dos militantes vira imediatamente privilegiado? Sei... A mesma retórica que diz que o Joaquim Barbosa não é negro. - Juro que preciso de remedinho para não vomitar.

      Excluir
    9. Por gentileza, responda a minha pergunta, quais são os grupelhos que o Jean representa? Quer você queira ou não você faz parte de uma minoria que é discriminada e massacrada pela maioria do Congresso Nacional, o Jean é a única voz que se levanta contra esse massacre. Aceita 1 que você faz parte de uma minoria e aceita 2 que o Jean é o único que defende o grupelho, que embora você desqualifique, faz parte, querendo ou não.

      Excluir
    10. Os grupelhos são: a militância organizada, que acha que é representante de todos os LGBTs, mas não é! Os favorecidos por verbas estatais, os que lucram muito dinheiro com as verbas das paradas gays e das ongs, as vítimas profissionais, e muitos outros. A MAIORIA dos gay não compactua com esse discurso nojento. Mas vocês, as gays iluminadas, querem privilégios usando o nome alheio. NÃO existe massacre nenhum! Pouco mais de trezentos LGBTs são mortos por ano em um país que mata 60 mil, a maioria por outro LGBTs. Já temos todos os diretos, não precisamos de privilégios. Esse seu papo não engana mais ninguém. Vivemos em um país maravilhoso para os gays. Ruim é Cuba, Coréia do Norte, Rússia, países Islâmicos e cia. Acorda, da sua fantasia e pare de mentir em nosso nome.

      Excluir
    11. anônimo das 21:29
      Não envergonhe os demais anônimos com esse discurso. Já lavar a boca.

      Excluir
  3. Tony,

    Acho que tem um perfil do Jean na Piauí desse mês, ainda não tive tempo de ler.

    Abraço,
    de Ssa/BA

    ResponderExcluir
  4. Na boa Tony, será que é mesmo esse o grande motivo do Jean provocar tanta rejeição? Talvez seja o motivo do Muque de Peão, que sugeriu que ele cortasse o cabelo e se casasse, mas não rola resumir a isso. Jean fala muita besteira, vitimiza-se em tempo integral, é auto-indulgente, incapaz de reconhecer qualquer erro próprio, incapaz de ser contundente nas necessárias críticas ao governo, e é de um partido que tem propostas econômicas adolescentes. Se veste de Che Guevara e ainda tenta se justificar, pelo amor de Deus. Não dá pra levar a sério. Vergonha muita de Jean Wyllis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, outro dia eu encontrei com o Jean numa festa e tentei conversar com ele. Não aguentei cinco minutos. PUTA CHATO DO CARALHO. Mas nem por isto eu deixaria de votar nele, se morasse no Rio. Afinal, alguém precisa reagir à bancada BBB (Boi, Bíblia, Bala), mesmo que a gente não concorde 100% com essa pessoa.

      Excluir
    2. Tb já conversei com ele numa boate na primeira candidatura dele, quando ninguém sabia ainda como seria a atuação dele se eleito, e ele era bem menos espetaculoso, mais realista, inclusive criticou o psol e falou que só era candidato pelo partido porque recebeu convite. Temo que agora já no segundo mandato ele tenha ficado apaixonado pelo poder e está deixando o trabalho como coadjuvante e ele se tornando o centro de tudo, a ponto de sair aos berros defendendo um documentário sobre ele com argumento que nada tem a ver com isso, é muita vaidade para quem se diz socialista. Até acho que criticamos e cobramos dele num nível se exigência que não fazemos com os outros políticos em quem votamos. O telhado dele realmente é mais exposto, mas ele está adorando isso tudo e vai deitar e rolar na vida política igual tantos que lá posaram de pessoas dignas e decentes e nunca fizeram nada, por mais lista de revista gringa em que apareça. Ele é a cara escolhida para a gente fingir que é moderno.
      E ah, manda ele parar de citar Caetano, coisa mais boba, meu deus. Deve achar culto kkk.

      Excluir
    3. Jean é risível. Sinto muita vergonha dele.

      Excluir
  5. Bárbaro! As metidas ricas não se identificam com o Jean, mas ele é um dos únicos políticos que nos representa. Amo. Bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário só endossa as críticas a Jean: mais uma vez o discurso do nós x eles. Então quem discorda politicamente do Jean é "metida rica", enquanto ele, tadinho, heróico, vítima, nos representa a todos? Sai daê, cabecinha pequena!

