quarta-feira, 13 de maio de 2015

VEM NI MIM QUE EU TÔ FACHIN

Não é fácil a vida de candidato de vaga no Supremo. Ainda mais quando o governo está meio jonjo, sem força para impor qualquer nome ao Congresso. Tem até nego dizendo que Luiz Fachin seria um boi de piranha, lançado por Dilma para ser destroçado. Ela então apontaria um nome mais ao seu gosto, então com menos risco de rejeição. Duvideo-dó: a presidenta não tem essa sagacidade política, e Fachin tem tudo para ser mais um juiz amigão que o PT precisa no STF. Por isto mesmo ele penou 12 horas de sabatina na CCJ da Câmara, depois de - fato inédito - ter lançado vídeos nas redes sociais rechaçando acusações absurdas, como a de que seria a favor da poligamia. É neste nível a que chegou nosso debate político? O paranaense ainda meteu pés pelas mãos ao dizer que "não se deve homossexualizar a heterossexualidade", o que não significa absolutamente xongas, mas Marta Suplicy garante que ele é pró-LGBT. Então tá, né?

18 comentários:

  1. Gato, acredito que você quis dizer que o governo está em jogo, não em "jonjo", como está descrito no seu texto. Se puder, corrija.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O governo não está EM jonjo. Está MEIO jonjo - zonzo, tonto, murcho, atordoado.

      Excluir
  2. Adoro seus trocadilhos infames... Heheheehhe

    ResponderExcluir
  3. Eu sou a favor da poligamia! Taí mais um absurdo das leis brasileiras.

    ResponderExcluir
  4. Dilma não pensa, nisso vc acertou Tony!
    Qto à poligamia, alguém aí é contra??? Numa sociedade que se diz laica, como justificar que a lei me impõe que eu devo me relacionar com uma só pessoa por vez? Isso não quer dizer que eu sou obrigado a ser poligâmico, mas a lei tem que resguardar os direitos(herança p.ex) de quem opta por ser.
    E, independente do que diz a lei, poligamia é um fato social, e nem sempre uma relação poligâmica é só a "perversão" ou a "safadeza" que os religiosos acusam. Muitas vezes é só afeto mesmo.
    E mesmo que fosse só safadeza... quem tem autoridade pra julgar qual safadeza podemos fazer e qual não podemos?
    E quem não gosta de safadeza que jogue a primeira pedra...

    ResponderExcluir
  5. O sabatinado é gaúcho, não paranaense.

    ResponderExcluir
  6. Na verdade foi o contrário, Tony. Ele disse que não se deve heterossexualizar a homossexualidade. Ou, melhor explicado por ele mesmo, "o casamento foi um instituto que foi pensado e historicamente levado efeito para a heterossexualidade".

    ResponderExcluir
  7. Gente, aquilo é um teatro. Ele vai dizer qualquer coisa para ser aprovado. Depois, são outros 500. Até que ele foi bem murilo e enigmático nas respostas, uma coisa meio caetanovelósica.
    E o debate chegar na opinião dele sobre poligamia... pffff. Parece aquele dia que fuzilaram o Cid Gomes pelo que ele disse, mas pode não ter dito numa reunião informal que alguém ficou sabendo.... E é completamente irrelevante.

    ResponderExcluir
  8. Monotemática, o Fachin é maçom?
    Bjs Tonyh!!!!! A

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tonyh!!!!! A" hehehehehehehehehehehe. Gotta love you.

      Excluir
    2. Sim, Nelson, sou eu!!Tonyh!!!!A
      Bjs

      Excluir
    3. Tem cara de chupador.

      Então, acho que sim!

      Excluir
    4. Mono e Nelson, passei pra deixar um beijo.
      Tonny!!!!A

      Excluir
  9. Falando de uma perspectiva mais acadêmica, quem no STF hoje escreve sobre direito, que a gente lê quando está na faculdade ou nos sites especializados (independente da gente gostar ou não do que eles escrevem)? Carmen Lúcia, Luís Barroso, Teori Zavaski, Gilmar Mendes, Fux e Celso de Mello. Dos outros nunca li nada. Também nunca vi nada do Joaquim Barbosa, e olha que eu fiz mestrado na UERJ, onde ele é/era professor. O Fachin é desses que escreve e a gente lê alguma coisa – e acho que isso se reflete no fato de ele ter apoiadores no governo e na oposição. Não que o STF deva ser um mundo acadêmico, mas acho que tem que ter gente que pensa o direito, que se abre ao debate com outros autores. Esse lance da sabatina tem sido mais exigente nos últimos tempos, o que é bom, pois o Senado não pode ser só o chancelador da Presidência, mas é curioso pensar que há não muito tempo, gente sem tradição alguma no direito como Nelson Jobim ou Maurício Corrêa não passaram metade desse perrengue. Se o objetivo é só fazer fricote com o governo então, dá vontade de desistir de tudo.

    ResponderExcluir
  10. Malafaia esta contra ele. Entao, eu estou a favor!

    ResponderExcluir
  11. Nos EUA, cada juiz da suprema corte tem partido declarado. Qual é o problema de ele ser petista?

    ResponderExcluir
  12. Joaquim Barbosa, o paladino da direita brasileira e amigão do Luciano Huck, foi indicado por Lula. Então, como fica esta sua análise, Tony? Se todos os indicados pelo PT são petistas, pq cargas d'água eles colocaram o Dirceu e Genoíno na prisão? Agora fale do Gilmar Mendes, que foi indicado pelo PSDB... fale como é o caráter dele... fale quem ele já soltou... Daniel Dantas, Abdelmassih e tantos outros bandidões... Odeio o Tony ficar pegando seletivamente no pé do PT... O Beto Richa faz o que faz e o Tony dá uma notinha....

    ResponderExcluir