quarta-feira, 18 de novembro de 2015

A MARCA DA PANTERA

"I'll Never Write My Memoirs" é a primeira frase da letra de "Art Groupie", gravada por Grace Jones nos longínquos anos 80. Mais de 30 anos depois, a mulher mais feroz do mundo deu esse título ao seu livro de memórias. Escrita com o jornalista inglês Paul Morley, a autobiografia da diva é longa demais (mais de 400 páginas), mas recheada de momentos irresistíveis e muito name dropping. Grace nasceu numa família religiosa da Jamaica, muito antes da ilha se transformar num fumódromo de bererê. Todo esse período leva um tempão para acabar no livro, mas dali em diante é pura gostosura. A moça se atirou de cabeça na cena pré-disco da Nova York setentista, conheceu todo mundo, tomou todas, transou com tudo. Depois virou modelo, cantora, atriz e, finalmente, um ícone facilmente reconhecível. Todas essas metamorfoses estão contadas com muito humor e sem nenhum remorso; a Grace Jones que emerge da narrativa é mais humana que a das fotos manipuladas por seu ex-namorado Jean-Paul Goude, mas só um pouquinho. Hoje Grace tem 67 anos, uma neta e muito menos fama do que em seus dias de glória. Mas quem acha que Miley Cyrus é rebelde ou que as roupas de Rihanna são ousadas não sabe o que é uma perigosa de verdade. Tenho medo dela até hoje, porque sei do que essa mulher é capaz. Duvida? Saca só o que ela fez com o apresentador de talk show que não estava lhe dando a merecida atenção.


6 comentários:

  1. Doeu na alma, mas no carnaval de 1996, entre Val Demente com RuPaul e show de Grace Jones, escolhi Grace, foi inesquecível, mas acho que perdi a melhor Val Demente de todas infelizmente.

    ResponderExcluir
  2. essa lambisgoia hoje em dia não sabe fazer outra coisa que não seja criticar a gaga. a cada 10 entrevistas 11 ela fala da gaga. deve ser amor!!

    ResponderExcluir
  3. Alguma irmã de fé que seja alfabetizada em inglês poderia dizer porque Vera Verão aparece com cara de koo no vídeo? O boi não curtiu o penteado dela é isso mesmo? Era preciso virar as costas só por causa disso? afff

    ResponderExcluir
  4. Imagina os comentários se os militantes gays lerem isso:

    http://glamurama.uol.com.br/inner-circle-poder-desvenda-grupo-gay-do-mercado-financeiro-em-sp/

    ResponderExcluir
  5. E o Vitor Angelo que morreu, uma tristeza.

    ResponderExcluir
  6. Never stop the action, Miss Jones!

    ResponderExcluir