quinta-feira, 25 de junho de 2015

DEFINA HÉTERO

A notícia de quea drag queen Léo Áquila considera estar num relacionamento heterossexual me incomodou um tiquinho. Também fiquei incomodado por me incomodar. Vamos por partes. Léo é razoavelmente conhecida: já participou de "A Fazenda" e se candidatou uma pá de vezes a cargos políticos, sem jamais ter sido eleita para nada. Não é operada nem sei se pretende entrar na faca, mas se considera transexual: estas definições agora mudam o tempo todo, então basta alguém dizer que é alguma coisa para sê-la. Você é mulher se acha que é mulher, e eu sou a favor disto. Mas será que sou mesmo? Acho que não, porque fiquei bolado por Léo se dizer hétero. Preconceito dela? Preconceito meu? Mas, se a Caitlyn Jenner se diz lésbica... Também me mordi por ela dizer que quer casar na igreja católica e que até já teria encontrado uma "inclusiva". Oi? Então não é católica, né? Tenho medo que isto sirva de munição ao inimigo, que diz que os gays forçarão a passagem de leis obrigando todas as igrejas a casá-los. Por outro lado, quem é religioso e sempre sonhou se casar de véu e grinalda deve poder realizar este sonho de alguma maneira. E para terminar, chega de tanto rótulo. Cansei.

126 comentários:

  1. Se você cansou, imagine o resto da população.

    ResponderExcluir
  2. Rótulo por rótulo, prefiro embalagens de produto tá mais fácil entender.

    ResponderExcluir
  3. Léo criou polêmica né, de novo.
    Aliás Leonora, pq mudou e portal Uol errou.
    Pronto, mais polêmicas!

    ResponderExcluir
  4. E como cansa!
    Mas, se ela se sente mulher, e vai casar com alguém que se sente homem, ela está num relacionamento hétero mesmo. Hétero=desigual, não-semelhante.
    O resto é problema da Igreja, que, aliás, nunca na História se viu tão cheia de problemas urgentes pra resolver.
    E eu sonho com essa lei que vai obrigar a Igreja a casar qualquer pessoa, independente de identidade sexual, de cor, de credo, de prévio casamento, de tantos dogmas.
    "Se se amam, eu caso". Esse deveria ser o lema de qualquer Igreja.

    ResponderExcluir
  5. Tony, voce precisa urgentemente estudar sobre o tema travesti/transexualidade pra não sair por aí dizendo bobagens. Transexualidade não tem nada a ver com cirurgia de mudança de sexo, Rupaul não é transexual, o correto é A travesti e não O travesti (como você já bateu no peito pra dizer em comentários de um post mais antigo), e por aí vai.... Ah, e antes que eu me esqueça, não adianta nada achar Laverne Cox, Caitlyn Jenner e Jamie Clayton o must, e dar pedrada nas nossas meninas tupiniquins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando foi que eu dei pedrada? Me mostra aí que eu não lembro.

      Excluir
    2. Travesti é a pessoa que passa uma parte do tempo ou passa o seu dia-a-dia como se fossem do sexo oposto, sem necessariamente se identificarem com esse genero oposto. Então um homem pode se vestir de mulher parte do (ou todo o) tempo e ser UMA travesti, e uma mulher pode se vestir e se comportar como homem e ser UM travesti, não???

      Se esses rótulos são tão flexiveis, os artigos que os acompanham não podem ser? Se liga, bixa

      Excluir
    3. Anonimo das 17:56, se você acompanhasse o blog e usasse seus neuronios saberia que o que foi dito ali em cima foi sobre os homens que se vestem de mulher, AS travestis. Se é quase impossível elas serem mencionadas aqui, imagina Os travestis.

      Excluir
    4. Tarvesti quer dizer exatamente isto, vestido de outra coisa. Vem do francês travesti, que é substantivo masculino. E sempre foi substantivo masculino no Brasil, até alguns resolverem que não era mais alguns anos atrás.

      O dicionário Aurélio dá travesti como subst. masc. O Houaiss dá como masc. e fem. Para mim, pessoalmente, me dói no ouvido falar A travesti. Mas isto não quer dizer que eu não aceite a feminilidade delas.

      Excluir
    5. Tony, na poesia portuguesa medieval (quando surgiu o português), são encontrados versos nos quais a mulher é referida como "a senhor". A palavra "senhora" era inconcebível, pois senhor designava o senhor de terras (feudal). Só veio existir o termo senhora séculos mais tarde.

      Até pouco tempo, "homossexualismo" era um termo corrente e utilizado. Passou-se a condená-lo, optando-se pela utilização do termo "homossexualidade". Você sabe bem disso.

      Logo, não venha com justificativas temporais e conservadoras contrárias à utilização do artigo antes de "travesti". É, sim, "a transexual" quando a identidade de gênero da pessoa é feminina e "o transexual" quando a identidade de gênero é masculina. Não se oponha da forma conservadora, baseada em dicionários escritos por pessoas que achavam que homossexualidade é doença (possivelmente) e que viveram em outras épocas. Considere que a língua é mutante, mudando não só termos e surgindo novos, mas também palavras outras (artigos, preposições), ligadas esses termos.