      Excluir
  6. O Jean já perdeu o voto da maioria dos simpatizantes e de muitos gays, dificilmente será re-eleito. Hoje prega aos convertidos, o que é perda de tempo. E votar nele só por ser gay seria o mesmo que uma mulher votar na Dilma só porque ela é mulher - não é por aí.

    Sem contar que, analisando friamente, as atitudes dele têm conseguido produzir mais mal do que bem. É a reação a estas atitudes que fortaleceu nomes como Bolsonaro, Feliciano e Malafaia.

    Hoje estou convencido que simpatizantes fortes que abracem a causa conseguem produzir resultados muito mais abrangentes e duradouros do que ativistas gays radicais e inflexíveis, e o melhor exemplo é justamente o assunto central da sua postagem: o Obama. Dilma conseguiria um avanço enorme na luta contra o preconceito se realmente acreditasse nela, mas sempre esteve só preocupada em se manter no poder a qualquer custo.

    Justin Trudeau, no Canadá, também vai fazer mais pela causa gay do que todos os ativistas juntos, embora no Canadá as coisas já estejam em outra dimensão impossível de comparar. Mas o que acontece lá e nos Estados Unidos acaba respingando aqui de alguma forma. O que precisamos aqui é justamente de gente como Trudeau, Obama, e Hillary Clinton - políticos carismáticos simpatizantes que abracem a causa com paixão sem estarem pregando em causa própria.

    O próprio papa Francisco, que está tentando alguma coisa mas encontra muita resistência no Vaticano, consegue mais resultados com uma simples declaração. A entrevista que deu de improviso a bordo do avião voltando para Roma depois da visita ao Brasil, quando falou dos gays de forma bastante favorável, repercutiu até nos recônditos mais remotos do planeta. Felizmente os passos que ele deu pra trás tiveram menor repercussão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clássico Luciano.

      Excluir
    2. Realmente, feministas e gays radicais na militância é de doer as bolas. Acho engraçado que se apropriam das causas e se distanciam completamente de quem eles alegam defender. Típico de políticos.

      Excluir
    3. Resumindo o comment do Luci: parem de lutar contra a homofobia e esperem um hétero poderoso e piedoso resolver todos os problemas das gays.

      Excluir
    4. Jura que um presidente simpatizante que "abrace a causa" pode fazer mais que um deputado militante? Não diga. Que genial sua conclusão. Quando encontrar o presidente brasileiro simpatizante interessado em "abraçar a causa" nos avise.

      Excluir
    5. Excelente, Luciano! A parte chata é suportar o recalque.

      Excluir
    6. Por favor, alguém me diga o que o Jean conseguiu exatamente para os gays na Câmara, porque eu não estou conseguindo lembrar. Obrigada, de nada.

      Excluir
    7. Um deputado bom contra mais de 100 pastores evangélicos e vc queria o que?

      Mas respondendo sua pergunta, ele pauta assuntos relevantes para as minorias sexuais, tais como direitos das mulheres trans. Ele, junto com a Erika Kokay tentou inserir na lei contra o feminicidio que assassinato de mulheres trans também fosse tipificado como feminicidio. Infelizmente os evanjegues foram contra. Mas o fato de estar la lutando por nós já conta muito.

      Excluir
    8. Continuo votando no Jean. Não por ele ser gay, mas porque só ele vem tentando fazer a pauta LGBT no Congresso.

      De resto, ele é eleito pelo RJ. Não sei de onde o Luciano tirou que ele não será reeleito. O RJ tem uma forte tradição de eleger esquerda radical. E direita radical também.

      Excluir
    9. Quando o Demo não aprece manda o secretário, Luciano e The Fool os meninos que não nasceram na Bélgica.

      Excluir
    10. Oi, João, eu não disse que o o Jean não será re-eleito, porque não tenho bola de cristal. Disse que ele dificilmente será re-eleito, ou seja, a re-eleição não será fácil. Mas isso nâo é novidade para ninguém.

      Excluir
    11. Ele foi muito bem votado e é um dos deputados mais atuantes no Congresso, quem acha importante ter alguém lá para defender os direitos humanos e civis das minorias, não tem muitas outras referências além dele. Não sei de onde vem essa previsão (torcida?) para que ele não seja reeleito. Foi pesquisa qualitativa, quantitativa, de grupo ou estudo de caso?

