sexta-feira, 21 de agosto de 2015

FLAGRANTE DELITO

E aí, já chegou se o seu nome aparece na lista que vazou com os dados de 37 milhões de clientes do Ashley Madison? Duvido: como boa parte do meu leitorado é gay, imagino que nenhum de vocês que me prestigiam tenha se inscrito no mais famoso site de adultério do mundo. Fora que, para pular a cerca, as bibas contam com apps muito mais discretos e eficientes. Eficiência, aliás, nunca foi o forte do Ashley Madison: consta que 80% dos usuários do site são homens héteros, portanto não deve rolar muita coisa na real. E por falar em real, 37 MILHÕES de usuários? Levando em conta que os EUA têm algo em torno de 65 milhões de homens casados, isso implicaria numa proporção absurda deles tentando marcar aventuras pelo site. OK, o A.M. é canadense e está disponível quase que no mundo inteiro, mas tá na cara que esse número inclui muitos fakes e duplicados. Mas alguns são pra valer: já surgiram histórias de caras que receberam e-mails de chantagistas ameaçando contar tudo para as esposas se não receberem uma bolada. Enfim, como eu disse neste post de 2010, o Ashley Madison vende basicamente uma fantasia, e aposto que pouca gente chegou às vias de fato. Tanto que o marketing deles nunca se preocupou em seduzir o público feminino, como se pode ver no delicado anúncio acima. Quem sabe agora, que a mulherada vai começar a tomar Addyi, a coisa mude de figura.

8 comentários:

  1. Os héteros ainda ficam se questionando sobre pular ou não pular a cerca, ou como fazer isso, enquanto gays e liberais de todo tipo já vivem sem cercas há um bom tempo.
    O GNT tem exibido a ótima série documental amores livres, que mostra que sites como o Ashley Madison tendem a virar peças de museu.
    Verdade que a maioria das pessoas ainda fala palavras como "traição", "adultério", "infidelidade", mas essas palavras e práticas vão ficar cada vez mais fora de moda, até virarem palavrões ridículos como "virgindade", "castidade", "pureza"....

    ResponderExcluir
  2. Seu marido já foi casado com mulher Tony, então é bom dar uma olhada pra ver se ele está lá.

    ResponderExcluir
  3. Bill Maher debochou dessa história hj, aliás o programa dela sexta a noite na HBO signature é espetacular pra quem curte esse mix de talk show e humor.

    ResponderExcluir
  4. Perigosíssimo esse viagra feminino! vai virar droga de estupro, sou totalmente contra, a indústria farmaceutica é o cu do universo.

    ResponderExcluir
  5. A industria farmaceutica sempre arrumando maneiras de ganhar mais dinheiro, acabei de ver uma entrevista na cnn sobre isso, essa droga age no cerébro e n é só um estimulo de circulação de sangue como o viagra...pq tudo é pior pras muleh né...se sua mulher tá sem tesão a culpa é sua homi!!! vc vai ver Anish Kapoor em versailles?

    ResponderExcluir
  6. Liguei agora o programa É De Casa agora e estão falando neste assunto.

    ResponderExcluir
  7. Aliás por falar em É De Casa o André Marques ficou uma delícia está de parabéns por ter emagrecido.

    ResponderExcluir
  8. Fidelidade é algo tão pequeno burguês.

    ResponderExcluir