quarta-feira, 8 de abril de 2015

AMIGO, ASSIM FICA DIFÍCIL TE DEFENDER

Não sei se o Jean Wyllys está se deixando contaminar pelo radicalismo do PSOL. O deputado fluminense vem perdendo muitos fãs por causa de suas posições extremadas, mesmo entre o público gay. E ontem ele ainda engoliu uma bola muito fácil, ao se levantar do lugar onde estava num avião só porque o Bolsonazi ia sentar ao lado. O brucutu-mor do Brasil gravou a cena e a postou na internet, para gáudio de seus milhões de seguidores. Ainda encheu a boca para acusar o Jean de "heterofobia". Claro que viajar ao lado do Bolsossauro é um castigo dantesco, mas o Jean é político profissional - ou pelo menos deveria ser. Essa atitude infantil lembra o tuíte infeliz da Luciana Genro: agrada à base, mas não conquista um único voto novo. Amigo, chega de pregar aos convertidos.

ATUALIZAÇÃO: para variar, quem melhor descreveu este caso foi o Sensacionalista.

(assunto e título sugeridos pela Mariliz Pereira Jorge, uma amiga defensável)

106 comentários:

  1. Tá muito chata a sua patrulha contra os partidos de esquerda, Tony. Você nem sabe qual foi a situação que o Jean passou ao lado do Bolsonaro. E se ele disse alguma coisa mal educada antes e apenas filmou a reação? E, além do mais, o Jean pode sair do lugar que ele está, se sentir incomodado. Ele não disse um "a" pro deputado. Por favor, não dê mais crédito pra este pessoal da direita reaça. Dá vergonha, Tony.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tá chata, tá feio, tá horrível! É claro que a Bolsonazi já entrou no avião filmando pronta pro barraco ou pra coisa pior e com intuito de postar o vídeo para denegrir o Jean. Eu no lugar dele teria feito o mesmo! E Ele foi finíssimo, apenas se levantou e saiu. Sério Tony, já deu linda! Volto mais aqui não! Primeiro você começou a soltar aquela série de posts reacinha nojinho contra o PT a la Reinaldo Azevedo e sua trupe. Agora tá atacando a esquerda por motivo torpe (sim, torpe!). Qual será seu próximo passo, hein? Atacar o casamento gay ou a adoção de crianças por homossexuais? Tenho medo (maior e com mais fundamento que o da Regina Duarte). Beijos e não me liga!

      Excluir
    2. Eita nóis, como tá difícil de entender que eu não estou criticando o CONTEÚDO do Jean (embora eu não concorde com tudo, mas isto é assunto para outro dia) e sim a FORMA.

      Não estou atacando a esquerda por motivo torpe: estou criticando o MÉTODO.

      Na hora em que aparecer alguém dizendo que passou a votar no Jean por causa disto eu mudo de ideia.

      Excluir
    3. Discordo de você aqui, Tony. Em um blog de opinião pessoal, você deveria poder criticar a forma, o conteúdo, o enredo, a cor do cabelo, o que quiser. Se eu como leitor não estiver interessado, paciência. Não dê bola para os roboizinhos, não. Eles ganham sanduíche e vale transporte para escrever comentários assim.

      Excluir
    4. Uai, mas eu sempre critico o que eu quero. NESTE CASO específico eu não estou criticando as ideias do Jean, mas sim a maneira como ele agiu. Continuo fã dele e nele votaria se morasse no Rio.

      Excluir
    5. Tony, acho que a grande qualidade de Jean, além de sua integridade é sua transparência. Acho a atitude muito mais digna do que a velha hipocrisia de ficar trocando abraços e risadas como Lindberg e Collor. E o fato de a turba de néscio que seguem Bolsonaro se rejubilarem com a situação, mostra quão limitados eles são... Não entendo que outra atitude Jean poderia ter.

      Excluir
    6. Poderia ter olhado, feito um meneio com a cabeça e ficado quieto o voo todo lendo um livro. Assim não haveria vídeo para ser compartilhado.

      Excluir
    7. Tony, assim fica difícil te defender.

      Excluir
  2. Pode até ser, mas duvido que qualquer pessoa minimamente sana conseguiria se sentar ao lado de um cara que defende a ditadura, justifica a tortura e propõe o espancamento de garotos gays até que "virem machos".
    O Jean também é gente. Eu mesmo não teria estomago para ficar perto do Bolsó ( e nem de Malafaia, ou Felisiano ou Cherezaede).

    ResponderExcluir
  3. Achei infantil da parte dele....mesmo assim continuo gostando dele.
    Um abraço1

    ResponderExcluir
  4. Como se não soubesse que tudo iria rolar como rolou!

    Quem chega pra sentar em avião filmando?

    Cértissimo Jean. Não foi rude. Deveria ter sido, assim como esse imbecíl é em rede nacional evocando intolerância contra os gays.

    Bicha enrustida de lingua presa!

    ResponderExcluir
  5. Sabe aquela frase, não sou obrigado? Pois é, o Jean a levou ao pé da letra. Eu no lugar dele teria feito o mesmo, ou o próprio deputado não teria sentado ao meu lado - porque sou negro -, um tipo de gente que não é boa o suficiente pra casar com os filhos dele. E Tony, concordo com o comentário do Cláudio. Seus últimos posts demonstram que você saiu de cima do muro e se aliou a direita - e isso não é um demérito -, mas, nesse caso, parece que você seguiu o fluxo e está fomentando a história pelo lado errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, você pode me por o rótulo que quiser. Eu de fato apoio muitas posições que são consideradas de direita por quem ainda tem uma visão dualista do mundo: a livre iniciativa, a participação do estado na economia apenas comoi regulador, a carga fiscal a mínima possível e muito bem aplicada.