      E cuidado, também, com a etimologia. Muito se diz que "crioulo" vem do francês. Não vem, não, amores. Vem do português "criado", escravo doméstico. Apenas um exemplo de etimologia equivocada. Além disso, não estamos falando francês. Se fosse assim, chamaríamos o mar de "a mar".

      Palavras mudam de significado, também. Logo, esqueça etimologia...porque ela acaba sendo inútil na maior parte das vezes.

      Excluir
    6. Pois é, João, mas acontece que eu achzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

      Desculpe, seu comentário me deu muito sono.

      Excluir
    7. Joao, perfeitos todos os seus comentários, parabéns pela clareza e lucidez! Engraçado que deu sono justamente em quem deveria tirar o máximo proveito deles! Beijos, querido!

      Excluir
    8. Homossexualidade deixou de ser doença em 1992. Usando sua lógica, sendo eu sou mais antigo, "dói" dizer que um homossexual não é doente, certo?

      Excluir
    9. O Tony, volto a dizer somos todos aprendizes. É fato constatadamente que você desconhece este universo, não há problema nisso. Afirmações que ignoram T-Lovers, o doloroso comentário que Ariadna é homem, reafirmar que travesti é bagunça mesmo e etc. Tudo isso para quem está do lado de lá é pedrada sim.

      Excluir
    10. Onde foi que eu disse que Ariadna é homem ou que travesti é bagunça? Parem de por palavras na minha boca.

      Excluir
    11. "somos todos aprendizes" hahahahaha
      Miga entende uma coisa: a Anthony Goes nao e aprendiz de nada! Ela e professora, ela ensina e o q ela fala ta falado, independentemente da opiniao de vcs anonimas deseperadas por atencao.

      Excluir
    12. deu soninho!! kkkkkkkkk
      tony vc e bobo ne te faltou foi argumento, assuma q vc nao leva desaforo de anonimo pra casa e só. o blog e seu! e outra: quem e essa juao na noite? vc continua sendo maravilhosa, independentemente da existencia dela! bjss

      Excluir
    13. O João não é anônimo, é amigo meu.

      Ou era.

      Excluir
    14. Sou amigo do Tony, beijos :*

      Excluir
  6. Pera aí, tem dois pintos ali, será que isso é hétero? Se eu puser uma peruca, viro hétera? Até onde vai a minha experiência de vida, acho que não...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá estudar um pouquinho sobre transgenero antes de falar besteira transfobica. Vive reclamando dos homofobicos ignorantes, ai vem de ignorante pra outra minoria. Ah vah.

      Excluir
    2. Eu sou gay e sei que a suposta igualdade entre os gays não existe mesmo. Entre nós há muito preconceito e na minha opinião o que o Tony postou não é preconceito. É uma reflexão que ele compartilhou, mas nem teve tempo pra pensar porque a patrulha da "igualdade" chegou a jato.

      Excluir
  7. Oi Tony, me incomodou tb. Eu acredito que por mais que você se encaixe em outro gênero, não tem como vc ser heterossexual. A pessoa passa a ser trans e tem que sentir orgulho e amar a sí própria dessa forma. Não seria melhor se declarar simplesmente um casal? Duas pessoas que se amam? Heterossexual realmente é algo que este relacionamento jamais será. O que fica para mim é uma falta de aceitação própria e da sua condição trans. Talvez tenha que se criar uma nova terminologia para esse tipo de união, talvez fosse mais justo para esses casos em que a pessoa não se vê em um relacionamento gay. Para mim, além de um passo atrás para a comunidade revela um preconceito velado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Leonora eh uma mulher. Ela se encaixa no genero feminino. Portanto, casal homem + mulher = hetero.

      Excluir
    2. É isso o que alguns homens mais gostam: uma mulher com pinto.

      Excluir
    3. E não há nada de errado com isso.

      Excluir
  8. Tony, vamos lá:

    a) gênero;
    b) orientação sexual;
    c) identidade de gênero.

    Você é homem (biologicamente), homossexual e tem como identidade de gênero o gênero masculino. Parabéns. Você nasceu homem, considera-se assim e sente afeto e atração por homens.

    Ocorre que nem sempre isso ocorre.

    É perfeitamente possível que uma transexual tenha atração por mulheres. Se falei "uma transexual" quis dizer alguém que nasceu biologicamente com homem e que passou por uma readequação ao sexo feminino. Em outras palavras, nada impede que a Leo Áquila seja heterossexual. É perfeitamente possível.

    Travesti, deixando o francês preconceituoso de lado, é uma pessoa (apesar de essa não ser uma definição pacífica) que se identifica como mulher, tendo nascido biologicamente como homem, mas não fez a cirurgia de readequação sexual. Apenas isso. É uma figura próxima da transexual, sendo que muitas pessoas não distinguem a travesti da transexual por conta da auto-identificação com o gênero feminino.

    Essa é a beleza da humanidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. zzzzzzzzzzroincroinc

      E tudo isso porque eu falo O travesti, sem nenhum juízo de valor.

      Excluir
    2. Para você pode não ter,mas muita gente usa o artigo "o" com um fundo de discriminação. Assim como muita gente usa "homossexualismo" sem qualquer intenção de ofender e muitas outras pessoas usam o mesmo termo com intenção de ofender. Tá dando fogo para o inimigo e não percebeu.

