quarta-feira, 15 de julho de 2015

BACIO DI LATTE

Um meteoro incadescente se aproxima da Itália à toda velocidade. O choque deverá se dar nas próximas horas, e a devastação será absoluta. O Coliseu, as gôndolas venezianas, o presunto de Parma, o Berlusconi e a Sophia Loren: nada disso sobreviverá. E tudo culpa da revista "Sportweek", que estampou em sua capa um casal de jogadores do primeiro time gay de rúgbi do país. A publicação atiçou a ira divina ao romper um tabu na nação mais atrasada em direitos LGBT da Europa Ocidental, onde a Igreja Católica se imiscui na política e em todos os aspectos da vida cotidiana. Há pouco surgiu no Parlamento um projeto legalizando as uniões civis, enquanto quase toda a vizinhança já desfruta do casamento igualitário. Mas quem sou para criticar os italianos? Até parece que uma capa dessas por aqui, onde gays já podem se casar há anos, não causaria um furdunço até maior do que está rolando por lá.

16 comentários:

  1. O mio babbino caro
    Lembro bem André: Pode casar, mas não pode andar de mãos dadas.

    ResponderExcluir
  2. O que queremos com isso? Quando chegaremos lá? E quando chegarmos, saberemos a hora de parar? Temo, todavia, que já tenhamos ido longe demais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não mesmo! Só começamos e o céu é o limite!

      Excluir
    2. O "tolo"

      Cresci esperando o dia em que teria meu espaço. Acho que isso é normal, não? Todo mundo, imagino, deseja isso à sua maneira. Cheguei lá e aprendi que ter um lugar na vida não significa ocupar todos os terrenos. Compreende reconhecer fronteiras e respeitar vizinhos.

      Muito bem, tal como o Tony, também fiquei feliz com o comercial da Coca-Cola. Fui criança num Brasil em que a mídia (que eu soubesse) abrigava três 'gays': Rogéria, Clodovil e Roberta Close. Havia também as vítimas do HIV... Tempos difíceis! Ainda assim, fomos nos apresentando um a um para nossas famílias, amigos, comunidades e alcançamos uma massa crítica. Foi cada uma de nossas histórias que viabilizou a propaganda da Coca. Ora, chegamos lá!

      Mas parece que nada disso é suficiente para determinada ‘militância’. Se o tal refrigerante financiar o Eduardo Cunha, por exemplo, deve, ainda assim, ser execrado. A guerra do nós contra eles foi declarada, tomem sua posições! É o que, tudo indica, alguns leitores do blogue acreditam ser o certo.

      Não basta mais conquistar um espaço e viver. A nova meta é a hegemonia, a destruição completa de qualquer um que ousar enxergar as coisas com outros olhos. Afinal, somos detentores da Verdade e todos devem aceitar nossa boa nova.

      (Ademais, nem em meus piores pesadelos imaginei que fundaríamos nossa própria religião - o movimento LGBTQQIP2SAA - tão fundamentalista quanto a dos nossos piores detratores)

      Excluir
    3. Mais um que voltou do Canadá? Ai ai

      Excluir
    4. Meu bem, se a Coca-Cola faz um comercial bonitinho a favor da igualdade, mas financia o Ed Cunha (que se opõe a direitos de homos e trans) que nome que damos a isso? Hipocrisia, né meu caro? Não é "fundamentalismo", é chamar o boi pelo nome que tem mesmo. Eu concordo que existe lá os ativistas ultra que não conseguem enxergar nada a não ser pela ótica da opressão, que inclusive empregam termos e métodos das femistas (não confundir com feministas, essas estão certíssimas).

      O que vc tem que ver aqui é que uma maioria dos que falam de assuntos LGBT e congêneres querem IGUALDADE e não superioridade em relação aos não-heterossexuais. E mesmo esses que mostram querer uma supremacia gay, eles estão errados, mas dá para entender. Depois de anos e anos sendo tratados como menos do merecem, muitas pessoas quando recebem um tiquinho de poder querem vingança, e não justiça. De novo: eles estão errados, levados pela irracionalidade. Mas ao menos tente os entender. E tente não juntar todo mundo num saco de farinha só. Isso só faz mal. Existe muita gente boa na vida on-line e off-line lutando pela igualdade e dignidade de todas as pessoas. Vale a pena respeitá-los.

      Excluir
    5. Continuo te achando um TOLO e ainda por cima um tolo conformado, o que é pior!!! E tenho nao milhoes, mas bilhoes de arguntos contra suas teses toscas...mas tem um monte de gays aqui no interior que sao mortos e espancados( muitas vezes pela propria familia) e com eles que prefiro gastar meu tempo...