      Mas também apoio muitas causas ditas de esquerda: inclusão social, proteção às minorias, casamento igualitário, aborto legalizado, pena de morte abolida, maioridade penal aos 18 anos e assim por diante.

      Prefiro o parlamentarismo ao presidencialismo. Também gosto do voto distrital e não-obrigatório. Acho o canadá mais evoluído que os Estados Unidos.

      ADORO o Jean Wyllys e já me declarei pessoalmente a ele. Acho o político mais corajoso que temos no Brasil atualmente. Já entrei em discussão com amigos para defendê-lo.

      Mas esse tipo de atitude não ajuda nem a ele nem à causa. Jean caiu numa armadilha do Bolsonaro, provavelmente em conluio com o rapaz do check-in da TAM, que o avisou que ao lado de quem o colocaria. Um político mais safo e experiente teria aceitado e até trocado algumas palavras de cortesia. Isso teria desmontado a armadilha e não gerado nenhum vídeo para ser curtido por reaças no YouTube. Entendeu?

      Excluir
    2. Inocente!

      Isso foi coisa de maçonaria.

      E não tem nada de chamar de Jean de "heterofóbico". Isso é papagaiar discurso IMBECIL desse Bolsanaro.

      Duvido que Jean se mudaria de lugar para qualquer outro hétero digno e de bom senso.

      A bicha enrustida de lingua presa devia "apanhar até aprender a falar com homem".

      Cretino típico de homens brasileiro.

      VOEI DAQUI COM MEUS 21 ANINHOS NÃO FOI A TOA!

      PS - E o Canadá não é nada melhor que os EUA. São TODOS maçons escrotos CRIMINOSOS.

      INVADIRAM A MINHA CASA, até me "expulsarem" do Canadá... Não me expulsaram, me fizeram "escolher a sair".... RIDÍCULOS TODOS ESSES IMBECIS HUMANOS.

      Excluir
    3. Meu caro Tony, você me torna repetitivo, mas, já que é necessário, ainda não tenho diagnóstico de deficiência cognitiva. Eu entendi o que você disse e novamente não concordo, como expressei no comentário acima.
      Nesse caso em especial, acho que está fazendo muito barulho por nada por uma questão muito simples. O eleitor do Bolsonaro que está comemorando esse tipo de situação, não vota no Jean e o eleitor do Jean não vota no Bolsonaro. E em nenhum momento a intenção foi rotulá-lo, mas, como você mesmo já o fez, você não é nem de direita, nem de esquerda, é eclético.
      Beijos de luz!

      Excluir
    4. E os eleitores que não snao nem de um nem de outro? Jean perdeu uma oportunidade para seduzi-los.

      Excluir
    5. Os eleitores que acham que o Jean mudar de poltrona foi mais agressivo que o Bolsonaro chegar com a câmera ligada, filmando e provocando. Quem são? Como vivem? O que pensam? Em quem votam? Sexta, no Globo Repórter.

      Excluir
  6. Eu já desisti do Jean. Isso foi apenas mais uma das muitas decepções que tive com ele ultimamente. Nossa causa tem tido muito mais avanço com políticos simpatizantes hábeis do que com políticos gays radicais inflexíveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Presta aténção na baboseira que voce está escrevendo rapaz!

      O Bolsanar é mais radical inflexível que 100 Jeans juntos.

      E voce não fala NADA dele.

      Aprende a pensar de modo coerente.

      Excluir
    2. A Monotemática pedindo coerência? Essa superou tudo...E quanto ao Jean, ele é o Bolsonaro do avesso, são opostos que se completam...

      Excluir
    3. Aonde que não sou coerente?

      Excluir
    4. Eu não sou obrigado a decidir entre Jean e Bolsonaro. Aliás, já apaguei os dois do meu caderninho.
      Jean está sendo tudo que abomino em um indivíduo. O Bolsonaro já o era há muito.
      Não me sinto obrigado a gostar do Jean só porque sou gay, da mesma forma que não gostava do Clodovil, e que minha irmã não apoia a Dilma só porque ela é mulher.

      Excluir
    5. Por conta desse tipo de pensamento que os gays não elegem representantes políticos (o Jean foi eleito mais por ser famoso, do que por ser gay). E que a bancada evangélica e militar continue a crescer e nos massacrar.

      Excluir
    6. Jean é um cara virulento. Não importa a causa que defende, nem todos da "direita" (ser esquerda ganhando 30 mil mes é facil ne) são facistas, etc

      Excluir
  7. Não vi nada desabonador, nem como pessoa e nem como político. Muito pelo contrario: acho que é o que tanto apoioadores quanto detratores esperariam. E Bolsonaro, na sua melhor forma, alegando "heterofobia" para um antagonismo conhecido até pela mãe da minha diarista? Pfvr...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí é que está: essa atitude do Jean vai deixar tudo como está. Ninguém vai mudar a opinião que já tinha antes. Ele não vai atrair um único novo simpatizante.