      Excluir
  9. Tony, você precisa saber a diferença de orientação sexual e identidade de gênero. Duas coisinhas tão primárias, aparentemente bobinhas, mas que trazem incômodos e preconceitos como o seu... Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Orientação sexual: COM quem você vai para a cama.

      Identidade de gênero: COMO quem você vai para a cama.

      bjs

      Excluir
    2. Tira o "cama" do segundo... que não tem NADA A VER!
      Beijo.

      Excluir
    3. Essa é uma tradução livre de uma expressão que soa melhor em inglês e tem sido usada, inclusive por muitos trans, para explicar a diferença de modo rápido e simples:

      Sexual orientation is who you go to bed WITH
      Genre identity is who you go to bed AS

      E concordo que vc pode ser até trans E assexuado, mas cama tem MUITO a ver, sim.

      Excluir
    4. Fique com sua ignorância... Que pena que não está disposto a aprender e fez um post tão lamentável...

      Excluir
    5. Não estou disposto a aprender? Questiono a mim mesmo no post, aceito todos os comentários e não estou diposto?

      Excluir
    6. A teoria queer não é uma verdade absoluta, ela permite o debate, mas vocês não estão discutindo idéias. Estão de modo irritante tentando ser os donos da verdade. O que importa são as pessoas concretas, todos esses rótulos são construções sociais. Vocês poderiam ser menos agressivos

      Excluir
    7. O João hoje está competindo em chatice com o Bruno, pau no cu dessas bichas que fazem o rascunho da bíblia nos comentários, trans é diferente sim, não é pq é gay pq tem que gostar, respeito sempre, agora notar gay,trans......tudo no mesmo balaio?sou gay, homem,peludo,voz grossa, detesto Maddona, Rihana, gosto da minha identidade, e daí?sou menos gay que uma trans?

      Excluir
    8. Novamente, acho que você não entendeu. Se você é homem biologicamente, aceita esse fato, e é gay, isso significa que você é um homem gay. Agora, se uma transexual é um homem biológico que se identifica como mulher, e gosta de homens, não tem nada de homossexualidade aí. Há heterossexualidade. Ponto.

      Ah, sou ativo. Não acho pau no cu algo agradável...mas poderia achar. Você acha que pau no cu é xingamento? Poxa, que pena.

      Excluir
    9. Ui, a Joanelha é ativa: dá primeiro.

      Excluir
    10. Gent, tô adorando os coments desse post! Ta melhor que a postagem em si. Bjão!

      Excluir
  10. Só faltou escrever que Deus fez macho e fêmea, o resto não existe! Beijos, que não volto mais aqui tão cedo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que role um pedido de desculpa. Se achar progressivo, que apoia as trans e debochar da ignorancia dos homofobicos pra vir aqui e duvidar que uma transgenero eh uma mulher? Por favor.

      Excluir
    2. Vai procurar xana, Eduardo.

      Excluir
  11. Acho que é preconceito seu. Transgenero não tem haver com orgão sexual que nasceu. E sim com identidade de genero. Leonora eh uma mulher trans sim. Quando uma mulher e um homem ficam juntos eh um casal hetero.

    Quanto a igreja, todas são livres pra casarem ou não casarem quem quer que sejam.

    ResponderExcluir
  12. e aquele da foto é o homem do relacionamento hetero? :O

    ResponderExcluir
  13. Ah Tony, não queria te chamar de Bibi Ferreira ou Ziraldo, mas não tem como te defender, miga! Faça um update e manda um putaquepariu para "aquela velha opinião formada sobre tudo". Do contrário, acabarás como uma Bicha Bolsonariana Republicana Direitista e nós não merecemos que sejas assim, pois precisamos das informações culturais do teu blog!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês leram o post direitinho? Eu questiono se é preconceito meu ou dela.

      Será que a Leo não está querendo se conformar ao padrão de heteronormatividade vigente? Vejam bem, eu não estou DIZENDO que está: estou PERGUNTANDO. Perguntar não ofende.

      E eu me pergunto porque não me incomodo com Caitlyn Jenner se dizer lésbica, mas me incomodo UM TIQUINHO (esta palavra está no post, vejam lá) com Léo Aquila se dizendo hétero. Acho que por causa do que eu falei no pareagrafo acima.

      Mas no final, tudo isso é uma grande bobagem. Hétero, gay, bi, trans, nada disso importa. Importa transar e casar com quem você quiser, ponto.

      Excluir
    2. O proprio fato de você estar querendo duvidar que ela é uma mulher já demonstra seu preconceito.

      Não vejo outro motivo pra questionar o relacionamento heterosexual (homem + mulher) dela. Deu a entender que você está incomodado dela se considerar uma mulher tanto quanto as outras mulheres cis.

      Excluir
    3. Não, Eduardo, eu me incomodei com o fato dela parecer querer aderir à heteronormatividade. "Sou hétero! Vou casar na igreja! Sou normal!" Foi isto que soou aos meus ouvidos. E me incomodou, um tiquinho, como eu disse no texto. Não estou duvidando da feminilidade dela. Estou duvidando da vontade dela de mudar o mundo para valer. Mas posso estar errado: é só uma dúvida.

