sábado, 16 de maio de 2015

HIBERNAÇÃO

"Winter Sleep" foi Palma de Ouro em Cannes no ano passado, mas demorou tanto para estrear por aqui que já está rolando outra edição do festival. Também demora muito para acabar: são nada menos que três horas e dezesseis minutos, quase todos ocupados por diálogos aborrecidos em casas sombrias. Eu estava esperando ver mais das paisagens fantásticas da Capdócia, onde estive faz dois anos, mas o diretor Nuri Bilge Ceylan gosta mesmo é de blábláblá e escuridão. Já disse aqui muitas vezes que não tenho o chip para apreciar este tipo de filme, mas mesmo assim insisto. Quero entender por que são tão premiados, mas não consigo.

11 comentários:

  1. Tony, assista Mad Max A-GO-RA!

    ResponderExcluir
  2. O Elias Gleizer era gay?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem que era.

      Excluir
    2. Faz alguma diferença? Ele seria melhor ou pior ator por conta da orientação sexual? Qual a relevância disso? Até quando essa fixação tola com o uso que se faz se de nossa genitália?

      Excluir
  3. São premiados por que são chatos, e assim ficam parecendo inacessíveis, compreendidos apenas por um pequeno rebanho que se julga mais inteligente do que o resto da humanidade...Os críticos.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o Danny.

    ResponderExcluir