      Excluir
    12. Me sinto bem melhor que o luciano, porque não sou o luciano.
      Flatulência na beira da lagoa depois das 21:00Hs.

      Excluir
  7. Anotem: a Jean não se reelege. Os modernetes de plantão que o elegeram gostam é de novidade, Jean é pé no saco e old news. E advinhem quem ele vai culpar quando isso acontecer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala isso para os 800.000 seguidores dele no Facebook, 1/3 dos quais são do Rio.

      Excluir
    2. KKKK vc contou um por um pra ver quem é do Rio?

      Excluir
  8. As bichas finas que não se sentem representadas por Jean estão convidadas a ingressar na política, se filiarem a partidos, disputar cargos e eleições.

    Por favor, levantem suas bundas preguiçosas de suas cadeiras e façam melhor que ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bee não é fácil.assim, não. Se vc não é famosinho como ele era, vc tem que pagar uma bela grana pra tentar ser candidato, mesmo assim não quer dizer que vá conseguir sequer legenda.
      Ele foi convidado pelo psol pois já era um nome minimamente conhecido, mesmo assim nem foi eleito por conta própria na 1a vez, foi na aba dos votos do Chico Alencar.

      Excluir
    2. Desculpas e mais desculpas. Pare de reclamar e comece a agir. Pelo menos o Jean foi atrás. E vc?

      Excluir
    3. Não foram os gays que elegeram o Jean. No primeiro mandato foram seus fãs do Big Brother e no segundo mandato quem acha importante ter um deputado que defenda direitos humanos no congresso.

      Excluir
    4. Não foram os gays, disso tenho certeza. Portanto, o tal deputado deveria nos deixar em paz e ir cuidar de quem votou nele.

      Excluir
    5. Gay não vota em gay, vide SP que nunca consegue eleger um.
      Assim como mulher não vota em mulher.

      Excluir
    6. Não voto meeeeesmo! Não nasci pra ser escada de bicha truqueira, meu bem.

      Excluir
    7. 1) Jean se elegeu com os votos de Chico Alencar no primeiro mandato.

      2) Esse discuro de "não critique, faça melhor" parece funk da MC Melody de tão infantil e imbecil. Jean é convicto e verborrágico. Outros também são. Nem por isso o lugar de toso mundo é a política. O político capaz tem de lidar mais com a ética da responsabilidade - a teia de compromissos que necessariamente assume - do que com a da convicção, própria dos cidadãos.

      3) Ao entrar pra política, Jean escolheu (novamente) se expor. Deveria estar necessariamente preparado pra lidar com críticas e, mais importante, levá-las em conta. Infelizmente, ele parece perder mais tempo tecendo justificativas pra si mesmo e acreditando nelas. A culpa nunca é dele. É sempre perseguido, se o pombo caga nele é homofobia e os seguidores tem a cognição de quem atribui tudo nessa vida a recalque e Enveja.

      Já virou folclórico, o índice de rejeição é altíssimo e faz muito mais mal que bem a qualquer causa.

      Excluir
    8. Desculpas e mais desculpas. É preguiçosa e tem inveja de quem se mexe para mudar como as coisas estão.

      Excluir
    9. Conforme previsto, acusação de Enveja.
      ( ͡° ͜ʖ ͡°)
      Deixa eu desenhar: ninguém precisa fazer melhor pra poder criticar a atuação de um político. Ponto.

      E não, eu provavelmente não faria melhor que ele, e POR ISSO MESMO não me proponho a fazê-lo. Mas ele se propôs, então pode e deve ser criticado. Se não sabe lidar com isso, saia.

      Por fim: é o único que defende a "pauta"? Não. Mas é o único histérico. Obrigado, não.

      Excluir
    10. Sim, todos temos inveja de jânus uílis, de dilmAnta e lulinácio. Também temos inveja da preta geel, da richthofen e do marcola, respectivamente. KKKKKK

      Excluir
  9. O Jean Wyyylyyyys pode ser o gay mais lindo do universo e eu não jogaria meu voto no lixo votando nele nunca! Não voto em politiqueiro populista imediatista de carreira, seja gay, hetero, jesus cristo!
    Prefiro hetros que levantam a bandeira gay como o Ale Yussef do que um gay assumido que se vende para uma organização criminosa como o PT.
    Tony, você foi muito precipitado e infeliz afirmando que a rejeição desse sujeito seja pela aparência, a rejeição é pelo caráter dúbio e corruptível desse indivíduo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blá blá blá blá... Na prática ele que defende seus interesses sua bicha burra.

