terça-feira, 6 de outubro de 2015

WAZE RUNNER

Todo mundo que usa o Waze há algum tempo tem pleo menos uma história bizarra para contar. O aplicativo já me levou para quebradas na rota entre minha casa e meu trabalho, mas sempre emonstrou ter razão: aquela era mesmo a opção mais rápida. Só que, como qualquer máquina, ele ainda não está perfeitamente calibrado para todas as camadas do ser humano. A notícia de que uma senhora foi metralhada na favela do Caramujo, em Niterói, só porque o Waze sugeriu que ela e o marido passassem por lá, está repercutindo no mundo inteiro. Foi o segundo incidente no mesmo lugar: há alguns meses, a atriz Fabiana Karla teve o carro alvejado no mesmo lugar. Esses casos são tão graves que vão além da anedota. O Waze está conversando com o governo do Rio para ver como pode se aperfeiçoar. É o tal negócio: tudo funciona direitinho no papel, mas quando chega no mundo real... Ou no Brasil.

13 comentários:

  1. Affe, qdo a gente vai resolver esse problema? Da violência no Rio...sério, amigos dizem q NY era melhor antes do Giuliani, mas em 5 anos o cara resolveu o problema da cidade. O Rio n tem jeito??!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. Nem o Brasil. Na verdade, só vai piorar. Em tudo. Em todo o país. Somos burros, arrogantes e mesquinhos.

      Excluir
  2. Falou tudo anônimo: O problema ta na violência de um país sem lei e não no app de GPS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual o risco maior: Baixar o vidro para se informar ou ser jogado às feras pelos aplicativos.

      Excluir
  3. Já eu, mesmo morando em SP há 34 anos, nunca tinha ido na Cracolândia. Obrigado WAZE por me proporcionar esse momento único!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Show do Caetano na Virada também proporcionou "esse momento único!!!"

      Excluir
  4. Polícia Ideológica6 de outubro de 2015 13:36

    Que loucura! Nossa, Tony, valeu pelo aviso. Nunca soube desses casos do Waze.

    ResponderExcluir
  5. Nos.90s, Miami era tão perigosa que a prefeitura botou um sol nas placas para ajudar o turista a pegar as vias que levavam a locais certos e não cair em bairros perigosos, muitos alemães naquela epoca foram assassinados porque entraram errado em bairros cheios de bandidos. Não que algo assim daria certo no Rio, mas sempre há algo a se fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A prefeitura andou botando placas laranja berrante com "Atenção! Açesso à comunidade do deus me livre" pela cidade.

      Excluir
  6. O mio babbino caro
    Quando a Tecnologia descola do Social.

    ResponderExcluir
  7. Waze é otimo mas nao da pra confiar pq ele pega qq atalho buraco. Tem um aplicativo q ja mapeou as favelas para evitar gafes tragedias como essa. E nao e do google q eu to falando

    ResponderExcluir
  8. Fiquei horrorizado com este crime eu que não uso está porcaria de programa.Prefiro visualizar onde vou ou então não vou ou pego um táxi .Estamos vivendo um caos e o estado tem máxima culpa que não faz nada e não nos defende para ler vamos uma vida tranquila sem neuras.

    ResponderExcluir
  9. Corrigindo:Levarmos, antes que algum chato escreva algo.

    ResponderExcluir