segunda-feira, 27 de julho de 2015

A GENTILEZA DE ESTRANHOS

Eu tinha uma lacuna no meu currículo de pessoa culta e cosmopolita. Nunca havia assistido a uma montagem de "Um Bonde Chamado Desejo", uma das peças mais importantes do século 20 - nem mesmo uma adaptação para o cinema. Este vácuo se fechou ontem, quando eu vi a incrível montagem em cartaz em São Paulo. O diretor Rafael Gomes (que também assinou uma nova tradução) fez um espetáculo intenso, cujas duas horas sem intervalo passam feito um bólido. O cenário engenhoso e o elenco competente também ajudam bastante (apesar de Du Moscovis não exalar a sexualidade brutal que Stanely Kowalski requer - imaginei Juliano Cazarré no papel). Mas quem brilha mais que tudo é Maria Luísa Mendonça, que nasceu para fazer Blanche Dubois. Agora que ela está na idade certa, é uma explosão. Loucura, tesão, fragilidade, esnobismo, todas as camadas da personagem estão lá. E a famosa frase que encerra o texto de Tennessee Williams - "eu sempre dependi da gentileza de estranhos" - é rebatida com um final angustiante e cheio de energia, que faz a plateia urrar. Quem quiser ver tem que correr: a temporada acaba no domingo que vem. É uma porrada.

26 comentários:

  1. Vc não viu o filme com a Vivien Leigh e o Marlon Brando?!?!?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minino, corre pra ver. Marlon sendo maravilhoso sem camisa! HAHHAHAHAAH

      Excluir
    2. Marlon era lindo!!! E agarrava todo mundo!

      EU QUERRROOO!!!!

      http://www.acontinuouslean.com/wp-content/gallery/the-men/e02fba70c2be6cf2_large.jpg

      https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/a7/d3/42/a7d342a9524c7b05a59e4797a92d120a.gif

      Lindo mesmo! E Apocalipse Now é shoooow por causa dele!!!

      Excluir
    3. O filme é maravilhoso e se tivesse assistido a atuação do Marlon Brando, que está absoluto nesse papel, a escalação do Du Moscovis incomodaria muito mais. Maria Luísa Mendonça é sempre maravilhosa.

      Minino, corre pra ver. (2)

      Excluir
  2. Acho que a maioria dos filmes preto-e-branco batem de 10x0 na maioria dos filmes produzidos hoje em Hollyweird satanista...

    PS - Achei todos os vídeos da Orquestra Sinfônica da Belgica no festival Tomorrowland.

    Ta lá no meu blog: the5draver.wordpress.com

    Achei incrível eu falar sobre a UNIDADE e o maestro compor uma música com o mesmo nome. Tudo no mesmo dia (não a composição claro) sem eu ter idéia nenhuma! Não sei se precisa ser raver para gostar tanto dessas coincidências "edificantes", mas achei tudo muito show!!!

    ResponderExcluir
  3. Du Moscovis ficou um coroa feio. E talento nunca teve. Mas hilário mesmo é ver essas gueis cultas mandando a amiga correr pra ver filme. São todas muito cheias de dicas super cult.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainda mais quando o motivo pra ir ver o filme é ver o ator sem camisa, hahahaha!

      Excluir
    2. Essa é uma gay modista cool querendo ser uma gay fina e entendida das últimas séries imperdíveis que todas as gays se recomendam chegando assim que ninguem recomenda nada.

      Excluir
    3. Voces deixam de ser bichas baixas brasileiras podres, que nós bem conhecemos, e RECONHEÇAM que a cena do Marlom Brando nesse filme é ANTOLÓGICA chamando por "Stella!!! Stella!!"

      Se quizerem falar merda que liguem para suas horrorosas "amigas".

      Porque só veneno para aguentar tanto veneno.

      E o movimento gay vai mal assim pessimamente PORQUE????

      Excluir
  4. Tava revendo o Blue Jasmine hoje e caiu a ficha que é levemente baseado no Bonde...

    ResponderExcluir
  5. Por que peças boas ficam tão pouco tempo em cartaz?? Queria dar a entrada de presente de aniversário para o boyfriend..... :(

    ResponderExcluir
  6. Porque os patrocínios acabam. E sem patrocínio nenhuma peça consegue se manter em cartaz, mesmo com casa lotada (e o "Bonde" está lotando).

    ResponderExcluir
  7. Tony, desculpe a minha ignorância, por favor não ria de mim. Mas o dinheiro conseguido com os ingressos, mesmo lotando a casa, não é suficiente para pagar os gastos da peça, tipo aluguel do teatro + salários? É isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De modo geral, sim. O aluguel dos teatros é carissimo, a divulgação ainda mais, e quanto maior o elenco, menos sobra para cada ator. E no Brasil ainda existe a meia entrada, que derruba a bilheteria ainda mais.

      Excluir
    2. Ah, a famigerada meia-entrada!!!

      Quando vão acabar com esta coisa bizarra, que distorce todos os preços?

      Excluir
  8. Erro na traducao!!! : Eu sempre dependi da "Caridade" dos outros.
    Bem diferente de "gentileza" ne?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu já escutei como "Sempre dependi da bondade de estranhos".

      Excluir
    2. Eu uso no texto a forma que é usada na peça, "gentileza". Não está nada errado traduzir "kindness" como gentileza. "Caridade" me soa excessivo. Blanche Dubois é orgulhosa demais para pedir caridade.

      Excluir
    3. Eu ia numas raves chamada KIND em Toronto.

      Knowledge In a New Dimension.

      Já lá de trás eles falavam de dimensões... Eu virei "amigo" de uma das organizadoras... Nada é por acaso!

      Agora faço o Sol emanar raios violetas com meu pensamentos!

      Kind pode sim ser considerado como gentil.

      É a mais perfeita traducão. Kind é Nice. Nice is Kind. Mas Kind tem mais gentileza na Niceness. Nice is Nice. It does not need to be KIND. Just nice.

      Excluir
  9. MLM é a Uma Thurman brasileira

    ResponderExcluir
  10. Os gays com seus sinais e simbolos do cool, chic e culto repetindo todos unisonos as mesmas recomendações. Sou gay, não frequento mais o meio pq o estereótipo do gay descolado, chic, charmoso e entendido de tudo está muito desgastado. Inteligência mesmo é para pouquíssimos que certamente não estão entre as finas de locais batidíssimos como Spot, Ritz, etc...chic mesmo é tirar os gays do próprio gueto e integrá-los aos héteros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para de exagero galera, o texto clássico da peça nada tem a ver com ser gay ou não, ser chique ou não, vamos com calma!

      Tony, o personagem do Stanley não teria que ser mais jovem que a Blanche, não deveria ser interpretado por alguém como o Cauã Reymond, já que a Maria está perfeita como Blanche?

      Excluir
    2. O personagem é mesmo mais jovem, mas no teatro não é necessário que os atores também o sejam.

      Ano passado vi Kristin Scott-Thomas, aos 54 anos, fazer uma menina de 15 - e convencia.

      Excluir
  11. Bicha, a Senhora arrasa... Juliano Cazarré vai substituir Du Moscovis (a partir de abril desse ano)!

    Vi a peça dia desses e concordo que Du não era a melhor escolha, apesar de ter achado muito boa sua atuação.

    Tony, a Premonitória! hahaha

    Você já tinha lido o roteiro da peça antes?

    ResponderExcluir