      Excluir
    2. Não, ele (janusuíllis) defende os interesses de uma minoria histérica e que deseja impor seus valores a toda uma comunidade. Bicha burra é aquela que quer mudar a realidade no grito.

      Excluir
    3. Parabéns Anônimo 11:05.

      Excluir
    4. Essas caboclas do Leblon não se emendam, elejam o "Carlos Tufvesson" e durmam em paz, mas não urinem na Rua Prudente de Moraes.
      Abraços de Alagoinhas e uma assinatura da The Economist.

      Excluir
  10. Otro dia vi um video do jean discutindo fervorosamente com um deputado dentro da camara qdo em um determinado momento escuto ele dizer aos berros: "voces vao ter que aceitar a minha inteligencia". Sei que ele é 01 cara com extenso curriculo academico mas achei um poco pretensioso qdo escutei essa fala cheia de auto-confianca e ai eu lembrei que ele disse basicamente a mesma coisa no video de inscricao do bbb "quero ver como se porta um intelectual dentro da casa", referindo-se a si mesmo. Olha se eu morasse no brasil provavelmente votaria no jean pq faltam representantes da cmunidade gay engajados na politica sim mas as vezes acho que o problema dele é comum a maioria dos politicos brasileiros: um tipo de vaidade triunfante que predomina sobre otras qualidades inerentes e que tb é capaz de alienar. O alinhamento aos ideais de esquerda que ele repercute sao prova disso: aquela capa imitando che guevara dá vergonha alheia. Um icone de um modelo falido? Really? Isso tdo gera desconfianca mesmo. Poxa! que as pessoas nao saibam da SUA boca que vc é "inteligente" como vc se diz! Demonstre que vc é de fato inteligente e nao abuse da NOSSA inteligencia! Precisamos de um politico que nos represente e que seja coerente tb.

    ResponderExcluir
  11. Tony, adoro o seu blog! Acompanho há uns 4 anos, eu acho. Mas enquanto tiver Luciano aka Muque de Peão tentando roubar a cena nos comentários, ao invés de cuidar do próprio blog (falido), não volto mais aqui. Mas vou continuar lendo sua coluna no F5, já que lá não tem proto-facistas da TFP, travestidos de gays. Um abraço, auf Wiedersehen!

    PS: sinta-se à vontade para publicar ou excluir o comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, que louca. Deu pitizinho contrariada. Deve ficar na livraria vendo quem compra os livros que quer ler pra ver se vai mesmo comprar e ler.

      Excluir
    2. Um anônimo ameaçando não voltar mais aqui por causa dos meus comentários. Como processar isso?

      Excluir
    3. Passada com a anônima magoada que sacou a gillette e partiu pra cima do Luciano.

      Excluir
    4. Luci-anta: grow up

      Excluir
  12. Não acho que os fundamentalistas homofóbicos foram criados por nossa negligência, eles foram criados pela nossa ingenuidade. Feliciano e Malafaia por exemplo, não existiriam sem um bando de gays histéricos, que caem em todas as suas provocações e são usados por eles o tempo todo para conseguir projeção nacional e se manter em evidência.

    ResponderExcluir
  13. Pois é: com o avanço da bancada evangélica, os gays vão acabar voltando pro armário. Ainda é tempo de reverter o quadro: menos bomba e boate, mais gritaria e, até mesmo, confronto. Chega de bancar as educadas, diálogo não dá mais, até porque é impossível o diálogo com fundamentalistas. Isso por enquanto, pois a coisa está se tornando terrorismo mesmo. Haja vista os ataques a templos e imagens de cultos afros. O que, afinal de contas, é também racismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure um psiquiatra. Haja vista seu caso é urgente!

      Excluir
  14. Nos Estados Unidos reconhem o Jean, no Brasil tem essas bixas imbecis incapazes de apoiar quem as apoia:

    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,jean-wyllys-e-eleito-pela-economist-uma-das-50-personalidades-que-defende-a-diversidade,10000001321

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estados Unidos? The Economist é uma revista inglesa. Já pensou em ler a matéria antes de divulgar o link? Fora que a lista só menciona personalidades ligadas à "diversidade", seja lá o queiram dizer com isso.