      Excluir
    2. Então Tony, você está defendendo que o Jean finja ser algo que ele não é, apenas para ganhar simpatizantes? O que isso o faria diferente dos outros políticos? Quanto ao caso, se ele se sentasse ao lado do Bolsonaro numa boa, não teria repercussão nenhuma, então não entendo o que ele teria a ganhar por ficar ao lado dessa pessoa desagradável, contra a sua vontade.

      Excluir
  8. Não adianta tentar explicar para quem não quer entender, Tony. Vc está certíssimo, o Jean caiu como um patinho na armadilha do Bolça. Eu, enquanto pessoa comum, posso - e devo - tomar esse tipo de atitude, mas ele, como pessoa pública e que representa toda uma minoria, deveria ser mais safo. Como dizemos aqui no Rio, deu mole!

    ResponderExcluir
  9. O "radicalismo" da esquerda não causa 1% do prejuízo que o radicalismo da direita causa, simplesmente porque a esquerda verdadeira no Brasil tem meia dúzia de gatos pingados no Congresso, sem ocupar praticamente nenhum cargo no executivo, enquanto a direita reacionária tem 4984239824392349 políticos eleitos, inclusive no executivo. É uma luta desleal onde a esquerda sempre perde. Isso sem falar que por mais "reacionário" que o Jean seja, ele luta pelos nossos direitos como nenhum outro deputado. Ataca-lo enfraquece ainda mais nossa própria causa. Os reaças são infinitamente mais unidos do que os esquerdistas, que tme que lidar com fogo-amigo o tempo todo. Desqualificar o PSOL só vai nos foder ainda mais.

    Imagina se ele tivesse "batido um papo" com o Bolsonazi? O que mudaria? Teria alienado a própria base, que viria com mil pedras na mão pedindo explicações. Bolsonazi é um criminoso, o Jean está mais do que certo em se recusar a sentar do lado dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mudaria este vídeo, que não existiria.

      Tá difícil entender, hein?

      Excluir
    2. E de que forma conversar com o Bolsonazi iria atrair eleitores pro Jean?

      Excluir
    3. Iria mostrar que ele é aberto ao diálogo e que o brucutu é o outro.

      Você reparou que todo mundo que apoiou o Jean nesse caso aqui nos comentários só confirma a minha tese? Jean só agradou à própria base. Pode ser coerente, mas quem disse que a política é coerente?

      Excluir
    4. Não adianta só uma das partes estar aberta ao diálogo, arté pq não existe diálogo entre o Tea Party brasileiro e o resto da sociedade. Se alguém ainda tem dúvidas sobre quem é o brucutu da história, é porque esse alguém carece de educação/empatia/neurônios. Causa perdida.

      Excluir
    5. Como vcs radicais de esquerda são chatos, vou pensar duas vezes antes de votar de novo no Jean depois de ver como são chatos os radicais desse partido como esse Lucas.

      Excluir
  10. O fato do Jean (e da Luciana Genro) não se expressar, agir e tomar posições pensando em ganhar eleitores é para mim uma qualidade e não um defeito. Eles são autênticos e não hipócritas como a grande maioria dos políticos. Criticar Dilma por mentir descaradamente na campanha para ganhar votos e depois defender que todos devem agir assim não tem o menor sentido.

    ResponderExcluir
  11. VC viu o profissão reporter de segunda feira? Em um momento o Jean disse que recebeu ofensas graves dessa pessoa, tais como viado, e de que o pai dele não tem orgulho por ele ser gay, passando por criação de boatos de PEDOFILIA e ameaças. VC já deve saber disso, o Jean então disse que não poderia nunca sentar pra conversar ou tomar um cafezinho com uma pessoa dessas, por que o que ele fez foi grave. Nao vejo nada de errado no que Jean fez, afinal mesmo no ambiente oportunista da politica, ele optou por seguir sua convicção do que ser falso pra agradar meu duzia de sei lá quem, ate pq quem apóia realmente o Jean não vai deixar de gostar dele por causa disso, talvez até o contrario. Coerente não?

    ResponderExcluir
  12. Gente, Tony está cada vez mais coxinhando. Pena...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, essa juventude ingênua...

      Excluir
    2. Quanta gente burra, desde quando discordar da esquerda radical é ser coxinha, se for é melhor ser coxinha do que defender ditaduras bandidas de esquerda!

      Excluir
    3. Ser esquerdista cego na juventude: quem nunca? Mas esse fogo se apaga com o tempo, quando a vida começar a ficar mais confortável. It gets better...

      Excluir
  13. É triste ver que uma das únicas pessoas que tratam a pauta dos direitos igualitários e trata a questão com seriedade, seja alvo de crítica do público que deveria apoiá-lo. A questão com o Jean é que ele é tão convicto que isso assusta alguns, mas num país onde convicção é visto como agressividade, se espera que lutemos pelas coisas, pero no mucho, e sem chocar de preferência. Incentivo esses atos "extremos" porque faltam pessoas que tenham coragem de expor seu ponto de vista de forma contundente, sem frescura, pois o Jean não tem nenhum compromisso com o Bolsonaro e sim com seus eleitores, e esse trabalho ele está fazendo muito bem.

    ResponderExcluir
  14. Nem a Luciana Genro foi infeliz no seu tuíte, nem o Jean foi extremado, mal educado ou deselegante! Tony, assim fica difícil TE defender! Para que ainda dá tempo!