      Excluir
  14. "Que linda a transição do Bruce Jenner, gente!"
    "A cena da orgia com a trans em Sense8 foi uma das melhores do ano!"
    "Laverne Cox é a trans mais badalada do momento, um luxo!"
    "Leo Aquila se diz em relacionamento hetero. Sério isso? Cansei!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não cansei da Léo Aquila. Cansei da necessidade de pormos rótulo em tudo.

      Tá difícil ler e interpretar texto, né?

      Talvez este blog tenha que ter menos palavras e mais imagens, quem sabe para colorir.

      Excluir
    2. Hetero = Homem + Mulher.

      Mulheres trans não são mulheres?

      Excluir
    3. Olha a necessidade de por rótulo aí, gente!

      Excluir
  15. Se Leo Aquila que é branca, hetera, loira e magra é pintada assim aqui no blog, o que esperarmos das Veronicas Bolina e Lauras Vermont da vida... Shame on you, Tony Goes!

    ResponderExcluir
  16. O garoto com olhos de Cinderela25 de junho de 2015 20:09

    O que mais me incomodou no post, foi chamar a Léo de drag.
    Pra mim, a léo é transexual.
    However, acho que é um relacionamento hétero sim, já que é entre um homem e uma mulher

    ResponderExcluir
  17. Léo (agora Leonora) se apresentava como drag até outro dia. É difícil acompanhar a velocidade com que a nomenclatura está mudando. Eu não quis ofender ninguém, nem questionar a feminilidade de quem quer que seja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tony, não é tão difícil de entender. Drag queen é homem que faz performances vestido de mulher. Apenas. Continua se identificando como homem. Leo já colocou até silicone e participou o tempo todo na fazenda como mulher. Drag não faz isso. Ela começou como drag e foi se assumindo como mulher trans. Isso também aconteceu com a Nany People e algumas participantes de RuPaul's Drag Race. Se ela é uma mulher e o namorado é um homem, então são heterossexuais sim.

      Excluir
    2. A Nany People???? Com quem eu acabei de trabalhar por três meses e com quem bati altos papos??? Cêjuuuura???

      Excluir
    3. Bem lembrado, na fazenda ela disse no primeiro dia que pofiam trata - lá como homem ou mulher que ela não se importava. Nos relacionamentos anteriores ela sempre disse estar em um casamento gay, e tempo atrás se dia dizia um homem gay que dazia show de drag, casado com outro homem. Enfim, pelo que vi na fazenda e em várias entrevistas ela não parece ser o tipo de pessoa que gostaria que de conviver, não gosto da pessoa dela nem das suas performances, acho que ela só quer aparecer na mídia causando com essa declaração polêmica.

      Excluir
  18. Parece que o jogo virou, não é mesmo Tony Goes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que jogo? Não estou jogando com ninguém.

      Excluir
    2. Morrendo de rir aqui HAHAHA.
      Aposto que daqui uns anos a tecnologia, a sociedade e a linguagem vão mudar tão velozmente que pessoas com mais de 10 anos de diferença de idade serão absolutamente incapazes de se comunicar.

      Excluir
    3. HAHAHAHAHAHAHA

      Tony, é um meme (?):

      https://twitter.com/kristyellen2/status/505448218730430464

      Excluir
  19. De uma maneira inversa, foi o que me incomodou (também fiquei incomodado por me incomodar) no filme "O círculo".
    Lá eles mostram um homem se relacionando com um travesti, como representação da homossexualidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eh questão de legenda. No original eh crossdresser.

      Excluir
  20. Puta que o pariu, eu não escreve bem, isso é fato....mas fico chocado com a falta de interpretação de texto desse povo, meus SAIS...o que o Tony fez foi questionar e levantar varias questões, mas em nenhum momento ele falou em certo ou errado...tantos assuntos que poderiam ser discutidos ( ela dizer que quer se casar na igreja vestida de noiva, dando munição para o inimigo e o questionamento se a relação é hetero ou nao, mas em nenhum momento vi criticas, apenas questionamentos) E tudo virou apenas um blablablabá por causa de um artigo ( o travesti ou a travesti) O autor do blog é gay e vive defendendo a causa, mas por usou um artigo errado LEVOU PEDRADA...usem a forca para os inimigos e coisas mais serias e outra questão que levanto, muitas vezes como se fala (jeito e entonação)e quem esta falando..ex, eu sou gay e digo oi trava ,ou bil , oi passiva... (esperando pedradas) DETALHE- o namorado do leo ou leonora não ó hetero nem aqui nem na china (e não é pq ela é trans e sim pq esta na cara dele que ele é gay, gente olhem o face dele..biba...biba..biba...

    ResponderExcluir
  21. Respostas
    1. Está desinformado, querido. Já tem um tempo que Leo se assumiu como transexual.

      Excluir
    2. Vamos combinar que ela não é exatamente uma pessoa fascinante, que mereça muita atenção..

      Excluir
    3. Eu nunca gostei dela, tudo que ela fala parece ser falso pra se promover na mídia.