      Excluir
    2. Desculpe amigue, nunca li mas jurava que era uma revista americana, mas não muda muito né? É uma publicação mundial importante.

      Excluir
    3. Vai levando todo prêmio a sério, vai. Obama ganhou Nobel da paz. Parece Sensacionalista.

      Excluir
  15. Palavras da Dilma: "Sou a favor de uma coisa que o Supremo Tribunal Federal aprovou, o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, ou seja, reconheceu todos os direitos das relações estáveis a essas pessoas. O que acho que não temos condições de impor é a obrigatoriedade do casamento religioso, cada religião casa quem quiser, do jeito que quiser. Mas o Estado laico tem obrigação de reconhecer [aos homossexuais] direito de herança, direito de adoção e todos os direitos que as pessoas heterossexuais tem". Ela precisa ser mais clara?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita coragem vir aqui defender essa bandida. Só uma séria doença mental explica isso.

      Excluir
    2. Fontes? Porque a Exma. Sra. Presidenta Dilma jamais conseguiria concatenar, oralmente, um texto assim.

      Excluir
    3. Tony disse que ela nunca foi clara, mas foi. De resto, podem descer a lenha nela! HAHAHAHAH

      Excluir
    4. Ah, sim!! A fonte.
      http://www.dailymotion.com/video/x25vqmp_dilma-rousseff-fala-sobre-a-criminalizacao-da-homofobia-e-o-casamento-gay-sabatina-o-globo-12-09-14_news

      Excluir
    5. E o Aécio disse assim de passagem, que o que tinha para ser decidido o STF já tinha decidido, nunca abraçou a causa ou se aliou aos que a defendem, ao contrário, se aliou a todos os nossos piores inimigos.

      Excluir
    6. Transcrição real da fala da Governanta (vale a pena ler ouvindo o áudio!):

      "Olha, primeiro eu quero dizer que eu tenho integral compromisso com a criminalização da homofobia (jornalista interrompe) só um pouquinho, só um pouquinho... Um projeto ele não tem só esse artigo 'criminalização da homofobia', ele tem vários artigos. E a gente tem que compatibilizar os demais artigos com todas as outras questões. Então, não é eu não estou aprovando um projeto, eu estou aprovando uma diretriz 'criminalização da homofobia'. Nem todos os artigos do projeto o governo é favorável. Agora todos os que punem a homofobia o governo é favorável e a essa parte nós vamos contribuir para aprovar. Agora, vamos pedir mudanças em outras. (jornalista tenta fazer outra pergunta) Ah, não péra lá. Eu sou ainda a favor de uma coisa que (e casamento gay, aproveitando) que o Supremo aprovou... op... op... o Supremo aprovou o que se chama casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, ou seja, reconheceu pra essas pessoas do mesmo sexo todos os direitos das relações, das relações estáveis entre outras pessoas. As pessoas podem querer casar, ou não, né? Porque, no Brasil, você pode viver é... em numa relação matrimonial estável sem ser casado, mas pode também casar no civil. Agora, o que que é que eu acho que nós não temos condições de impor? O Estado não tem condições de impor obrigatoriedade do casamento religioso. Isso não é correto. Cada religião casa do jeito que quiser e casa quem quiser. Agora, o estado como é laico ele tem obrigação de reconhecer direito de heranç..., direito de adoção, direito de... de todos os direitos que um casamento entre um homem e uma mulher tem, entre pessoas do mesmo sexo tem também. E isso é uma discussão que foi resolvida inclusive no maior nível possível. Foi resolvida pelo Supremo. Isso daí ficar discutindo se tem direito, ou se não tem direito, é um absurdo. Até porque essa é uma questão solucionada. Nós, inclusive, fizemos o seguinte: considerando o que foi o julgamento do Supremo, nós estendemos todos os as julgamentos do Supremo para os funcionários públicos federais. Hoje, o funcionário público federal que tiver dentro de uma relação estável, né? Tiver essa relação civil, ele tem direito a receber herança, ele tem direito a tudo que um um um um uma parte do casal tem se for de dois sexos diferentes. Então, essa eu acho que é uma questão absolutamente pacificada. A discussão central é a discussão a respeito da homofobia. A criminalização da homofobia num país como o Brasil, que é um país que tem, eu acho que nós somos uma das mais importantes democracias do mundo, é absolutamente necessária. Assim como foi necessária criminalizar a violência contra o negro. Assim como foi necessária criminalizar a contra a mulher."