    ResponderExcluir
  15. Desqualificar o interlocutor e não os argumentos é coisa de gente burra, como fazem alguns desses seus leitores que te chamam de "coxinha" e parece que nem leram o que você escreveu!
    Mas, eu também discordei de você nessa. Logo que vi o vídeo, tive a mesma impressão que você. Logo depois, passei a achar que Jean Wyllys fez certíssimo!
    Bolsonaro é um agressor! e da vítima não se pode exigir que ela tolere, ou sequer que seja educado com quem lhe agride! os gays são vítimas do bolsonaro, que se elege e ganha milhões falando mal e tirando direitos da gente.
    Ninguém exigiria de uma mulher que sentasse calmamente do lado do seu estuprador!
    Ninguém acharia errado um judeu se recusar a sentar ao lado de nazista!
    Seria impensável exigir de uma mãe que ela quisesse socializar com o assassino do seu filho.
    Então, não! Jean Wyllys não é obrigado sequer a ser educado, sequer a ser "político"!
    Fora que o Bolsonaro iria sair ganhando de qualquer jeito! porque se tivesse ficado sentado do lado do Jean Wyllys, iria se gabar nas redes sociais de como ele é civilizado mesmo tendo sido atacado pelo Jean Wyllys tantas vezes nos últimos anos.
    E aí está a questão: o que parece ataque de Jean Wyllys, na verdade é defesa!
    E defesa legítima, que não se excedeu.
    Não existe heterofobia, não existe nazifobia, não existe "preconceito ou discriminação contra agressores".
    Contra agressores, tudo é defesa.
    Deveríamos sair todos em defesa do Jean Wyllys.
    Bolsonaro dessa vez parece ter enganado até os bons, como vc, Tony.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos trabalhar o poder de síntese, fofo?

      Excluir
    2. Vive cansada?

      Não leia. Deite e durma.

      Excluir
    3. Matou a pau Bruno! Melhor comentário!

      Excluir
    4. Ambos são políticos! Não é um caso de estuprador e sua vítima. Não adianta se revoltar usando esse tipo de argumento. Se Jean tivesse ficado quieto e um vídeo fosse feito o estrago seria muito menor! É difícil entender isso? Jean perde muito apoio por sua postura, mesmo não se comparando ao Bolsonaro.

      Excluir
    5. Lógico que pode usar esse argumento.

      O Bolsanaro incita ódio contra os gays, no país que se mais bate/mata gays no mundo.

      Inclusive a Polícia. Como o caso em 2010 no Rio em que um policial deu um tiro num gay na Parada Gay do Rio.

      Jean não perde apoio algum - de gente com bom senso - por se negar a ficar plantado ao lado de um reacionário hipócrita lingua presa pintosa odiosa como o Bolsanaro.

      O Bruno foi perfeito nas analogias.

      É isso mesmo.

      O Bolsanaro só não é nazista porque não pode. Não cai "bem" ficar recriminando preto como ele recrimina bicha nos discursos dele.

      O Brasil não aceitaria NUNCA dele falar dos negros como ele fala dos gays.

      Excluir
    6. Tony, eu acompanho seu blog ha mais de 6 anos e ate hj me surpreendo o quanto vc tenta manter essa postura firme de resignacao em relacao as respostas dos seus leitores no campo de comentarios... e quando vc insiste em reafirmar seu argumento principal diante de argumentos opostos tao lucidos como o do bruno (por algum milagre deve ser a primeira vez q ele discorda de vc) eu comeco a suspeitar que vc e assim bem chatinho e pretensioso qto aparenta as vezes. Amo os seus posts, anyway, nao suportaria viver sem sua teimosia!!!! hahahahah

      Excluir
  16. "Você reparou que todo mundo que apoiou o Jean nesse caso aqui nos comentários só confirma a minha tese? Jean só agradou à própria base."

    Olha Tony, o que eu to vendo aqui é muita gente "da sua base", que gosta e prestigia seu blog discordando da sua visão da atitude do Jean e achando nem coerente e generosamente educada - principalmente em se tratando de Bolsonaro - e isso me mostra uma tese oposta.

    ResponderExcluir
  17. Tony, criticando Luciana Genro e Jean Wyllis, assim fica difícil de TE defender (2).

    ResponderExcluir
  18. Concordo com o Tony. Foi uma baita armadilha política. Se fosse o Bolsonaro a se levantar eu tenho certeza que o Jean usaria o episódio policamente. Por mais que ele possa não gostar do colega, como político é sua obrigação manter a sobriedade de seu cargo. Ele cometeu o mesmo erro de Luciana Genro. Erro sim! Fez um ato que no fundo jogou para a própria base. Não ganha um voto com isso! E ainda abre margem para os adversários queimarem sua imagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah tá. Se o Jean sentasse ao lado do Bolsonazi e batesse um papo descontraído a viagem inteira ganharia quantos votos, amigue?

      Excluir
    2. Provavelmente alguns, porque a imagem dele de radical irascível anda afastando muita gente.

      Excluir
    3. Tony, você não acha que é exigir muito de uma pessoa, ser praticamente o único representante de todas as minorias no Congresso, ter que responder a ataques agressivos, manipulações imagens, fraudes de vídeos, correntes difamatórias da parte de centenas de políticos e religiosos, com seus milhares de fiéis seguidores e ainda ser simpaticão com o representante mór dessa corja?

