quarta-feira, 1 de julho de 2015

POR CINCO VOTOS

Contrariando quase todas as previsões, a PEC da redução da maioridade penal não passou na Câmara. Faltaram cinco votos para que se atingissem os 308 necessários para se alterar a Consituição. Talvez tenha sido um mero golpe do acaso: vinte deputados não puderam ir ao plenário, número mais do que o suficiente para virar o placar. Como seria de se esperar, Eduardo Cunha não se deu por vencido e já vai propor outra emenda na semana que vem, com algumas alterações. Temo que aconteça o mesmo que se passou com a proibição do financiamento de campanhas por empresas, que foi recusado num dia e aprovado no outro. Mas essa vitória do "não" na madrugada de hoje, ainda que temporária, dá um soprinho de esperança: parece que o Brasil ainda não está irremediavelmente nas mãos dos conservadores. Parece... Eu acho a questão super complexa, mas, se tenho que dar uma resposta binária, também voto no "não". É preciso mais debate, mais estudo sobre o que aconteceu nos países que reduziram, menos pai-nossos e mais civilidade. De qualquer forma, seja lá de que lado você estiver nessa questão, confira aqui como o seu deputado (ou o seu partido favorito) votou. Se não bater com o que você pensa, reclame.

25 comentários:

  1. Nunca he demais lembrar: Quem da moral ao Eduardo Cunha he a queridinha Globo. Com meia duzia de reportagens no JN ela ja teria derrubado esse supra sumo da pilantragem. Mas.... a queridinha Globo tem uma acordo com o super pilantra para bloquear a reforma da midia, em troca ela blinda o canalha no noticiario.. Mas no final de tudo... a culpa he sempre dos esquerdistas, petralhas.. bla.bla.bla..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem tenta... O Tony nunca vai ter nojinho da Globo$

      Excluir
  2. Partido Social CRISTÃO - dos 11 deputados que votaram, apenas 2 foram NÃO. Não seria aqui que deveríamos encontrar uma unanimidade de SIM?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bee, desde quando psc é cristão? Cambada de vendilhão que usa o nome de Cristo para propagar o idio e o preconceito.

      Excluir
  3. Não passou o substitutivo (jovens de 16 a 17 anos, 11 meses e 29 dias seriam julgados como maiores de idade. Mas o original, que é mais geral (redução para todos os crimes), ainda pode passar.

    ResponderExcluir
  4. gente, alguém pode levar a jean num quadro de transformação na tv, pfvr? a bee tá muito feia, tadinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JeanSus Cristo acreditando no visual Bethânia.

      Excluir
    2. E quando ela foi bonita???

      Excluir
    3. De volta à The Week, madrugada afora numa votação do escarnio, e a menina pede look. Fazer oque? Não leram Devassos do Paraíso nem nada de Gore Vidal e tem olhos compridos...nem nada. "I know nobody can do me no harm"

      Excluir
    4. O mio babbino caro
      A verba com prisão jamais dará o retorno da verba com educação.

      Excluir
    5. Milk era mais feio, mas tinha mais carisma.

      Excluir
  5. Monotemática, tudo bem, eu caso com vc, mas volta, já está chato essa sua ausência, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja vc a Monotemática, minha linda! Todos temos o potencial para tudo nessa vida, até para comentarista monodimensional (tridimensional? Só sei que bi é que não era), então portanto bota essa massa cinzenta para funcionar e faça todas as associações mais ilógicas mas satisfatórias que lhe vierem à cabeça. Ouvir Pink Floyd não ajuda, mas relaxa nos momentos de fracasso. Sim, haverão momentos de fracasso, pois sua exigência pede mais, mais, mais invenções estranhas sem base na realidade. Mas não tenha medo: sem as amarras da realidade e da lógica ocidental (pobre Aristóteles) vc não terá limites, assim como Icaro, que, acredite em mim, não teve a cera das asas derretidas ao voar "muito perto do sol", e no final sim, chegou ao seu destino.

      Boa sorte querida!

      Excluir
    2. Obrigado Mono, bjs .

      Excluir
    3. Naaaaaaaaaão. Ninguém merece.

      Excluir
    4. Tá de brincatiom whit me.

      Excluir
  6. O pior dessa história toda é que o Eduardo Cunha age como uma verdadeira criança pirracenta, que não aceita perder. O que, no nível político em que ele se encontra, significa portar-se como um ditador. Se o STF não reafirmar a proibição constitucional de votar-se PECs com o mesmo assunto na mesma sessão legislativa, vai dar asa a cobra. Podemos esperar chumbo grosso, inclusive para os gays.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hum, capaz que só não sobre para o alto clero que venera Cunha. Logo logo até a direita que se maravilha com as manobras do Primeiro-Ministro vai provar do veneno do proto-ditador. Ninguém fica ileso muito tempo em tempos como esse.

      Excluir
  7. Acabamos de assistir um golpe tapetão do Cunha. Perdeu num dia e ganhou no outro.
    Aliás, ele odeia "perder cara ou coroa" (frase atribuída a ele no Ilmar Franco de hoje).

    Imagina o grupo de whatsapp do Cunha:
    "Galera, salve geral amanhã no plenário aprovar essa p*rra."

    ResponderExcluir
  8. Parece que o jogo virou novamente, não é mesmo queridinhas?

    ResponderExcluir
  9. Passou! Amém! Cadeia nessa turma dos hediondos! Chega tratar com pão de ló quem mata cidadãos.

    ResponderExcluir
  10. Viram que entre dos 20 deputados que mudaram de ideia em menos de 24h, está Mara Gabrilli, a pobrezinha da cadeira de rodas, a deputada da inclusão. Agora dos 52 deputados do PSDB que votaram, apenas 3 foram NÃO. Sério, desisto depois dessa! Estou indo pra Paris de taxi com o Geraldo e não volto mais! Gente hipócrita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PSDB pode se assumir como partido da bala, sim ou com certeza? E a Pobrezinha da Cadeira de Rodas bem que poderia se mudar pro Amazonas e se juntar com a Fodinha da Floresta, ne! Duas vira casaca!

      Excluir
  11. Um questão que tenho comigo: os homofóbicos dão uma pinta enorme. Sério, o jeito de olhar, de falar, a fisionomia, os trejeitos, os chiliques, tudo entrega uma bixa loka sufocada na masmorra. Consigo imaginar Cunha, Malafaia, Feliciano e Bolsonaro de toalha e peitola caída, cantando no videokê e caçando boy na Borges Lagoa. Isso se eles se permitissem viver e não ter a vergonha de ser feliz. Como não se permitem dedicam a vida para encher o saco de quem tem a coragem que eles não tiveram. Quem concorda?

    ResponderExcluir