quinta-feira, 9 de julho de 2015

CARA DE QUEM COMEU E GOSTOU

Escrevo este blog há mais de oito anos, e me encho de desânimo ao perceber que algumas coisas não mudam - só para pior. Em 2007, sugeri que Renan Calheiros seguisse o exemplo dos políticos japoneses pegos no flagra e cometesse seppuku, o suicídio ritual. Em 2013, estendi esta recomendação a todos os eleitores alagoanos que o reconduziram ao Senado, onde ele reassumiu a presidência da casa e retomou seu reinado tenebroso. Agora, finalmente Renan é réu no processo relativo ao caso que provocou sua renúncia há quase uma década - aquele que o acusa de beneficiar a Mendes Júnior em troca do custeio da filha que ele teve com uma amante. Vai dar em alguma coisa? Duvido, ainda mais neste momento em que Renan parece mais forte do que nunca. Ele comeu, gostou, e continuamos pagando a conta. Nós é que temos que nos matar?

12 comentários:

  1. eu acho que ao invés de recomendar o seppuku seria melhor pedir a ação de kamikazes naquelas cupulas em brasilia!

    ResponderExcluir
  2. Em geral o povo das alagoa é bem ignorante..Renan, Collor ,muitos crimes homofobicos...

    ResponderExcluir
  3. Sim...n tem jeito, estou abandonando o país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja lá pra onde vai, inacreditavelmente tem coisa bem pior por aí. E pior, quando descobrirem que você é do Brasil<>

      Excluir
  4. E o Jean Wyllys, que agora deu para chamar todo mundo de burro, estúpido, indigente político, tomou uma bem tomado:

    https://www.facebook.com/pedro.athayde.98/videos/10204103338760600/?pnref=story

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só que o Jean tem razão... eleitor estúpido é o que não falta no Brasil.

      Excluir
    2. Até concordo, mas um deputado deve dizer isso sobre os eleitores e nem sobre os seus colegas, ainda mais ele que é visto como antipático por muitas pessoas. Existem argumentos melhores. Ele deveria ter mais inteligência emocional. Foi humilhado por esse senhor do vídeo, até porque se perdeu nos números e falou besteira. Arrogância não leva à nada.

      Excluir
    3. Isso é verdade. O Jean tem se exposto inutilmente, e suas posições estão cada vez mais radicais.

      Conversei pessoalmente com ele outro dia, numa festa em SP, e me assustei com sua chatice... Mas continuo achando que ele é um político mais do que necessário para o Brasil.

      Excluir
    4. Pois é. A impressão que me passa é que ele tem tido que repetir certas explicacões muitas e muitas vezes (tipo o que gênero é diferente de sexo biológico, que ele não faz apologia à prostituição infantil, e tantas outras coisas que o povo não entende ou que o acusam injustamente). Dai ele se limita a ecoar tudo de uma vez quando conversa com alguém, deixa de lado a conversa natural, deixa de ouvir a outra pessoa.

      Se for isso mesmo, eu até entendo mas lamento. Entendo porque ele é perseguido por vários deputados diretistas e molequinhos do MBL. Mas lamento porque ele agora parece um robô repetindo frases pré-gravadas cada vez que perguntado algo. Quem sabe umas férias fariam bem a ele (mas dai num segundo aprovam o "estatuto" da família" e fode tudo).

      Excluir
    5. Quisera o mal/mau do congresso ser o Jean Wyllys.

      Excluir
  5. O mio babbino caro
    Estamos lidando com a história sendo assim oito, nove anos, é muito pouco, não esmoreçamos, diante da "grandeza épica de um povo em formação". You are fabulous.
    (O seppuku, é para homens, vide Mishima)

    ResponderExcluir