terça-feira, 21 de julho de 2015

BONDDAD OU MALDDAD?

Tenho amigos que são tietes do prefeito Fernando Haddad. Ovulam a cada ciclovia que ele tasca em São Paulo, que estaria em vias de se transmutar em Amsterdam. Outros lhe têm ojeriza e não veem a hora de defenestrá-lo. Eu confesso que tenho mixed feelings. Haddad me parece um sujeito decente, distante da ladrocracia que domina o PT. Também não duvido de suas boas intenções. Mas questiono bastante suas qualidades como administrador - posto, aliás, para o qual sua carreira de educador jamais o preparou. As famosas ciclovias me sugerem uma maneira rápida e relativamente barata de deixar uma marca na cidade, mais do que uma solução bem pensada para um problema urgente. A pichação que ele permitu nos "Arcos do Jânio" só emporcalhou um patrimônio histórico (e aquele não é Hugo Chávez tanto quanto o crucifxo que Evo Morales deu ao papa não é um símbolo comunista). Para completar, uma de suas políticas desastradas tem me atingido diretamente. Meu novo endereço é quase ideal: de um lado tenho a av. Paulista, os cinemas, o metrô, o agito todo. Do outro, ruas sinuosas quase sem movimento. Por isto mesmo, uma das esquinas da quadra onde eu moro (felizmente, do lado oposto ao meu prédio) costuma ser infestada por "noias" durante a noite. Nunca tive problemas com eles, mas sei de histórias de gente que foi assaltada e até agredida sem nenhum propósito. Isto é reflexo da (não) ação na Cracolândia, que espalhou os viciados por diversos pontos de SP. Entendo que eles são seres humanos, que merecem respeito, etc. etc. Por outro lado, tenho pensado em levar um tacape quando levo meu cachorro para passear depois que escurece.

30 comentários:

  1. O mio babbino caro
    Quando penso na administração da Marta dá até vontade de votar nela de novo. Mas o Haddad confirmou-me um cara bacana. Vamos dar tempo ao tempo por enquanto ele merece minha simpatia. Só de ter o Nabil na cultura, já vale.

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente, só vou admirar São Paulo quando todas as calçadas forem de concreto (como na Av. Paulista) e quando esse município PARAR DE PINTAR O MEIO-FIO (OU A GUIA, COMO VOCÊS CHAMAM) COM CAL OU TINTA SIMILAR. NINGUÉM FAZ ISSO! Nova York não faz, Paris não faz, Tóquio não faz. Pelo amor de JESUS CRISTO. Pintar guia de branco é gasto de dinheiro público e ainda é uma coisa anti-estética, uma vez que a tinta vai ficando preta...um horror.

    Coisa de cidade pequena que quer dizer que é limpinha, mas acaba sendo um tiro no pé.

    Pfvr, Haddad, acabe com isso.

    Quanto às ciclovias, sou meio contra. Ciclovias para quem? Para os arquitetos-profissionais-liberais, né? Porque numa megacidade é impossível se locomover só de bicicleta. São Paulo precisa de transporte público, isso sim. E a classe média tem que passar a usá-lo (nunca me esqueço da cara de horror de uma amiga paulista que ficou chocada com o fato de eu pegar ônibus no Rio*).


    *apenas Rio, pfvr. A gente sabe que Rio é Rio de Janeiro, assim como Paris é Paris, França e não Paris, MG.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente vivemos tempos em que as pessoas estão chatíssimas. Tanta coisa pra se preocupar, e você vai se importar com o meio fio pintado em SP.

      Excluir
    2. Além de "exigir" que as pessoas chamem o Rio de Janeiro apenas pelo primeiro nome; Rio.
      Fazanus que falo... Joanelha não tem uma rola para chamar de sua.

      Excluir
    3. Anônimo das 21:35 diz: Mimimi mimi mimimimi. Mimimi mimimi mi mimimi mimimi mimi.

      Excluir
    4. E voce não se importa nem um pouco com a coluna dos trabalhadores para deixarem esses meio fios pintados de brancos, né?

      Isso é cultura escravocrata maçônica que nunca deveria ter começado!

      CAFONÉRRIMO!!!

      Excluir
    5. Anônimo das 22:16 usando pronome possessivo para se referir às partes dos outros. Puro patriarcalismo, só pensa em posse, em domínio, controle, prisão.

      As pessoas são livres minha cara! Rola chupada não muda de dono e nem vira colônia de outrem. Reveja seus conceitos. Ou se vc não resolveu seu conflito da fase anal (segundo Freud), procure ajuda e pare de se referir aos outros como pedaço de carne que se pode possuir.

      Excluir
    6. Prefiro 1000 x sarjeta pintada do que ratos gigantes zanzarolando nas praias do "rio"...

      Excluir
    7. É porque voce não está nem aí para a coluna dos trabalhadores que as pintam que nem idiotas a cada quantos meses? Porque sujam logo!

      C-A-F-O-N-A!!!

      E é pura maldade desses maçons escrotos pois na minha cidade também tem!

      E duvido que São Paulo - sendo a imundice que é - não tenha ratos. E RATAZANAS.

      Excluir
    8. Nunca vi ratazana na praia. Mas já vi rato em NY, Paris (dentro de uma patisserie bem tradicional), etc. São Paulo jamais estará imune aos ratos! Kkkkkkk

      Pintar sarjeta é o fim da picada...