      Excluir
  22. Acho que existe uma complicação e uma não interpretação correta. O que li ela falando é realacionamento heterossexual: "Léo Áquilla e noivo vão se casar na igreja: "Somos um casal heterossexual"". Ela não errou, se ela se considera mulher e msm travesti sem operar ela é diferente (hetero) do marido dela (são um casal de sexos mentais opostos - heterossexual). Mesmo ela sendo uma pessoa LGBT (T no caso), ela está num relacionamento com um homem que deve se considerar hetero (Ela travesti/transex ele homem ht, pessoas diferentes, casal hetero). Se fosse ela e uma mulher (iguais=homo).

    ResponderExcluir
  23. o garoto com olhos de Cinderela25 de junho de 2015 21:59

    Tony, a verdade é que vivemos em um confuso. Toda hora algo muda,.e.nem sempre é.pra melhor.
    Se eu não me engano já há mais de 15 tipos de sexualidades, qual é a necessidade disso?
    Enfim, parece loucura, mas na década de noventa.o debate sobre esses assuntos eram melhores que os de hoje.

    ResponderExcluir
  24. O que me incomoda é ela falar que esta num relac. hetero como se isso fosse uma grande qualidade. Sugerindo menosprezo á transsexualidade e homossexualidade. Como uma tentativa patética de se adaptar a heteronormativdade.

    ResponderExcluir
  25. Uma coisa nesse tema me intriga: o Estado já fornece registro com o nome do gênero que a pessoa trans se identifica. Daí, eu suponho, que está lá (por exemplo), Leonora Áquila, sexo feminino.
    Vcs não acham isso uma certa enganação?
    Por exemplo, se a trans resolve casar com um homem heterossexual sem contar que sua biologia original era masculina.
    Não estou querendo inventar polêmica ou invalidar as necessidades e conquistas das pessoas trans, mas é algo que não tenho uma ideia formada.

    ResponderExcluir
  26. Tony,passei o dia inteiro querendo te escrever sobre a Léo, só pode ter bebido água de chuca essa bicha, na Fazenda ela se dizia espírita,até exaltou a tolerância da Record, claro que não ficou quando venceu o contrato, pq raios ela quer se casar na igreja?To achando essa bee um lobo na pele de cordeiro, dá o edy igual todas as amigas e quer pagar de hetera?assim não dá, não é mono?

    ResponderExcluir
  27. Tony, vc está sendo a Geni do dia, a patrulha tá afiada, se fosse vc filtrava mais os comentários, essa viadada tá muito melindrada, pq a gente não vê nas ruas, nas buatchs ,nos grindrs o mesmo amor com as trans?cambada de pau no cu.

    ResponderExcluir
  28. Gayzismo de c* é rola!

    E não é que a SS gay resolveu emparedar o Tony por ele divergir (um pouco!) da ideologia vigente? E haja candidato a Joseph Goebbels querendo controlar a opinião alheia. Affffeeeeee!!! Ideologias, sejam de gênero ou de raça, PODEM ser muito perigosas, amiguinhos!

    Enfim, tamanha violência contra quem simplesmente OUSA questionar um dos mandamentos da 'profeta' Judith Butler é simplesmente de arrepiar a espinha!

    ResponderExcluir
  29. Gente, acho que numa discussão não devemos atacar um amigo ou colega ("argumentum ad hominem").

    Temos de discutir o assunto.

    Por isso, peço aqui desculpas, em público, ao Tony pelo meu tom professoral e arrogante. Continuo achando que a língua muda e mudanças devem ser legitimadas (essa foi a minha crítica acima). Mas acho que errei no tom.

    Tony é uma pessoa importante na luta pela causa LGBT e jamais poderia ser considerado alguém homofóbico, transfóbico, heterofóbico, o qualquer outro ____ (fill in the gap)-fóbico.

    É o que tenho a dizer, queridos. Vamos criticar, mas mantendo o respeito e a civilidade.

    Beijos,
    João

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bravo!!! ate que enfim se tocou...

      Excluir
    2. João, na boa mas seu tom sempre é professoral e arrogante. Pense um pouco no fato de vc só resolver se desculpar qdo o alvo de sua prepotência foi o Tony Goes. Só um toque.

      Excluir
  30. Basicamente a discussão do Blog está num nível bem invasivo, "Afinal, ter uma genitália masculina com a identidade de gênero feminina faz da pessoa o que?" não que a figura e questão seja respeitável
    Problemão é ela dizer que é heterossexual, vira-latismo brasileiro, falta de auto estima nacional abandonando a tal causa que ela supostamente lutava e que durante muito tempo se promoveu em cima com o pior nível de tentativas e chegar ao estrelato em participações em Reality e incansáveis e chatíssimas participações no SuperPop, rotulo é necessário desde quando a gente vai consumir um vidro de ketchup até se a cabeleira do Zezé faz dele Bixa, não faz diferença na vida de ninguém uma declaração desse SubEstrume, O/A Leo pode voltar a se prostituir a vontade, nunca mencionado pelo blogueiro autor, mas a Luiza Marilac dos "Bons Drink" conseguiu um emprego, saiu da favela, largou a prostituição, talvez pelo suprassumo da elite gay pseudo-intelectualizada, legal compartilhar o que a tal diva do Eurovision faz, mas uma traveca que largou a esquina não é algo glamouroso pra se postar pra ter repetição de inúmeros baba ovos, falta dar close nas trava que estão largando a prostituição

