sábado, 30 de maio de 2015

O HOMEM QUE FILMAVA DE MENOS

O caso verídico que inspirou "O Homem que Elas Amavam Demais" causou tanta repercussão na França que o trailer do filme já entrega o final. Mesmo assim, me deixei seduzir pela ideia de um filme policial ambientado na Côte d'Azur, nos anos 70. Ainda por cima estrelado pela mãe de todas as divas, Catherine Deneuve, e a estrelinha do momento, Adèle Haënel (que é lésbica na vida real - desculpe, não resisti ao momento secador). Mas eu me arrependi... O roteiro anda em círculos, e nunca deixa claro porque uma moça rica e aparentemente bem resolvida se volta contra a mãe num momento de crise financeira, piorando muito a situação de todos - especialmente a dela própria. O veterano diretor André Téchiné é muito badalado por lá, mas nunca fez um filme de que eu realmente gostasse. Vai continuar me devendo.

2 comentários: