segunda-feira, 1 de junho de 2015

I DISLIKE ENQUETINHAS

Gentem! Vamos parar de gastar tempo e energia com enquete boba na internet? De que adianta o comercial do Boticário ter mais likes que dislikes no Youtube? O que interessa mesmo é o posicionamento da empresa, que deu um vrááá com classe e elegância numa homofóbica reclamona. Também é completamente irrelevante a pesquisa sobre o conceito de núcleo familiar que está rolando no site da Câmara dos Deputados. Você acha que algum nobre parlamentar vai mudar o voto por causa dela? E já está mais do que claro que os fundamentalistas vão ganhar todas essas enquetinhas. Eles não só são melhor organizados que a bicharada e seus amigos, como também têm profissionais pagos e até robôs votando nessas bobagens. Fora que alguém tem dúvida do resultado, se um plebiscito como o da Irlanda fosse realizado hoje no Brasil? O placar provavelmente seria o oposto, dois a um para o adversário. Então não adianta querermos ganhar no voto, porque o Brasil ainda está na Idade Média. Temos mais é que continuar fazendo campanha todo dia, de todas as formas, principalmente as mais sutis. Sair do armário e se expor, sempre que possível, e conquistar o apoio dos colegas e parentes. A vitória virá, gostem ou não. Não é uma enquetinha fuleira que vai dizer como eu devo viver minha vida.

15 comentários:

  1. Out and proud, alô alô graças a Deus.

    ResponderExcluir
  2. "Sair do armário e se expor, sempre que possível, e conquistar o apoio dos colegas e parentes".
    Tá difícil sair do armário por estas bandas. O céu tá nebuloso com nuvens negras e pesadas. Tá foda. Conquistar apoio da família e dos colegas? Pelo o que eu tenho visto e ouvido a cada vez que alguém conhecido sai do armário, pela reação aos gays que qualquer novela e comercial e pelo apoio aos reaças? Sei não... Quero mudar de planeta. Pode?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oque eu vejo anterior a isto, é que as pessoas heterossexuais nunca se preocuparam com homossexualidade e ter que conviver com a situação dos gays não serem mais invisíveis, lhes tiram da zona de conforto, pois já tem seus problemas, e agora ter que si posicionar em relação a outro, os irritam profundamente. Era mais fácil, viados eram sem vergonhas e mereciam todo desprezo e escarnio. Agora os gays assumem sua condição existencial inata.

      Excluir
    2. Excelente, Anônimo das 22h01.

      Excluir
  3. Tony, vem a calhar esta palestra do TED. É de 2012, mas tá valendo:

    http://www.ted.com/talks/lz_granderson_the_myth_of_the_gay_agenda?language=pt-br

    Abraço!
    Francisco.

    ResponderExcluir
  4. O mio babbino caro
    Eduardo Cunha: “Isso não é pauta de governo, isso é pauta da sociedade”. Alguém tem dúvidas que esse mesmo argumento usado para a proposta de redução da maioridade penal, não será aplicado, por essa serpente, em relação ao conceito de núcleo familiar.

    ResponderExcluir
  5. Mono,kd vc,eu vim aqui só pra te ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô aqui!

      Sou totalmente assumido, perseguido, bem resolvido, falar o que?

      Que acho isso tudo muito surreal? No país onde mais "machos" chupam paus de travestis no mundo?

      Tipo assim, como que uma sociedade dessa citada pelo Anon das 22:01:

      "...e agora ter que si posicionar em relação a outro, os irritam profundamente. Era mais fácil, viados eram sem vergonhas e mereciam todo desprezo e escarnio."

      Era esse mesmo povo que tinha muitos deles chupando tais pintos, e todo mundo se fazia de besta??

      Não dá pra entender! E não entendo como uns Felicianos tem força na mídia... Vivendo nesse mesmo país chupadores de paus de travesti em que eu vivo! E que essas bichas burras também vivem, mas não falam nada!

      Mas, uma coisa! Eu não participo de tudo, porque sou acusado de faze-lo e não faço. Então deixa eu um pouco mais livre pls! Quando bater saudade releia meus posts! hahaha

      Excluir
    2. Nem tanto o Feliciano, mas mais o Bolsanaro e o Silas Malafaia.

      Mas o Feliciano também lógico.

      Excluir
    3. Nossa, desculpa, era só saudade, bj mono.

      Excluir
    4. Nada querido. Voce não sabe da missa um terço que que rola nos bastidores.

      Desanima!

      Excluir
  6. Ótimo texto, Tony. Aqui vai um link de outro texto igualmente ótimo:
    http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/06/01/opiniao-quer-boicotar-empresas-que-apoiam-lgbts-feche-a-conta-no-facebook.htm

    ResponderExcluir
  7. Difícil quando temos celebridades jogando contra, fazendo o trabalho dos nossos inimigos por eles, e desperdiçando a visibilidade que têm pra dizer que não "levantam bandeirinha", convenhamos.

    ResponderExcluir
  8. Mas Tony, está sendo ótimo ver essa virada de "likes". É uma forma "palpável" de que estamos com alguma força. Pulamos de 10.000 pra 140.000 likes, contra 130.000 pra 144.000 dislikes.

    ResponderExcluir
  9. Virou lindamente! Muito bom!

    ResponderExcluir