quarta-feira, 15 de abril de 2015

ESPELHO EM PRETO E BRANCO


O rosto marcante de Sebastião Salgado emerge em preto e branco da escuridão. O fotógrafo fala com voz tranquila um francês gramaticalmente perfeito, mas com um perceptível sotaque brasileiro. E diz verdades que deveriam ser óbvias, tanto que me fizeram pensar: quem é que ele está me lembrando? Claro. O espelho mágico da madrasta de Branca de Neve. E de certa forma a obra de Salgado também é um espelho, que reflete o mundo em toda sua crueldade e beleza. “O Sal da Terra” reconstitui toda a trajetória do sujeito, tanto a profissional como a pessoal, e o impacto do filme só é ampliado pelo ritmo pausado e pela trilha sonora mixada bem baixo. Uma porrada em câmera lenta, que deixa o verdadeiro estrondo para as imagens cheias de drama que Salgado clicou nos quatro cantos do mundo ao longo dos últimos quarenta anos. “O Sal da Terra” foi indicado ao Oscar e venceu o César de melhor documentário. Um gênero que eu não costumo prestigiar, mas dessa vez me derreti todo. É para se ter em DVD.

10 comentários:

  1. Engraçado que eu tava ouvindo o Beto Guedes esse fim de semana (não, não O Sal da Terra), e fui procurar no youtube a música e me deparei com esse vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=mu4pDqFMp3w

    Voces me chamam de insano mas esse aí meu deus! passou do ponto...

    Mas canta bonitinho!

    ResponderExcluir
  2. O Salgado é um grandíssimo fotógrafo. Não posso deixar de ver esse docu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb não passo sem esse "docu"... ��

      Excluir
    2. Aqui só chamam de "Doku" (a última sílaba é tônica >:).

      Excluir
  3. Que maravilha!!!! essse gênio me orgulha. Obrigada pela postagem.
    Vera Vianna

    ResponderExcluir
  4. um dos maiores artistas do nosso tempo!

    ResponderExcluir
  5. Amanhã abre uma exposição dele aqui (aproveitando pra lançar o Genesis).

    Mas Wim Wenders só emprestou o nome pro filme, né? É uma bela homenagem de filho pra pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wim Wenders até que aparece bastante na tela, entrevistando o Sebastião.

      Excluir
    2. Ele aparece. Faz voice over. Mas ele já pegou o bonde andando e boa parte do material foi filmado pelo filho do Tião (a íntima). Aliás, o "doku" já estava em produção há uns 3 anos antes dele aportar. Tanto que o próximo filme dele ficou pronto logo em seguida (com o James Franco - ai to me mordendo de vontade de ver)

      Excluir
  6. Deu pra ouvir os corações da velharia classe média alta quase parando de bater na sala de cinema quando o caldo engrossou.

    ResponderExcluir