      Conclusão: "Dilma jamais conseguiria concatenar, oralmente, um texto assim", como induzem as aspas do primeiro anônimo. Resta saber como alguém em seu perfeito juízo vota numa candidata com essa (in)capacidade de expressar ideias.

      Excluir
    7. Tá com tempo e paciência hein anônimo.

      Excluir
    8. Digito na velocidade que ouço, querida! Ainda que tivesse demorado, valeria MUITO a pena por expor a mentira de um dilmista que publica uma fala editada dessa terrorista inepta.
      Hoje, ela tentou criminalizar com um decreto (já estão chamando de AI 18) o protesto dos caminhoneiro. Os criminosos de MST sempre fecharam rodovias e nunca sofreram nada. Querem impor a ditadura dos cleptocratas. Só não vê quem não quer.

      Excluir
    9. HAHAHAHAHAHHA Podia usar o ócio pra algo mais criativo!

      Excluir
  16. Tony ja que vc fala de tv, fale sobre "Os 10 mandamentos", eu tbm assisti a cena do mar vermelho por curiosidade msm e inflei os números da audiencia da novela da crentelhada (antes não gostava do preconceito que se tinha contra os evangelicos, mas agora eles se acham). O melhor são os comentários na página da uol que fala sobre a novela, que as novelas da globo so tem safadeza, h com h e velha beijando etc. (seria comico se nao fosse tragico). Mas o engraçado é que a audiencia da novela ta alta em cidades grandes que teoricamente seriam mais liberais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje mesmo deve sair uma coluna minha no F5 sobre a abertur do mar Vermelho em "Os Dez Mandamentos".

      Essa audiência de ontem foi excepcional, no sentido de que muita gente que não segue a novela nem é crente mudou de canal para ver a cena. Agora o desafio da Record é esticar esse bom momento: é sobre isso que eu falo na coluna.

      Excluir
    2. A quantidade de comerciais, e tudo com produtos no nivel Cicatricure, foi desesperadora.

      Excluir
  17. Nunca gostei do Jean, uma face inversa do fundamentalismo religioso e dos ativistas de extrema direita. Sempre o achei chato, sem traquejo, sem nada que possa atrair nossos olhos sempre mais cansados e desesperançosos. E nem me refiro à sua notória falta de beleza. Ademais, não consigo me lembrar de uma única coisa que tenha feito por nós, a nao ser gritar histericamente e reforçar o estereótipo que os outros têm a nosso respeito. Antes que eu me esqueça: não sou barbie, nem rico, nem branco, mas me dou o direito de não gostar dessa persona.

    Infeliz é a comunidade cujo defensor é o Jean Wyllys. Sua existência dispensa inimigos à causa. Com ele, seremos implodidos e nossos ideais ficarão mais distantes.

    Quem entende a teoria dos poderes deve saber que o Executivo não tem função de legislar. O que Dilma tem a ver com isso? Com sua popularidade combalida, faria mais estragos à causa se interviesse.

    Pergunta que não me deixa dormir: Se o Aécio é tão favorável à causa LGBT, por que ainda não apresentou projeto no Senado a nosso favor?

    ResponderExcluir
  18. Destaca-se que o apoio do Obama foi fundamental para que a maioria dos americanos aprovasse o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Sim, havia uma luta de décadas para que os direitos dos LGBT's fossem enfim reconhecidos. Mas a forma como o Obama defendeu o casamento igualitário teve enorme peso para que a maioria da população americana mudasse tão rápido de opinião sobre o tema. Obama em prol dessa causa peitou os conservadores americanos, que não são moleza, e ainda teve que peitar a comunidade negra americana, tão fundamental para suas duas vitórias a corrida presidencial, e que é altamente homofóbica. Obama sairá da 'Casa Branca' deixando um enorme legado. Se Hillary Clinton for eleita presidente no próximo ano, veremos o legado de Obama ser cada vez mais expandido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levando em conta que, em 2014, os Republicanos deram uma lavada nos democratas. Não só ganharam o controle do Senado, como ampliaram a maioria na câmera de representantes, para sorte dos americanos.

      O povo de lá também está cansado desse idealismo de fachada. Há grandes chances de uma nova era Republicana. Aguardemos.

