domingo, 28 de junho de 2015

FALTOU CHAMPIGNON

Wilson Simonal ocupa um lugar bizarro no panteão da música brasileira. Foi maior ídolo do país na virada dos anos 60 para os 70 - maior até que Roberto Carlos, que naquela época vivia a ressaca da Jovem Guarda. Bonitão, seguro de si, esbanjando carisma e ainda com uma voz fenomenal, o cara comandou o Maracanãzinho e fez dueto com Sarah Vaughn. Aí mandou dar um "susto" no contador que suspeitava estar lhe roubando, foi em cana e caiu no ostracismo, incentivado pela esquerda que o acusava injustamente de dedo-duro. Nunca mais se reergueu e morreu, alcoólatra e semi-esquecido, quinze anos atrás. Não é uma história com final feliz, mas rendeu um excelente documentário em 2009 e agora chega aos palcos com o musical "S'imbora". Um espetáculo que, sinto dizer, não faz jus à sua grandeza. Talvez fosse melhor sem uma estrutura linear, pois perde-se muito tempo num desinteressante começo de carreira e termina-se com alegria forçada numa suposta festa no céu, onde Simonal é recebido por seu descobridor, o folclórico Carlos Imperial. Para piorar, assisti à peça com o stand-in no papel principal, e o rapaz não convence totalmente. Nelson Motta deu mais sorte com "Tim Maia", que revelou Tiago Abravanel e cujas músicas se eternizaram nos nossos corações. Não é o caso de Simonal: seus hits hoje soam datados, assim como a gíria que ele usava quando queria dizer veneno, pimenta, sacanagem - "champignon". Pois foi exatamente o que faltou nessa produção quase modesta.

18 comentários:

  1. cara, que pena. eu vi com o 1º ator escaladado e foi fodaaa! a produção é modesta mas o cara dá nome a montagem e homenageia o simonal lindamente. o simonal não é da minha época mas sou fã e até os trejeitos estavam iguais, sem falar da afinação. procura saber mais do ator. mas isso levanta uma lebre que me encuca: os musicais podem mudar o ator sem avisar o público previamente (pq isso é dito 5 segundos antes de começar) e vc é obrigado a assistir? lembro q fui assistir cazuza e foi com o standin. e meu amigo veio do rio pra ver mudança de hábito e aconteceu a mesma coisa. isso é amparado em lei? pode ser uma prática comum mas não acho nada bacana com o público, até pq os musicais da moda estão carésimos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na Broadway, eles avisam na porta antes de vc entrar, e vc pode trocar o ingresso para outro dia.

      Excluir
  2. Tony, vc foi ver Nine no teatro porto seguro? Imperdível. Gostaria de ver sua opinião sobre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou louco para ver, devo comprar ingresso ainda esta semana.

      Excluir
  3. O nome dele foi varrido da música brasileira. Só fui ouvir falar dele no final da adolescência, quando ficou esclarecido que ele nunca foi dedo duro da ditadura.

    ResponderExcluir
  4. O mio babbino caro
    Native Son

    ResponderExcluir
  5. Tony, já viu o bombardeio em cima do Zeca Camargo?

    ResponderExcluir
  6. Só quero ver a defesa tosca que a senhora vai postar pra sua miga Zeca Camargo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tosco é quem não entendeu o que o Zeca quis dizer.

      Daqui a pouco deve subir uma coluna minha falando deste assunto lá no F5. Mandem seus comentários a respeito para lá, OK?

      Excluir
    2. Todo mundo entendeu que, assim como vc, ele não valida (como se coubesse a ele) qualquer música que não toque no Tidal dele, não enxerga valor naquilo que culturalmente ou até por simples prazer não diga nada a ele. Pelo contrário, consegue ver pobreza cultural nisso ou naquilo que abomina ou despreza. Como se gosto fosse toga de juiz. Ainda mais vindo de jornalista. E que se criou falando de música. Não é à toa que hoje a credibilidade dele na tv está pior que os livrinhos de colorir que ele julga a melhor metáfora da decadência da humanidade.

      Excluir
    3. "Todo mundo"? Eu não entendi assim, nem os milhares de internautas que estnao apoiando o Zeca na web.

      E repito: daqui a pouco sai minha coluna sobre o assunto no F5. Mandem seus comentários para lá!

      Excluir
    4. A direção da emissora entendeu, tanto que ele foi obediente pedir desculpas ao enorme público consumidor sertanejo. E ainda se disse mal interpretado. Fala merda e ainda põe a culpa nas pessoas as chamando de burras. Vai vendo o abismo se abrindo.

      Excluir
    5. A emissora não mandou ele falar nada... E ele foi mal interpretado sim, e tem mesmo muita gente burra por aí. Prontofalei. E mandem comentários sobre este assunto para o F5, assim que sair minha coluna!

      Excluir
    6. Tendo ele dito X, Y ou Z, a verdade é que sertanejo é um saco! Odeio esse gênero musical ctrl c ctrl v da música americana e chato pra caramba. Credo! Vão ouvir um samba e uma bossa nova para limpar esses ouvidos.

      Excluir
  7. Tony! Sou seu fã. Leitor assíduo do seu blog. Tão bom poder ler, ler os comentários (que nem sempre são comentários, são notas de repúdio, esses eu pulo)
    Infelizmente você viu a peça sem o Ícaro Silva, que arrasa no papel do Simonal. Arrasa. Mas concordo com a dramaturgia, é fraca, como na maioria dos musicais brasileiros que homenageiam cantores. Sei que tem um Musical inspirado na história do Ayrton Senna. Não imagino o que virá....

    enfim. Vi esse vídeo e resolvi compartilhar com você. Talvez você já tenha visto.
    Um beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que vídeo? Acho que vc esqueceu de incluir o link.

      Excluir
    2. Esqueci!
      https://www.youtube.com/watch?v=KBylQxZMEjE

      Bjo.

      Excluir