    Não que eu concorde com o Clodovil, mas Casamento é sim uma instituição formada tempos atras pra manter a linhagem sanguínea e as posses,formada por homem e mulher, com o tempo foi se criando essa coisa da publicidade de amorzinho, a ascenção da sexualidade vendida em vários tipos de mídia, Romeu e Julieta é ótimo pro conhecimento sobre isso, com o tempo (como a língua portuguesa, citada acima) as coisas vão se moldando e chegamos aos dias atuais, Casamento é sim pra formar novas gerações daquela mesma combinação de genes de dois do sexo oposto e sempre será, verdades da vida animal, agora falar em casamento civil homossexual é outra coisa, novamente uma proteção judicial sobre as posses do casal, pode ter amor no meio, mas ainda sim parte da duvida do outro sobre fidelidade, Os Gays não tem que se casar "Sob os olhos de Deus" isso é se submeter ao sistema arcaico heterossexual, nos somos Aquarianos a nova espécie social, a sociedade está se moldando, Saturno está voltando, todo mundo está morrendo, Um Alexandre Herchcovitch se casar com Fabio Souza é uma coisa, eles são ricos e precisam de garantias, agora comparar um travesti decadente por atenção da mídia com toda uma discussão que na pratica seria seria no mínimo é estupidez de quem escreve e principalmente de quem lê, e eu novamente perdi um tempão escrevendo algo que ninguém está nem ai

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei o que vc escreveu, Carlos, a assino embaixo. Mas que essa patrulha é chata pra caralho, gente que não transa...Leave Tony alone!

      Excluir
    2. Qual é o problema de alguém se prostituir? Não tem pseudointelectualide nenhuma. Tem ignorância da sua parte. E eita texto verborrágico...

      Excluir
  31. Identidade de gênero não tem nada a ver com orientação sexual... E vc não precisa passar por uma cirurgia pra ser uma mulher, isso é algo muito complexo mesmo, tá na cabeça de cada um. A Leo se diz "hétero" porque agora resolveu se considerar uma mulher (todo ano ela muda de ideia, não sabe se é drag, travesti, amapô ou Tammy Gretchen, rs) e ela não precisa "entrar na faca" pra se considerar uma. Aliás, li uma vez que ela até tentou fazer a cirurgia e foi reprovada no teste psicológico, obrigatório nesse processo de "redesignação". Mas vamos considerar casos, digamos, mais sérios, como o ex-padrasto da mulher do tal Kanye West. Ela se considera lésbica porque se relaciona com mulheres... E mulher que sente atração por mulher é...? O passado num importa, se algum dia ela foi boy magya ou não, agora ela assumiu sua identidade de gênero e ponto (fui beeem didático, rs). De qualquer forma, nesse caso serve aquela máxima de que existem sete bilhões de sexualidades diferentes no mundo, não dá pra ser cartesiano nessas questões, não se trata de uma ciência exata, aqui 2 + 2 é sim igual a 5, etc. Enfim, bee, não tente definir o indefinível. Agora, sobre o fato da Leo querer fazer a Preta Gil na Santa Sé, não vamos esquecer que a bonyta adooora botar a cara no sol e no TV FAMA, nééé? Mas que ela seja feliz e que o seu amor seja eterno enquanto duro, seja lá quem for endurecer entre ela e o marido, rs.

    ResponderExcluir
  32. Prosseguem as variações sobre o nada e a falta do que fazer.

    ResponderExcluir
  33. Gostei muito da sugestão de postar imagens para colorir. Por favor, Tony, faça isso urgentemente. Aliás, é tendência.

    ResponderExcluir
  34. Todo mundo tem direito de casar na religião que quiser, desde que respeite a doutrina daqueles que inventaram ela, ou monte a sua própria e case nela!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou inventar uma religião/igreja que não aceite casar brancos com negros, tudo bem pra vc e pra sociedade? Tbm não vou permitir pobre com rico, nordestino com gente do sul, e jamais aceitarei casamentos de brasileiros com latino americanos, somente com europeus! Pode ser? Tá de boa?

      Excluir
    2. Casar em uma religião que não aceita sua conduta é tolice ou síndrome da mulher que apanha do marido mas ainda continua casada com o criminoso. Se a religião não te aceita ela que não digna de você! Não é uma questão étnica/racial/regional é só uma religião que não aceita um comportamento.

      Excluir
    3. E vc não respondeu o que perguntei.

      Excluir
    4. Será que é por que sua pergunta não tem o menor sentido quando o problema é casamento GAY em igreja e não o apartheid?

      Excluir
  35. O mio babbino caro
    Somente eu não me canso eheh. Poderia ser mais complicado, poderia ser o Léo das Mercenárias, reeditando sua história... oque seria mais simples...Há igreja Católica, não Romana. Talvez isso seja a diversidade. Quanto a munição ao inimigo, qualquer posicionamento nosso será usado como munição, afinal hipocritamente estão combatendo a ditadura gay.

