segunda-feira, 13 de abril de 2015

PADRE-GATO

Sempre tive um pé atrás com Fábio de Mello, o inspirador do notório "padre-gato" do programa "Hermes & Renato" da MTV. Vaidoso, metido a galã e ainda por cima amigo do Gabriel Chalita: what's not to hate? Mas ontem o padre Fábio deu um show de civilidade no Twitter, numa sequência de dez tuítes que eu tive a pachorra de colocar na ordem (quem quiser ler no original deve clicar aqui):

"Não sou o professor Girafales, mas gostaria de fazer um apontamento. Já falei muito sobre o assunto, mas sempre volta como se fosse novidade. A união civil entre pessoas do mesmo sexo não é uma questão religiosa. Portanto, cabe ao Estado decidir. O Estado decide através dos que são democraticamente eleitos por nós. São eles que propõem, votam e aprovam as leis. Aos líderes religiosos reserva-se o direito de estabelecerem suas regras e ensiná-las aos seus fiéis. E isto o Estado também garante. Se sou cristão católico, devo observar o que prescreve a minha Igreja. Lembrando que o cristianismo é uma Lei inscrita na consciência. As igrejas não podem, por respeito ao direito de cidadania, privar as pessoas, que não optaram por uma pertença religiosa, de regularizarem suas necessidades civis. Se duas pessoas estabeleceram uma parceria, e querem proteger seus direitos, o Estado precisa dar o suporte legal. São situações que não nos competem. A questão só nos tocaria se viessem nos pedir o reconhecimento religioso e sacramental da união. Portanto, vale a regra de Jesus: "Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus!" Mc 12, 17. Para encerrar. O cristianismo nunca foi vivo e convincente como nos primeiros séculos, período em que vivia apartado do Estado."

O texto começa citando "Chaves" e termina com o Evangelho de São Marcos, uma mistura pop que é típica do cara. Também ressalta que católicos devem seguir o que prega a Igreja, o que é óbvio - mas que também funciona como salvaguarda do cerne da questã. Que é, simplesmente, a total aceitação da separação entre Igreja e Estado. Algo que o Vaticano abominou, quando a moda pegou no final do século 19. Inclusive com ataques ao casamento civil, que seria inválido aos olhos de Deus. A coragem do padre Fábio é ainda mais digna de nota à luz de dois acontecimentos recentes. O primeiro foi a excomunhão do padre Beto de Bauru, que começou a rezar missas gay-friendly. O segundo é a recusa do Vaticano em aceitar as credenciais do novo embaixador da França na Santa Sé, que é gay assumido. Qual será a reação da Igreja? Fábio de Mello é uma peça importante na resistência católica ao avanço evangélico no Brasil. Um pito em público pode prejudicar essa estratégia, e também a imagem de superlegal do papa Francisco. Mas seja lá o que acontecer, agora eu também acho que o padre Fábio de Mello é um gato - inclusive por dentro. Amém e miau.

33 comentários:

  1. Vamos combinar que um padre que se dáo o direito de estender sua fé e fazer coisas que estão erradas diante da Santa Madre Igreja (além de ser vaidoso, foi namorado de um autor top de novelas) não poderia ser hipócrita ao ponto de condenar algo que ele tão corretamente aponta como não sendo da competência de religião alguma, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coni vc consegue ser tao idiota...o cara faz uma fousa bacana e vc vem destilar veneno e essa historia dele namorar autor de novela nao tem nada de real..chega ser absurdo..e leviano da sua parte que nem da nomes...apenas joga merda para cima....

      Excluir
  2. Epa, o Padre Fabio namorou um autor de novelas? é isso que o anônimo aí de cima tá falando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se foi top, deve ter sido o Gilberto Braga ou o Agnaldo Silva!

      Sabia que ele tinha um pé na cova. Muito bonito e inteligente.

      Duas características super gay!

      Entega aí! Autor de novela todos nós sabemos que são gays... (Aliás, as tapadas donas-de-casa brasileiras, evangélicas ou não, reclama tanto dos gays, mas tudo segue historinhas cansatívas, manjadas que são novelas de televisão brasileira).

      Eu sempre considerei o Padre Fábio muito bom. Casaria com ele até se fosse um cara realmente legal como aparenta ser nos seus "sermões".

      Excluir
    2. Cara, foi o Walcyr... e como tenho contato pessoal com ele, não posso pôr a cara no sol... Na época, fiquei bem chocado. Acho o cúmulo do absurdo que a Igreja seja infestada de gays e que eles compactuem com a discriminação. Eu nunca namoraria um padre ou pastor. Acho que isso deveria ser uma regra entre nós.

      Excluir
    3. Tony, mudou a política do Blog em relação a tirar famosos do armário?

      Excluir
    4. hahaha mesmo que os padres tivessem que namorar só entre eles, não ia faltar oferta nem demanda.