      Excluir
    2. Será? O egundo governo de Obama está sendo um triunfo na economia. Ele conseguiu consertar a bagunça dos anos Bush e está entregando um país com crescimento alto e baixo desemprego. Os americanos votam com o bolso. E vai ser difícil os republicanos inventarem um "wedge issue", já que o casamento gay é aprovado pela maioria da população.

      Os republicanos estão com um discurso antigo, e o pior é que ainda não encontraram um candidato decente. Jeb Bush já era, Donald Trump e Ben Carson são duas piadas ambulantes. Quem vai sobrar? Talvez Marco Rubio. Mas eu ainda aposto na Hillary.

      Excluir
    3. Sei não... Os americanos não estão tão satisfeitos como querem nos fazer crer o The New York Times e o resto da imprensa alinhada com os democratas. Mas Hillary realmente tem chances. A conferir.

      Excluir
    4. Eleições estaduais e legislativas nos Estados Unidos têm um índice de participação muito mais baixo que em eleições presidenciais, aqui o voto não é obrigatório e a eleição é decidida somente com os votos de quem votou. Dito isso, a população que vota nas eleições locais e legislativas tende a ser mais conservador e portanto não foi surpresa que um congresso tão ruim tenha sido eleito em 2014. Os republicanos estão se auto-destruindo.

      Excluir
    5. No creio, que os meninos do Cunha, agora globalmente estão com esperanças até nos Republicanos. Bate a cena do loko e eu digo da Thais e da Piovani e saio de perto hein!

      Excluir
    6. Parabéns, "progressistas"! Até outro dia estavam torcendo pelos refugiados, criando foto montada de criança morta, mimimi, pobres vítimas, islamofobia-não, buáááá...

      Os esquerdistas de todo o mundo abriram caminho para os atentados em Paris ocorridos há pouco. Foram cúmplices e estão com as mãos sujas do sangue de pelo menos 153 pessoas.

      Não por acaso, a mesma ideologia que tenta limpar a quadrilha petista nos crimes do Cunha.

      Excluir
    7. Olha só! O De Fu ta postando como anônimo agora!

      Excluir
  19. O mio babbino caro
    Está quase ficando difícil visitar o blog e encontrar tanto cara ranço lamentando-se e profetizando ainda o apocalipse eleitoral. É o grupo que não arreda pé de ser contra cotas. maioridade penal, Jean, esses caras apoiaram Eduardo Cunha até o último momento, enfim qualquer tema que para o país mudar terá que ser tocado. Prezado Tony sou de uma geração que caminhou com Darcy Penteado pela Pça Júlio Prestes, pela liberdade aos travestis, que se emocionou com Gabeira,entendeu o Brizola, e é angustiante ver os frutos serem apanhados ainda verdes. Ok, esses ranços, hoje jamais trilharão um caminho que não seja o de não se envolver...legal, mas não tem como não sentir vergonha de um grupo tão ranço e admito, o problema é meu, porém sei do que estou falando. Saudades do Trevisan. Esclarecidamente e por já nos termos visto, provavelmente você sabe do que estou falando, admiro a sua capacidade, lucidez e consequência, e torço para a jangada não voltar só.
    À nós, (A Magia que evoca
    O Longe e faz dele história.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Santa Cher, como a senhora é chata, deprimida, nostálgica, metida a saber o que é melhor no passado, presente e no futuro. Deve ser um gênio, conta aí, com tanto saber ficou rico? Não deve, senão em vez de estar assim maria arrependida estaria linda viajando e pegando os boys.

      Excluir
    2. ...e admito, o problema é meu... que venham os demais ranços.
      (sou casado, I'm sorry)

      Excluir
    3. Kkkk sou casado is the new beijinho no ombro das gays. Senti daqui o ar de superioridade olhando pras solteiras com desdém.

      Excluir
  20. Polícia Ideológica13 de novembro de 2015 09:17

    Com tanta bicha homofóbica aqui, me pergunto se precisamos de Bolsonaro e cia para nos odiar.

    ResponderExcluir
  21. Qual a surpresa? Quase todos os homofóbicos que conheci eram gays, lésbicas e travestis.

    ResponderExcluir
  22. Nojentos os comentarios. Me pergunto quem representa esses gays no Congresso. Bolsomito? Feliciano Aloka?

    ResponderExcluir