    ResponderExcluir
  36. Tony, bom dia. Pelo que sei a utilização do termo católico não é privilégio e exclusividade da Igreja com sede em Roma, a Igreja Católica Romana. Católico Vem do grego "katholikos", que quer dizer, para todos ou universal. A Igreja Anglicana tb se considera CATÒLICA, os evangélicos se consideram Católicos Apostólicos Cristãos. Então não há nenhuma incongruência, a meu ver, em ser católico inclusivo. Cristo não é propriedade de ninguém. O problema é que algumas igrejas acham que Cristo é só delas, assim como Deus e a Bíblia! abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei disso, HHP. Há anos que existe uma certa Igreja Católica APostólica Brasileira, que faz casamentos de pessoas divorciadas. Talvez seja lá que a Leonora vá casar, talvez seja em outra. Mas quando se fala "católica", assim sem mais nem menos, está se referindo à igreja de Roma, a do papa.

      Excluir
  37. Hahahahahahahaha Antonyeta quase sendo giilhotinada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      kkkkkkkkkk

      krl, sem sombra de dúvidas esses coments tão melhores que o post. Tony, faça mais posts controversos como esse.FikDik
      Acho que em breve você vai ser destaque na página de feicetruki da(do, dx, de, foda-se) Léo e essa postagem vai bombar mais ainda (de haterz, claro) E ah, concordo com tudo você falou no post. Bjs...

      ...lá

      Excluir
  38. esclarecendo, Léo está em um relacionamento transsexual, entre uma mulher trans e um homem.
    Tentar dizer que ela vive um relacionamento heterossexual tradicional e por isso pode se casar na igreja é tentar dizer que ela não pertence mais a comunidade LGBT, que a promoveu mesmo sem ela ter talento e carisma como a Nany ou a Silvety.

    ResponderExcluir
  39. Será que Leo, Leonora, Leobiba, Leonina Lokka estaria confusa depois de tanto de montar, se jogar, querer estar e não ter podido?
    Algum truque para ser notada?
    OOOOHHHHHH! Quanta importância isso tem nas nossas vidas, né? HAHAHAHA!
    Vão caçar serviço!

    ResponderExcluir
  40. Vamos parar de discutir sobre isso ou aquilo de Leonora, o seu pipi mixuruca, seu nome, sua pepeca inexistente, essa mania de 1000 nomes e derivações e para tudo que envolve LGBT + XPTYZ.
    TUDO que colocam ou queiram esclarecer sobre essas condições, condicionamentos, aonde se enquadram ou não, etc, é motivo de melindres e bate bocas ridículos entre os bichas e afins.
    Vão dar um jeito na Dilma e sua corja de ladrões! Olha o custo de vida, a inflação, as demições essa crise do caralho comendo o Brasil e as lesadas ainda com: "ai ele é assim ou assada? Perereca é is the new black, pipi is out"! HAHAHAHAHAHA!
    Faz-me rir, Josefina!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oops, obrigado. DemiSSões, rs...

      Excluir
  41. zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

    ResponderExcluir
  42. Povo patrulhador enjoado do caralho. TG apenas formulou abertamente questionamentos. Não ofendeu ninguém, não cagou pela boca nem precisa de imbecis juvenis cheios de certezas, prontos a corrigir todo mundo. Vão faxinar o quarto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assino embaixo!
      Bj, Nelson

      Excluir
    2. Pra vc só servem os comentários que endossam o que o autor escreveu no post? Não aprendeu nada também, hein lindona?

      Excluir
    3. Anônimo das 07h40 - Pra mim não servem os que deturpam o que o autor escreveu, o patrulhamento mimimi insano, os que não conseguem interpretar um simples post de blog, os que se escondem atrás do anonimato covarde e os que projetam nos outros sua própria feminilidade reprimida, achando, portanto, que isso ofende.

      Voltamos a nos falar quando você crescer e sentir vergonha dessa fase em que acha que tem tanto a ensinar a todo mundo.

      Excluir
    4. Nelson, você é insuportável, sério mesmo. É o típico brasileiro sem qualquer senso do que são libertarianismo, liberalismo e conservadorismo, provavelmente leitor de Constantino e outros péssimos colunistas da direita brasileira, e que acha que qualquer crítica parte de uma ultra-esquerda-radical. Menos. Sou social democrata e acho que o Tony cometeu, sim, alguns erros, tendo eu apenas pedido desculpas pela forma como falei.

      Sejamos pragmáticos: a questão T é a nova onda da vez e é uma questão polêmica. Logo, é esperado que o debate em torno da questão T torne os ânimos agitados.

      Fora isso, viva o free speech. Concordar, discordar, etc. Seu discurso pseudoliberal é um saco, porque esquece justamente desse aspecto ínsito ao liberalismo que é a liberdade de expressão. Deixe-nos discordar e vê se não enche o saco. Seu discurso engessa o debate, já que se ninguém criticar o Tony (que é o que você propõe), todos têm de concordar com ele. Menos, Nelson.

      Excluir
    5. João, você e muitos outros simplesmente não entenderam o que eu escrevi. Pode ser falta de clareza minha, pode ser falta de discernimento de vocês. Estou pensando seriamente em reescrever este post de maneira mais mastigadinha, talvez até com imagens para colorir.