      Excluir
    5. Tudo isso aí é fofocaiada, gente...

      Excluir
    6. Voce está certo 19:10.

      Mas tem alguns padres que não pregam contra os homosexuais.

      Acho que o Padre Fabio de Mello é um deles mas posso estar errado.

      Não sei se casaria com ele realmente. Só acho que dos padres, se ele quizesse casar comigo casaria! (Pelo pouquíssimo que vejo na televisão. Que quase não vejo.)

      Digo isso porque tem gente que fala que eu deveria ser padre...

      Excluir
    7. Padre tem que ser tirado do armário pois pregam contra a gente!

      Ajudam na raiva irracional da população contra nós.

      Excluir
    8. Eu particularmente não quero saber quem é o ex-namorado do padre, quero é saber quem é o marido do Tony!!!

      Excluir
    9. Oi, bem? Como assim você não conhece, nem nunca ouviu falar no nosso marido Oscar? Em que planeta você vive, queridinha?

      Excluir
  3. Tony, você anda tão bonzinho desde que se mudou pra a casa nova!hehe...
    Esse Padre veste de modernidade ideias absurdas e discriminatórias!
    Nenhum direito é absoluto, e a liberdade religiosa também não é.
    Vejo que a Igreja está apavorada porque já está vendo logo ali pertinho o dia em que a liberdade religiosa vai ser questionada na Justiça, e eles vão perder o tão cultuado direito ao dogma.
    Qualquer um pode crer no que quiser, sem dúvida!
    Mas, a partir do momento que indivíduos se juntam e abrem ao público uma instituição pra prestar um serviço de assistência religiosa, eles tem que assumir os valores republicanos e tratar a todos com igualdade e sem discriminação!
    Se um negro e uma negra quiserem se casar no religioso, nenhuma Igreja pode discriminar e alegar a desculpa genérica da liberdade religiosa!
    Se uma menina rica quiser casar com um rapaz de classe baixa, nenhuma Igreja pode recusar o matrimônio e alegar a desculpa genérica do dogma!
    Mas, se dois rapazes querem se casar na Igreja, esta Instituição se vê no direito de dizer não só que eles não podem se casar perante o Deus de sua crença como ainda afirma que eles devem se sentir culpados pelo seu desejo sexual e que o inferno os espera após a morte???
    Mulheres também não podem protagonistas na Igreja e isso não pode ser visto como discriminação??
    Esse Padre não está nem aí se a Instituição que ele defende discrimina pessoas e as leva à depressão, ao suicídio ao feminicídio, à exclusão...
    Ele tenta separar Igreja e Estado pra proteger a Igreja! E não o Estado, e não a Constituição, e não os gays...
    Se vc não é Padre, por favor repense!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No Canadá é assim... Se a igreja aceita casar homossexuais, pode. Se não aceita, também pode.

      Quem não pode negar casamento gay é o processo civil.

      Excluir
    2. Bruno me representa.
      Ass.: O mesmo anônimo dali de cima.

      Excluir
    3. Igrejas pra gays não é solução...
      Nos EUA, até há pouco tempo, os negros eram obrigados a viver em guetos, tinham igrejas só deles, ônibus só deles, restaurantes só deles... Não podiam "se misturar".
      Hoje somos nós que temos nossos direitos reconhecidos, mas nem tanto...
      Direitos reconhecidos desde que a gente não se misture demais na sociedade...
      desde que a gente não apareça na novela da Globo...
      desde que a gente não queira casar na igreja que é deles!

      Excluir
    4. Ser gay nunca foi fácil Bruno.

      A não ser na Grécia antiga. Mesmo assim voce era escravo e tinha que dar a bunda querendo ou não para aquele coronel da catinga grego.

      Excluir
    5. Se voce desse sorte e fosse bonito, algum imperador te levaria com ele. Mas aí nao vale se suicidar no Rio Nilo porque "esta passando dos vinte" e já nao é mais o lolito que o imperador conheceu.

      Excluir
  4. eu quero mais é que as igrejas continuem bem homofóbicas como hoje são, discriminando os gays até não poder mais, pois assim elas ficam cada vez menores, até quem sabe um dia desaparecer.

    ResponderExcluir
  5. A garçonete monotemática fala apenas de Canadá, só bobo pra não saber que tu és o lunático driver,quer saber:vá tomar no meio do seu cu,sua monotemática.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que baixaria.

      Quanto rancor no coração!

      Mais respeito com as garçonetes. Elas enchem sua bufunfa mal educada com comida, sua convencida.

      Excluir
    2. Não confirma nem nega, melhor assim. Mas eu (outro anonymo claro) aposto que não é o 5draver, vcs tem estilos diferentes. Os textões do 5draver eram bem melhores.