      Excluir
    6. Anônimo 14:57,

      Sim, mas, quando somos protagonistas de um comercial da Coca-Cola, ficamos em igualdade com evangélicos que também são consumidores e, da mesma forma, podem ter suas respectivas ações e financiamentos. Sempre que uma empresa julgar que deve realizar um plano de marketing para um determinado grupo, que o faça! Inaceitável é exigir que aqueles que não comungam de nossa visão de mundo sejam excluídos. Democracia se faz, idealmente, com a convivência dos diferentes sob leis justas e instituições imparciais. Temos que evitar essa tática rasteira da intelligentsia de esquerda que, por exemplo, excluiu praticamente todo o contraditório nos debates acadêmicos das principais universidades brasileiras.

      Não, nem femistas, nem supremacistas merecem qualquer tipo de defesa. Não, não entendo nem respeito gente que prega “vingança, e não justiça”.

      Anônimo 20:23

      Ah, claro, mas, antes, vamos analisar alguns dados de instituições sérias:

      Em 2013, 338 LGBTs foram assassinados no Brasil segundo o último levantamento realizado pelo Grupo Gay da Bahia. Realmente é um número altíssimo, mas quando analisamos tal contagem inserida na realidade brasileira - com mais de 50 mil mortes violentas no mesmo ano - verificamos que as vítimas LGBTs representam menos de 1% dos casos.

      Prosseguindo, segundo levantamento da USP, a porcentagem de homossexuais nas capitais brasileiras está em torno de 10,4% para homens e 6,3% entre mulheres. Digamos que, sendo BEM conservador, 6% dos brasileiros sejam LGBTs. Agora compare, de forma isenta, os dados expostos até aqui e perceba que seu tom teatral simplesmente não encontra ancoragem na realidade dos fatos.

      Com algumas regras de três, você perceberá que os NÚMEROS (relativos) mostram que a população LGBT é, no fim das contas, muito MENOS atingida pela violência endêmica no Brasil. Veja que perder 338 vidas é (e sempre será!) algo revoltante. Mas, num país em que matam dezenas de milhares todos os anos, você acha mesmo que os gays iriam sair ilesos, sem serem atingidos pela selvageria ESTRUTURAL do nosso país?

      Acorda, bee! Para de repetir clichê de ativistas cretinos, que criam uma narrativa dramática para, muita vez, apenas encher as burras de suas ONGS e empresas com dinheiro público. O nosso problema é violência no intransitivo! Podemos, veja só, até dizer (segundo os DADOS!) que somos muito menos atingidos por ela (a violência) do que o restante da população.

      Enfim, dos seus "bilhões" de argumentos, você escolheu um bem fraquinho, viu? Quanto ao tal "monte de gays" que são “mortos e espancando” na sua cidade: apresente números e levantamentos REAIS. Usar uma premissa baseada em experiência sensível subjetiva (que pode ser resultado de pura sintomatologia histérica) é da mesma natureza da má-fé que contamina boa parte da militância LGBTxyz brasileira.

      Mas, claro, que fazer biquinho e chamar o interlocutor de tolo é muito mais fácil e apropriado para defender teses enviesadas...

      Excluir
  3. Essa SportWeek é O Boticário de lá? Imagina morar no país que engloba a sede de uma das mais podres instituições criada pelo ser humano, e respirar o mesmo ar que Joseph Ratzinger? Prefiro morar no meu quarto&sala em Bangladesh!

    ResponderExcluir
  4. Tony vc ja assistiu o filme SAUNA? O que achou?

    ResponderExcluir
  5. O mapa astral da Italia tem Sol em Virgem, como o Brasil, só que lá Ascendente é Capricórnio, aqui Aquário, por ter dois planetas de elemento Terra, isso demonstra que pode ser um pais extremamente hipócrita e retrogrado nas suas políticas, tal como o brasil, detalhe que a Italia é o destino principal das varias travestis Brasileiras, justamente pela hipocrisia de Virgem estendida por Capricórnio :)
    Brasil é um pais cheios de fundamentos e desorganização política, signo de virgem não significa que é organizado, potencializado pelo ascendente em aquário que é um signo anárquico, Os Estados Unidos também são virginianos, porem o mapa desse pais é mais harmonioso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menino conta mais
      Também tenho sol em Virgem e ascendente em Aquário como o Brasil
      Oh God

      Excluir
  6. Hmmmm muscle bears... 🐨🐾🐾😍😍😍

    ResponderExcluir
  7. Falando em parrudos deliciosos, vocês já viram isso aqui?
    http://tinyurl.com/qjnpgxk
    http://tinyurl.com/olg53l7

    ResponderExcluir
  8. Queria uma capa do Bruno Gagliasso beijando o Cauã Reimond.

    ResponderExcluir