      Excluir
    4. Acho. O Jean passa por pressões que a gente nem imagina.

      Pressões que, oxalá, o ajudarão a criar uma casca bem grossa. Como político ele ainda tem arroubos de inexperiente.

      Excluir
    5. O Jean faz alguém na posição dele faria. Ficar ao lado do Bolsonaro numa situação como essa não é questão de experiência e sim de estômago, cinismo, falsidade, demagogia e hipocrisia que espero sinceramente nunca sejam características incorporadas ao repertório do Jean. Já existem tantos por aí com esse perfil.

      Excluir
  19. Eu penso o seguinte: quem luta por respeito, tolerância, boa convivência e aceitação deve respeitar, tolerar, aceitar e conviver bem com os tipos mais difíceis de pessoas, por mais complicado que seja. Muitas vezes a página do Jean debocha com palavras chulas os evangélicos e reacionários, com isso eu não concordo, pois se igualar a quem você critica desqualifica as suas críticas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Bruno das 10:54 falou absolutamente tudo no post dele, apesar de ser super conservador na maioria absoluta dos seus comentários.

      Quem discorda é masoquista.

      E, como operador de linha erótica por dois anos e meio, o que está MAIS CHEIO NO BRASIL é bicha masoquista das braba.

      Por isso tanto homicídios contra elas.

      Excluir
  20. E outra: acho que tão vendo inteligencia política demais numa provocação casual do Bolça.
    Tá meio que olhar uma parede rabiscada de creche e ver um mural naïf de milhões de euros...

    ResponderExcluir
  21. Fui deletado do fb dele assim que o questinei sobre a atuação de um partidário seu, no seguinte vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=Ev_tTOL1QPM

    Deixei de acreditar nele como um ser político, desde então.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E olha o pessoal de Israel pedindo cerceamento de expressão das pessoas...

      Israel é um HORROR.

      Pedindo censura então vira um HORROR PATÉTICO FASCISTA.

      PS - Queimar bandeira é comum no mundo inteiro.

      PS 2 - O Tony censura gente aqui direto. Me censurou várias e várias vezes.

      Excluir
    2. 5draver, eu não "censuro". A internet está aí para quem quiser se expressar.

      Eu nunca barrei um comentário só por ele discordar de mim.

      Mas eu excluo sim, quando...

      1) O comentário é ofensivo a mim ou a algum amigo meu. O blog é meu e eu não sou obrigado a aceitar ofensas pessoais,

      2) O comentário vem acompanhado por muitos outos, todos batendo na mesma tecla. Você dominou minha caixa de comentários durante algum tempo com suas opiniões insanas sobre a maçonaria, a ponto de leitores reclamarem. É só você se exceder de novo que será expulso novamente.

      Excluir
    3. Chame como quizer.

      O engraçado é que os EUA bombou "into oblivion" o Iraq proclamando que eles "they hate our freedoms" ao ponto de mudar, quando os Franceses se recusaram a participar da "Coalition of the Willing", o nome das batatas fritas deles de french-fries para FREEDOM-fries...

      E hoje censuram tudo e todos que não lhe agradem.

      INCLUSIVE os gays no Canadá.

      Já falei que os únicos, na minha longa história de internet, que aceitaram/defenderam a COMPLETA LIBERDADE DE EXPRESSÃO foi o Moby nos EUA e o Chico Sá aqui no Brasil.

      E só!

      Quanto aos meus "inúmeros posts" eu só rebatia o que os outros escreviam. E muitos não tinha argumentos contra meus argumentos e pediram incessantemente para que voce me calasse a boca.

      Mas quando voce me "baniu" - e eu realmente resolvi dar um tempo, pois vi aqui para falar sobre minha experiências com os extraterrestres, (pois não sou nem de ver televisão, aqui realmente não é minha praia, mas gosto de vir pra ver as bicharada falar entre elas. É diferente da lista de ativista gays brasileiros que participo a anos...) - um moooooooonte de gente também escreveu falando que sentia minha falta.

      Então é 50-50.

      Excluir
    4. E não tem nada de insano.

      A Rede Globo de televisão FOI fundada numa data que soma 33.

      26 de abril de 1965. (2 + 6 + 4 + 1 + 9 + 9 + 5 = 33)

      33 é a soma da data que o Getúlio Vargas (acredito que maçom também) se "suicidou".

      Coronel Hollanda - da Operação Prato (razão de eu ter vindo aqui "share" com voces as minhas experiências com as "bolas de luz") - morreu num dia que soma 11.

      E ele conta nesse vídeo, longo mas muito elucidativo, que era maçom também:

      https://www.youtube.com/watch?v=TbLYoKxvebg (assistam, vale mesmo a pena. Aos 1h39min ele mostra o implante no braço)

      Tony, na verdade eu só toquerendo SAIR dessa coisa de partidos políticos e partidarismos e proporcionar a EVOLUÇÃO da consciência.

      Imagina a sociedade desse povo que nos visitam pacificamente nas suas espaçonaves de LLLLLLUUUUUUUUZZZZZZZZZ que eles chamam em inglês de:

      FREE energy lightships!!!!


      Imagina o que é isso?

      Voce acha que existem tipinhos como Bolsanaro, vaticano, "realeza" no meio dessa gente MARAVILHOSA toda?

      Só isso.