      Excluir
    9. TODAS as cidades do mundo têm ratos. Umas mais, outras menos, mas TODAS têm. Ponto.

      Excluir
    10. esse comentario do João beira o rídiculo. e n é de hj q ele fala besteiras

      Excluir
  3. bee, ele é delícia...crack, n sei...

    ResponderExcluir
  4. Besteira...o opium sumiu, pq n some o crack?

    ResponderExcluir
  5. Malddad é um desastre!
    Nem honesto ele é. Esqueceu que o Yousseff em delação premiada afirmou que depositou para uma gráfica 2,5 milhões de reais para pagar dívida de campanha de Fernando Haddad (PT) à Prefeitura de São Paulo em 2012? Sei que 2,5 milhões não são nada mais hoje em dia, já que as dutos criminosos dos petistas jorram aos bilhões.
    Mas isso coloca Haddad de mãos dadas com a banda podre do Pt, a que diz que "eu sou o maior beneficiado do esquema mas juro que não sabia de nada".
    Acredita quem quer...
    E as ciclovias são um grande golpe de publicidade- a única coisa que o PT realmente aprendeu a fazer direito.
    O pior é que o golpe funcionou- se não fossem elas, a popularidade do petista estaria em níveis federais, ou seja, lá pelos 7% !
    Nada conta bicicleta. Adoro e uso. Mas vender isso como transporte público "verde" é absurdo. É transporte privado, de um ocupante só por vez, que serve mais pra curtas distâncias e ainda é de baixa velocidade( ou seja, a ocupação da via não é eficiente).
    Se eles vendessem as ciclovias pelo que elas são, eu apoiaria 100%! Mas vender arroz integral como caviar, é duro de engolir!
    São Paulo não poderia seguir por caminho mais equivocado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até parece que corrupção - nessa terra braZilis - é reduto de PT.

      Seja mais honesto por favor!

      Excluir
    2. Não é, mas o mérito de quase quebrar a Petrobrás é do PT.

      Excluir
    3. Enquanto que vender a Vale por simbólicos 33billiões não é quebrar nada...

      Os tucanos fizeram a privataria para dar renda pros irmãos maçons com coisas que eles próprios fazem ficar incompetentes para poderem justificar tais concessões! (que o PT tá seguindo a mesma linha)

      Exemplo: concessões de pedágio! Pagamos os maiores impostos do Planeta quase e ainda temos que pagar pedágio para "irmãos" da maçonaria BraZil a fora... É BRINCADEIRA!!!

      PS - Acabei de lançar um post no meu blog que explica sobre o Photon Belt que vai acontecer quando começarmos a tão chamada/esperada "The Shift"... É só em inglês, mas é um texto interessante para quem estiver interessado: the5draver.wordpress.com

      Excluir
  6. Realmente é de se lamentar que o Tony vai falar do Haddad... Já não bastasse falar de todos os políticos petistas, agora chegou a vez dele... Não dispensa uma linha pra falar do governo Alckmin e sua pífia luta contra a violência e contra a falta d'água... Seja honesto, Tony, e fale de quem realmente faz um governo péssimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ai! Tony, fala do José Serra que foi citado num relatório da Policia Federal recebendo cash da Odebrecht, mas depois foi poupado.

      http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/07/pf-tera-que-explicar-porque-escondeu-nome-serra-em-relatorio-sobre-marcelo-odebrecht/

      Excluir
    2. Ah, o dia em que os petistas acatarem críticas sem apontar o dedopara os outros... e olha que eu nem pus em dúvida a honestidade do Haddad, só a competência administrativa dele.

      Excluir
    3. Me chama mais de petista vai! Hmmm delícia! Hahaha

      Excluir
  7. Eu era contra ciclovias porque não uso bicicleta, mas vou todo dia do centro a Lapa, passando por baixo do minhocão. Durante a construção o trânsito ficou péssimo e eu xingava o Haddad todos os dias. Antes a área era degradada, cheia de lixo e muitos moradores de rua. Agora está iluminada e com um bom número de ciclistas. No fim a gente avalia pelo que a gestão municipal nos beneficia ou prejudica, porque somos egoístas, mas mesmo não sendo ciclista, não tenho como deixar de observar a revitalização de uma área que era horrível e agora está muito bonita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai vendo daqui uns tempos no que vai dar. O centro é todo contaminado de ladrões e usuários de crack, a ciclovia não tem uma bolha mágica que a proteja dessas coisas.

      Excluir
  8. Cadê o DaniHansa pra falar da malha de ciclovias e do sistema de transporte em Berlim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quê? Só para vc, insuflada de inveja, apontar cada detalhe de como DaniHansa se sente distinta e melhor que nós brazucas por estar na Germânia. Vá destilar sua peçonha em outro lugar, querida.

      Excluir
    2. Berlim é muito mainstream pra ele, bee. Ele opina melhor sobre o numero de quilômetros de ciclovias existentes em Helsinki ou se no Sudão os meio fios são pintados de branco ou não.

      Excluir
  9. Não vou opinar pq não vivo aí mas crackudo é que nem dominó, só encostar um dedo que já cai no chão. Quanto ao Haddad: i would anytime.

    ResponderExcluir
  10. Nas próximas eleições será possível saber o número de ciclistas da cidade pelo voto no Malddad kkkk

    ResponderExcluir