domingo, 27 de setembro de 2015

PORQUE ESTÁ LÁ


É assim que os alpinistas de "Everest" respondem quando lhes perguntam por que querem escalar a montanha mais alta do mundo. A minha primeira reação - aposto que a mesma de muita gente - é achar uma bobagem. De fato, eu jamais arriscaria a minha vida só por causa disso. Sem dizer que um pacote de ida e volta, com direito a guia, custa a bagatela de 62 mil dólares. Mas depois, assistindo ao filme, lembrei das duas vezes em que me propus subir até o topo de uma montanha ("escalar" é um termo um pouco forte para mim, a pessoa menos esportista do mundo). Uma delas foi no parque Torres del Paine, no extremo sul do Chile; OK, não cheguei até o topo, mas sim à base dos pilares de pedra que dão nome ao lugar. Foi uma jornada de dia inteiro que me deixou tão cansado e "exhilarated" qu,e naquela noite, cantei "We Are The Champions" no bar do hotel. A segunda foi ainda mais dramática: subi ao cume do monte Machu Picchu, no Peru, com direito a espremida numa trilha onde só cabia meia lhama de cada vez. Portanto, pelo menos um cromossomo do meu DNA se identifica com a necessidade que esses malucos têm de se superar. Mesmo assim, o filme deixa patente a irresponsabilidade coletiva. É baseado num fato real acontecido em 1996, quando os tours do gênero estavam no auge: até gente que nunca tinha subido um morro na vida estava querendo escalar o Everest. O resultado foi uma enorme tragédia, que têm pego alguns espectadores desprevenidos. "Everest" não é cinema "feelgood"; não tem vitória do bem sobre o mal. Mas é um puta espetáculo que merece ser visto em IMAX e 3D. Eu, que tenho medo de altura, quase passei mal em algumas cenas. Vá preparado: leve seu próprio oxigênio.

9 comentários:

  1. "Porque está lá" é a famosa frase dita por George Mallory ao New York Times em 1924.
    Por isso os alpinistas a dizem no filme em tom de brincadeira.

    ResponderExcluir
  2. Hmmm, tem o Michael Kelly, o gostoso ator que interpreta o personagem Doug Stamper do seriado House of Cards, vale a pena dar uma conferida...

    ResponderExcluir
  3. Tony, sempre leio tuas criticas sobre filme, e me baseio as vezes quando tu indica, mas de um tempo pra cá tu passou a contar se o final é feliz ou nao. Isso perde mto a graça do filme. Antes parava de ler quando via que tu estava contando demais, mas agora até no Facebook to solta spoiler. Enfim, é uma critica construtiva.

    bjao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Everest" é baseado em fatos reais, fartamente noticiados à época. Tem até um livro a respeito. Avisei do final porque tem gente esperando um filme típico de Hollywood. A graça é tentar adivinhar quem morre do elenco.

      Excluir
    2. Continuo amando vc!

      Excluir
  4. O mio babbino caro
    Me contentei em subir o Peito de Pombo em Sana.

    ResponderExcluir
  5. Me decepcionei, fiquei com a sensação de estar vendo um filme "sessão da tarde", no sentido pejorativo do termo. Talvez ter visto dublado tenha atrapalhado minha percepção, mas não vi graça alguma no 3D (talvez o cinema que eu tenha visto não seja lá grande coisa também).

    ResponderExcluir