      Me defendi apenas dos ataques a minha pessoa - que voce deixava passar numa boa! (Mas bloqueava minhas respostas.)

      Excluir
    5. Você também não aceitam comentários quando a gente tenta tirar do armário seus amigos famosos. :(
      Você sabe de ABSOLUTAMENTE TODOS os bafões do mundo dos famosos e não abre sua boca, se eu fosse você fosse vc contava tudo, isso te deixaria com o blog mais popular do que o da Fabíola Reipert!

      Excluir
    6. Eu prefiro ter amigos de verdade do que leitores anônimos no blog.

      Excluir
    7. Ué, eu não posso ser seu amigo e ao mesmo tempo ser um leitor anônimo do seu blog?
      Eu conheço vários famosos que são leitores anônimos do seu blog e que provavelmente devem conhecer vc pessoalmente também.
      Aliás...tem muita que não é do show bussiness mas é reconhecido e famoso na sua área de trabalho que tb é leitor assíduo do seu blog.

      Excluir
    8. Eu acho que os únicos que merecem serem tirados à força do armário são os gays homofóbicos.

      Mas eu não conheço pessoalmente ninguém assim. Meus amigos enrustidos o snao por razões pessoais (a família não aceita) ou profissionais (o trabalho não aceita). Infelizmente, este é o país onde a gente vive. EW ninguém deve ser forçado a tomar uma atitude para a qual não estea pronto.

      Excluir
    9. Monotemática, você é uma chata! Vá capinar o Ibirapuera pra ver se melhora!

      Excluir
    10. Olha só Tony! Me atacando e eu querendo me defender de um modo que é só meu, mas fico com medo de nem ter a mensagem publicada!

      Minha língua tá coçando com a resposta divertida e atrevida que iria fazer essa aí querer me processar depois de tudo ainda.

      Portanto me auto-censurarei.

      Afinal, Je Suis Charlie!

      Excluir
    11. Falta humor para você, Monotemática!

      Excluir
    12. Só humor? Falta sanidade mínima...

      Excluir
  22. Essa atitude do Jean é igual a Dilma que pensa que só governa para quem votou nela. Não foi somente infantil ou mimimi de quem se acha vítima do Bolsonaro. É parte de uma estratégia. Filmada ou não. Ele só quer falar pros eleitores dele. Isso pode ser suficiente para o manter décadas como deputado.

    ResponderExcluir
  23. Eu não só encontrei com ele e pedi pra tirar foto com ele (eu todo suado da academia), pra passar muitas microondas gays pra ele.

    Jã Uilis é muito mais articulado do que "ir sentar longe". Podi ter feito presença e tornado o encanto do bolsonazi contra o encantador.

    ResponderExcluir
  24. Queria ver se vc Tony aceitaria se sentar ao lado de alguém que espalha boatos de que vc é a favor da pedofilia e da prostituição infantil. Só gente agradável e honesta faz isso né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou deputado nem estou concorrendo a nenhum cargo eletivo.

      E havia uma câmera, gente (ou um celular, que dá na mesma)... santa inocência do Jean.

      Excluir
    2. Discordo. Essa cena só mostra o quanto o Bolsonaro é patético. Entrar no jogo dele, mesmo que fosse para desarmar a armadilha ridícula que ele criou, seria dar importância a um boçal. O melhor é mesmo ignorar e seguir adiante. Os adoradores do crápula vão continuar o adorando e quem gosta do Jean deveria fazer o mesmo.

      Excluir
    3. Enquanto compararem o Jean a uma "vítima comum" ao invés do político que é, esta argumentação não vale nada. Ele no fim jogou para sua própria base. Parece difícil entender isso. Novamente, se o sujeito a se levantar fosse o Bolsonaro o episódio seria usado politicamente.

      Excluir
  25. Tony, essa atitude do Jean é PIOR do que o tuíte da Luciana Genro. E a atitude do Bolsonaro também é mais oportunista que o tuíte (não foi por "heterofobia", foi por ele ser escroto mesmo – mas claro que os seguidores do Bolsonaro não entendem isso). Mas você tem razão, surpreende muito o Jean ter tido essa atitude. Com isso, vê-se que ele não está conseguindo lidar de maneira adequada com o mundo da política.

    ResponderExcluir
  26. Tony, tá difícil te defender mesmo... Não tem nada demais nessa postura do Jean, considerando-se a pessoa que fez o vídeo. Todos sabemos as coisas que faz e diz esse senhor. É difícil dialogar com alguém que não está disposto a isso. Apenas para exemplificar, ele fez um vídeo editado da fala de uma psicóloga de Brasília numa Comissão da Câmara de modo a parecer que ela defende a pedofilia (e ela é mãe de uma linda menininha). O Jean a conhece e aceitar falar com esse senhor, ainda que um oi, seria aceitar esse tipo de atitude. Além do mais, o cálculo político de ficar ou levantar são complicados, num caso desses. Quem vota no Bolsonaro não vai votar no Jean nem a pau, mesmo que o Jean se desmanchasse em elogios ao "colega". O Jean tem uma base de eleitores sólida, por outro lado, que tampouco vai se abalar muito com esse vídeo. Agora vamos pensar numa pessoa que não votou em nenhum dos dois. Se este eleitor acredita "em ditadura gayzista" é possível que ache a postura do Jean deselegante. Por outro lado, se a pessoa fica meio de cabelo em pé com as coisas que o Bolsonaro fala, por exemplo, a favor da ditadura, vai até simpatizar com o Jean. Enfim, no frigir dos ovos, acho que daria na mesma ficar ou se levantar. Agora acho que o Bolsonaro usaria o vídeo do mesmo jeito se o Jean tivesse interagido com ele. "Olhem como sou tolerante", diria com certeza. Tony, se não somos obrigad@s a tolerar esse sujeito sem ter que usar o saquinho para enjoo, não vamos achar que o Jean teria que fazer o mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem está dizendo que o Jean devia dialogar? ou elogiar o colega? Bastava ficar quieto no seu canto. Pega um livro, coloca fones de ouvido e bora para frente!