      Excluir
  6. Eu realmente não te entendo, Mr Goes. Luciana Genro só disse verdades, sem ofender ninguém, no seu tuíte e você lhe jogou pedra. Jean Wyllis fez o que qualquer um de nos faríamos, sem perder a classe, no avião com o Bolsonaro e você quase o crucificou. Agora vem essa padreca de meia pataca e fala mais do mesmo, chovendo no alagado e voce lhe joga confete. Really queen?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está fazendo uma leitura meio rasa. Eu critiquei POLITICAMENTE as atitudes do Jean e da Luciana. Acho que eles foram sinceros e, principalmente no caso do Jean, até concordo. Mas foram atitudes que se voltaram contra eles. Achei que foram inábeis.

      E o padre Fábio? Foi inábil? Essa é uma boa questão. Vai se estrepar ou se dar bem? Qual o objetivo dele? Cartas para a redação.

      Excluir
    2. ele não tava sofrendo processo de excomunhão? Acho até demais, pq isso pra expulsar da fé católica, não só da batina.
      http://br.noticias.com/famosos/padre-fabio-melo-excomungado-da-igreja-catolica.html

      Excluir
  7. Aguardando post sobre a nova morada, seu gostoso. Beijão.

    ResponderExcluir
  8. o mio babbino caro
    A atitude desse cara é política.
    E qual crítica não é política?
    No estado preliminar dessa discussão é prudente mantermos a cabeça aberta. Em relação às atitudes do Jean e da Luciana, existiam outras possibilidades para aquelas situações. "Foi inábil? Essa é uma boa questão. Vai se estrepar ou se dar bem? Qual o objetivo dele? Cartas para a redação."

    ResponderExcluir
  9. Gente, não entendo os gays que ficam jogando suspeitas sobre o fabio de mello que ele seja gay com o intuito de desmerecer ele como padre. Qualquer comentário sensato e a favor é válido. Qualquer propaganda (que só tem como intuito vender mais, claro) a favor da causa também é válida! Olhem o contexto que estamos vivendo: Eduardo Cunha presidente da Câmara, o único parlamentar gay sendo cada vez mais ridicularizado e criticado nas redes, Evangélicos se gabando pela baixa audiência de Babilônia (acham que o Boicote deu certo, mas a novela que ta fraca mesmo), ai vem o padre mais famoso do Brasil sendo a favor do Estado Laico e direitos do casamento civil gay, e o que eu vejo são os próprios gays "afirmando" que o padre é homossexual, questionando seu caráter. Ele n é menos padre só pq é gostoso e vaidoso, ja vi uns videos e ele prega amor e paz sem atacar ninguem (diferente dos evangélicos) .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tens toda, toda, toda a razão. Aplausos. Aplausos. Aplausos.

      Excluir
    2. "o único parlamentar gay sendo cada vez mais ridicularizado" não vem jogando indireta não...eh

      Excluir
    3. Todo nós sabemos que de padre para cabeleireiro é um pulo!

      Geralmente a noite. Ou nos "treinamentos" de coroinhas.

      Então, chocolate 50%, não tem nada de mais nós falarmos que ele é gay não!

      Excluir
    4. eu n sei de nada não, não frequento igrejas nem conheço padres tão bem pra me confessarem o que se passa lá dentro.

      Excluir
    5. Nem lê jornal né?

      A Igreja Católica está quase falindo nos EUA de tantos processos de pedofilia.

      Papa Bento XVI foi super criticado (alguns dizem que é a razão de ter desistido do posto - publicamente) por não fazer nada com relação aos casos de pedofilia dos inúmeros padres.

      "Resposta da Igreja ao escândalo

      Face às crescentes denúncias e ao escândalo descoberto, o cardeal português José Saraiva Martins afirmou que "não devemos estar muito escandalizados se alguns bispos sabiam dos casos, mas mantiveram segredo. É isso que acontece em qualquer família, não se lava roupa suja em público", acrescentando que as denúncias que vêm ocorrendo derivam de interesse financeiro e que são parte de um complô contra a Igreja."

      Não viu a reportagem também da TV Record (acredito eu) com os meninos que filmaram todo o bafão no interior com três padres envolvidos?

      Ou está se fazendo de sonso mesmo?

      http://brasil.elpais.com/brasil/2014/11/24/internacional/1416828690_701395.html

      Igual a esse tem um monte!

      São ALTAMENTE HIPÓCRITAS.

      Coisa que Jesus supostamente (pois não existem muitas provas de sua existência histórica) mais detestava.

      O Brasil é homofóbico como é por ser o maior país "católico" do mundo!

      O que rola lá dentro é muita, mas muita SAFADEZA.

      O banco do Vaticano esta FINALMENTE sendo investigado.

      Depois de décadas fazendo farra.

      Estude sobre os Illuminati. E aprenderás "o que se passa lá dentro".

      Excluir