quinta-feira, 9 de abril de 2015

I REMEMBER ALL MY LIFE

Liberace, um dos entertainers mais pintosos de todos os tempos, morreu de AIDS em 1987 sem jamais admitir que era gay. Sam Smith, o maior vendedor de discos da atualidade, nunca fez segredo de sua sexualidade. Desde o primeiro dia que o mundo sabia de sua preferência por rapazes. Entre os dois está Barry Manilow. O cara foi um dos maiores astros pop dos anos 70 e 80, e sua carreira prossegue até hoje graças a um público fiel composto basicamente por senhoras. Por isto, ele nunca teve coragem de sair do armário. Achava que elas iriam rejeitá-lo. Mas os rumores sempre o perseguiram, apesar de levar uma vida discretíssima. Discreto também foi seu casamento. Barry chamou 20 pessoas para um almoço, e chegando lá os convidados descobriram que ele iria formalizar sua união com Garry Kieff, seu empresário de muitos anos. A notícia repercutiu na mídia americana, mas não consta até o momento que alguma senhora tenha quebrado seus compactos de "Mandy", "I Write the Songs" ou "Copacabana". Todas meio que sabiam desde sempre, e ninguém está nem aí. Mas é o que eu digo aqui no blog, quando me pedem para dedurar famosos: cada um tem seu tempo. Cada um sabe onde lhe dói o calo.

17 comentários:

  1. She lost her youth and she lost her Tony
    Now she lost her mind

    ResponderExcluir
  2. Em tempo: Cauby Peixoto manda lembranças

    ResponderExcluir
  3. Agora q estamos na idade média então...

    ResponderExcluir
  4. lembro em 2008 no credicard hall, a Kylie cantando Copacabana, eu tinha meus 16 anos, achei a musica incrivelmente gay, ninguém duvidava dele, tanto que na austrália saiu uma lista das musicas mais gays de todos os tempos, e ele estava em primeiro lugar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quer conhecer uma versão AINDA mais gay de "Copacabana"?

      https://www.youtube.com/watch?v=vhyUCIwUklQ

      Na voz de Amanda Lear, que sempre teve fama de ser trans (jamais confirmou) e com refrão em francês.

      Excluir
    2. Achei que era certeza que Amanda Lear tivesse nascido menino. A propósito, difícil passar um dia em que eu não ouça "Follow me" desde que a conheci em "Clube de compras Dallas".

      Excluir
  5. Bacana Tony, gostei da coerência e sensatez do post.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  6. Tem uma lenda que conta que Barry odiava um sósia dele e pagou cirurgia plástica pro cara deixar de ficar igual a ele. Será que o cara ficou feminino que nem ele tá hoje em dia? Tá uma senhora.

    ResponderExcluir
  7. Fico muuuuuuuuito curioso pra saber quem são esses famosos no armário que você se recusa a nos contar quem são!!
    Mas acho maravilhoso que você não conte!
    Cada um tem direito à sua privacidade, até os famosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus amigos do show bussines me contaram de alguns, mas não é difícil perceber não, alguns até está na cara!
      Nós bibas somos equipadas com o gaydar e deixando ele bem treinado dá pra perceber quando a gente vê um gay, até mesmo pela televisão!

      Excluir
  8. Engraçado que eu nunca tinha parado pra pensar na sexualidade do Barry. E olha que tem até episódio de Will & Grace em que Will é um fan-nilow, mas associei ao lance meio cafona hehehe.

    ResponderExcluir
  9. O Barry tem uma música de natal em
    Que ele quase descreve um date-rape. "Baby, it's cold outside".

    ResponderExcluir
  10. Minha mãe adorava Ships, mas eu acho q é pq fazia parte da trilha sonora de alguma novela...

    ResponderExcluir
  11. Quem tem legiões de fãs preconceituosos como cantores e atores eu até entendo não saírem do armário, mas porque os jornalistas não o fazem? Acham que vão tirar a credibilidade da notícia por serem gays? As redações estão cheias de pintosas rebolando mesmo assim elas insistem em fingir ser o que não são. Cada biba jornalista que se cala dá mais espaço pra gente igual a sherazade.

    ResponderExcluir
  12. Tony, você conhece muito gay enrustido FAMOSO que quase ninguém(ou ninguém, sei lá) desconfia?? Óbvio que não precisa de nomes, é só pra saber mesmo, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, claro.

      Mas mais fora do Brasil. Astros de Hollywood.

      Por aqui, tem muitas mulheres.

      Excluir
    2. fala logo vai

      Excluir