      Excluir
  27. É fácil sim fazer o cálculo político dessa atitude.

    Quem vota no Bolsonaro, não vota no Jean.
    Quem tem algum traço de simpatia pelo Bolsonaro, não vota no Jean.
    Quem considera o Bolsonaro, apesar de todos os seus feitos, algo menos que um imbecil, não vota no Jean.

    Quem vota no Jean, aprovou o comportamento dele.
    Quem tem antipatia pelo Bolsonaro, adorou a situação e passou a considerar um voto no Jean.
    Quem considera o Bolsonaro um político ridículo, entende a postura do Jean.

    Não sei quem são essas pessoas que iriam adorar que o Jean abrisse um sorriso para a câmara e trocasse uma ideia com o Bolsa, a ponto de considerar um voto nele nas próximas eleições.




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonino do dia 08/04/2015 às 15:44 --- sintetizou excelentemente... Não tem mais nada a dizer... Lacrou o assunto

      Excluir
  28. Bolsonaro teve 464 mil votos (6,10%), Wyllys teve 144 mil ( 1,90%). E sabe o que ele faz pelo Estado (RJ) que o elegeu?
    N.A.D.A.
    Agora vai ver o poder e força do Bolsonaro no colégio eleitoral dele.
    Jean está fadado a ser uma voz de uma causa. Capaz de se eleger Senador. Não duvidamos. Mas é apenas um lobista. Não devíamos elevá-lo a algo que ele não é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bolsonaro será candidato a presidente em 2018 e olha, do jeito que existe uma forte onda conservadora, reaça e fundamentalista no Brasil, não duvido de mais nada. Quem defende gays, religiões afro, aborto, legalização de drogas e da prostituição, não tem espaço para crescer politicamente num país preconceituoso e hipócrita como o nosso. O Jean é representante de minorias marginalizadas no legislativo, não tem intenção alguma em se eleger para cargos no executivo e nem tem chance para tal.

      Excluir
  29. No lugar do Jean eu saía do avião e ia pegar outro voo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorge, o alarde que estao fazendo sobre o assunto parece mesmo que foi isso que ele fez.

      Excluir
  30. EU agiria como o Jean. Só que eu não sou político. Qual a melhor atitude? Não sei, depende das circunstâncias. Agora eu realmente não concordo com nada daquilo que dá mais ibope ao Bobonaro. É isso o que ele quer. Eu ignoro.

    ResponderExcluir
  31. O mio babbino caro
    Com sua retórica impecável, não seria difícil defender o amigo. Porém a má vontade com o filho de Alagoinhas é conhecida, se houver ou se supor uma brecha para critica-lo. Pau nele. Se defende ou se omite sobre coisas bem mais polêmicas. Alguém aqui, é capaz de ver sinceridade em um único argumento ou gesto do Bolsonaro, não, ele tem muito nítido seu eleitorado e a qualquer preço faz oque estes desejam. Qualquer inocente sabe tudo que estava envolvido na "saudação": Vou sentar a seu lado. Porém a essa altura aprendi, só vemos oque temos dentro de nós. Desejo ao Jean Wyllys uma boa noite. Fiquemos tranquilos, depois destes anos todos a The Week continuará lotando. Em quem será que eles votam?

    ResponderExcluir
  32. Tony, assim fica difícil te defender :( O Bolsonaro já chegou com uma câmera ligada para sentar na poltrona, querendo se aproveitar da situação. O Jean, constrangido e não querendo a má companhia do preconceituoso, simplesmente se levantou e sentou em outra poltrona. Não há nada de errado nisso. E ele não precisa ser um político 24h por dia, afinal ele não é um robô, é um ser humano. Pode muito comodamente aproveitar uma viagem lendo um livro, sem precisar ficar na presença de uma pessoa que constantemente lhe ofende, despreza. Nesse aspecto, o Jean foi educado e até evitou um constrangimento maior. E o mais doido de tudo, é que ele que estava quietinho e somente se esquivou da câmera (ele tem todo direito de não querer a própria imagem gravada por terceiro, ainda mais pelo bolsonazi), passou de vítima para vilão da situação, segundo tua "interpretação" política do acontecido.
    E tu fazendo esses comentários sob uma torta e cega ótica política, não tem como defender. Para isso, já tem aqueles colunistas da merda da Veja... Pelos tuas últimas constatações, teu blog é um treinamento para a Veja :D

    ResponderExcluir
  33. Jair Bolsonaro passa a vida dizendo barbaridades sobre a comunidade LGBT e depois fica magoadinho quando Jean Wyllys se recusa a sentar do seu lado em um avião.
    Pois Bolsonaro não sofreu preconceito por ser homem branco hetero (como se isto fosse possível); sofreu pós-conceito por ser Bolsonaro.