      Excluir
    6. Querido Tony muitos entenderam sim, oque você escreveu. Enviei citações onde seus comentários sobre a questão T criaram esse mesmo desconforto, e poderia ilustrar essa sua dificuldade, e simplesmente não foram publicadas. Não havia maldade, apenas o propósito de enriquecer o debate.

      Excluir
    7. Querido anônimo, havia maldade sim, porque as citações estavam fora de contexto. Algumas eram para ser engraçadas (não estou dizendo que foram), outras simplesmente eram a ponta de um iceberg muito maior. Não publiquei aqui porque tomei como desaforo, ainda mais vindo de um anônimo. Mas quem quiser muuuuuito, pode dar uma busca na ferramenta aí ao lado e continuar me chochando.

      Eu não escrevo blog para me aborrecer, se é que vcs me entendem.

      Excluir
    8. João, vai procurar uma rola.

      Excluir
    9. Tony, quem se expõe publicamente está sujeito a críticas. E assim gira o mundo. Eu não gostei do seu texto e continuo não gostando dele. Apenas quis exprimir isso. Pedi desculpas quanto à forma de falar (professoral, etc), mas não quanto à crítica em si. Criticar faz parte e justamente este foi um dos seus posts com o maior número de comentários. Acho que você deve se orgulhar disso, uma vez que seu texto provocou uma discussão super necessária sobre identidade de gênero e policiamento ideológico. Beijos, João :*

      Nelsonzznznznznzzzzzzzroinc...

      Excluir
  43. Sinto, ter sido mal interpretado, reafirmo minha admiração pela sua pessoa, e espero que continuemos com entusiasmo essa jornada que você nos proporciona.

    ResponderExcluir
  44. um gay que diz não conseguir aceitar chamar A travesti
    deve ser sonso pois todos sabem que quando usam ''o'' ou chamam travevo isso incomoda a travesti, se os gays passassem por situação constrangedora ao apresentar RG ou se sempre fossem visto como prostituta e marginal talvez eles se importassem
    mas eles estão na crista da onda nas novelas,podem andar de mãos dadas no supermercado... enfim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não consigo porque fui educado na norma culta. Travesti sempre foi substantivo masculino. Mas isto não quer dizer que eu negue a feminilidade de quem quer que seja.

      E acho mais que eles/elas precisam parar de se incomodar com essas bobagens. Muitos gays não ligam mais de serem chamados de bicha, viado ou seja lá o que for. Eu não me incomodo, por exemplo. Se a gente assume o nome, ele deixa de ser pejorativo. Fora que quase não há mais travestis: hoje em dia só há transexuais. Nada contra, veja, bem. Cada um é o que quiser ser.

      Excluir
  45. Meu .... vamos cuidar menos e se preocupar cuidar de crianças carentes de mendigos de cães de rua......pq da minha transexualidade eu cuida.....vai fazer uma boa ação meu querido.....

    ResponderExcluir
  46. No caso do Léo Aquilla ou da Leonora, tem muito haver em gerar polemica torno da si , para manter-se no patamar de subcelebridades, um tal de poe peito , tira peito, isso e aquilo . alem de seguir um certo modismo, uma certa glamorização da transexualidade>. Fui do movimento GLS , quando as siglas eram essas mesmas G de gay: toda pessoa do sexo biologico masculino homossexual(dai entrada toda a categoria, bicha, barbie, travesti etc...) L de lesbica toda a pessoa do sexo biologico feminino homossexual, S de simpatizante masculino ou feminino, Depois entrou a Letra B para os bissexual pessoas do sexo masculino ou feminino que transam com pessoas do sexo masculino ou feminino, mais tarde a letra T de travestis , que embora fossem pessoas do sexo masculino homossexual , tinham as caracteristicas do genero feminino,com algumas interveções esteticas ou cirguricas no corpo. portanto não se encaixavam no termo homem homossexual, bom dai veio a outra letra T, de transexssual, pessoas homossexuais que adequam seu corpo biologico para o gênero oposto, (e algumas intervençoes cirurgicas) bem depois apareceu o termo trans binário, o que não tem o gênero definido, biologicamente e psicologicamente (sem nenhuma intervenção ), e ainda o raro ( não tão raro assim já tem bee se auto proclamando) Hermafrodita pessoas com o sexo biologico indefinido......confunso né ......

    ResponderExcluir
  47. Tá faltando uma pessoa trans se manifestar aqui... Pq né? O protagonismo nesta discussão deveria ser delas.

    ResponderExcluir
  48. que ela seja feliz, mas não me venha falar que é hetero é um namoro homoafetivo, entre dois homens, um homem e outro homem, que virou travesti, então definindo-se um namoro homoafetivo, com afeição do mesmo sexo, aliás ela não tirou a piroca, mas e tampouco pode-se dizer TRANSEXUAL, transexual é a pessoa que tirou o penis e virou 100% mulher, ela é uma travesti, bem feminina mesmo, bonita, mas não é um transex e jamais um hetero.
    definição:
    travesti, homoafeativa, que é casada agora.

    ResponderExcluir