    ResponderExcluir
  34. Pegando pesado vc tb. O cara tava descaradamente armando contra o Jean, não só deu um jeito de sentar do lado dele no avião como já chegou gravando. Jean teve muita classe e sangue frio pra não fazer nada mais mal educado. Você acha mesmo que se o Jean tivesse sido um lorde, servido chá e batido um papo superdescolado com seu maior inimigo político o Bolsonaro teria postado uma foto no instagram e divulgado a companhia do seu grande amigo gay? Se toca.

    ResponderExcluir
  35. Eu concordo que não se divide mais o mundo entre "esquerda" e "direita", também, o Muro de Berlim caiu faz tempo e NENHUMA ideologia dá suporte e soluções para todos os conflitos humanos e suas idiossincrasias. Porém, odeio e tenho sérios motivos para odiar a política partidária e os partidaristas e seus dogmas. Até mesmo por que colocam esses mesmos dogmas acima de qualquer questão ou luta. Isso posto, fica elucidado que eu jamais seria "esse" político que cobram que faça um jogo de conveniências e de safadezas. Não gostaria de me igualar a Hitler, e, se ele sentasse do meu lado e eu não pudesse matá-lo, eu também levantaria. Mudaria de lugar, mudaria até mesmo de avião. Tem gente muito melhor que o Bolsonaro, mas que já me fizeram ou fizeram aos que amo algum mal e eu faria a mesma coisa: Não fico perto, não dou a mão, viro as costas. Se Maria Della Costa, por que eu não, também? rsrs.... não faço e nunca farei média ou joguinho com ninguém. Tenho nojo de certos líderes LGBTs que, um dia descem duras críticas a outro, e em outra ocasião sai em fotos com beijinhos. Não é isso que entendo como político nem é esse o mundo que eu defendo e sempre lutei.
    Ricardo Aguieiras
    aguieiras2002@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  36. Entendo tua crítica ao Jean, Tony. Pode-se sim dizer q faltou malícia ou experiência de político escaldado, mas tendo a concordar com aqueles que não viram nada de grave na conduta.
    Além de adversários políticos são claramente desafetos pessoais. Portanto, não acho justo q se cobre jogo de cintura ou espirito esportivo neste caso. Acharia o msm se tivesse sido o Bolsonaro quem tivesse trocado de lugar sem alarde. Bolsonaro foi novamente canalha ao tentar capitalizar o episódio, o qual foi notoriamente premeditado.
    Por fim, acho q o prejuízo político foi zero. Nada mudou e nada mudaria qq q fosse a reação do Jean.

    ResponderExcluir
  37. Desculpa, Tony, mas o Jean é do PSOL. Você esperava mesmo algo diferente?

    ResponderExcluir
  38. 1-tony vc esta errado em relaçao a reaçao do jean!!!( amo o que ele faz pela causa) 2- a direita nao e boa, mas o PT nao e essa maravilha que esses idiotas fingem acreditar, pq as provas estao ai para quem quiser ver... 3- Mesmo equivocado te amo e te admiro

    ResponderExcluir
  39. Sentar-me ao lado do Bolsonaro?

    "NÃO ESTOU DISPOSTA"

    Bolsonaro é um agitador, ele faria qualquer coisa para chamar a atenção, mesmo se o Jean tivesse permanecido.

    Heterofobia é um termo tão patético quanto a parada do orgulho hétero.

    O Jean lacrou

    ResponderExcluir
  40. Se fosse Eu só teria duas opções, levantaria e sairia como fez Jean Willys ou passaria a viagem inteira vomitando, é possível que eu vomitasse na cara do BOSALnáro, o que seria ainda pior, então o mais correto foi levantar mesmo na finesse com fez ELE eu apoio!

    ResponderExcluir
  41. Por isso o Jean foi contra aquele projeto lgbtt que a Marta queria tentar aprovar, ele é intransigente, um político que não sabe negociar e faz birra. Como no caso do avião. Agora que temos o congresso mais conversador em 50 anos que não iremos aprovar nada.

    Eu como pessoa anônima me sentaria ao lado do Bolsonaro e assistiria algum filme gay no ipad, juntinho com ele. Vôo longo e internacional , melhor ainda, uma temporada inteira de glee.

    ResponderExcluir
  42. A resposta dele:
    http://igay.ig.com.br/2015-04-13/jean-wyllys-sobre-fatidico-voo-nao-voaria-e-nao-voarei-ao-lado-daquele-senhor.html

    ResponderExcluir
  43. Tony, você está errado. Muito errado mesmo.
    .https://www.facebook.com/video.php?v=866726823375326

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, eu sei que o Jean é perseguido e caluniado o tempo todo, pela bancada da Bíblia e também pelo fanfarrão do Bolsonaro. Em nenhum momento eu o acusei dessa estupidez de "heterofobia", inclusive porque isto não existe. O Jean, assim como eu e todos vocês, sofre é de bolsonarofobia: aversnao total e absoluta ao mais escroto dos políticos brasileiros.

      Dito isto, continuo achando que ele foi inábil ao trocar de lugar. Deu munição para o inimigo. Se ele tivesse ficado quieto, o víeo não existiria, e nem essa polêmica. Só isso.

      Excluir