segunda-feira, 23 de março de 2015

VIVA LA BAD FRENCH HOUSE

A música eletrônica inspirou relativamente poucos filmes. Talvez porque evoque imagens abstratas, ou não conte histórias lineares. Por isto fiquei curioso para ver "Eden", ainda mais porque o filme foca na house music francesa. Até o surgimento dessa onda na metade dos anos 90, o pop produzido na França tinha pouco impacto no resto do mundo. Aí veio o Daft Punk e uma série de outras bandas e DJs, quase sempre com letras em inglês, e o resultado foi sucesso global e alguns Grammys. "Eden" conta a história de um rapaz que é amigo do Daft Punk (a dupla aparece em cena, representada por atores) e tenta emplacar nesta cena, mas não consegue ir muito longe. O roteiro semi-autobiográfico, do irmão da diretora Mia Hansen-Love, me lembrou "Boyhood": os anos vão se passando e nunca acontece nada de especialmente dramático, mas é a somatória de pequenos episódios que acaba formando uma narrativa maior. Há muita droga e muita, muita música - a trilha reúne os grandes nomes do estilo mais algumas de suas influências, e é tão boa que eu precisei comprá-la na iTunes Store assim que saí do cinema. Mas fica o aviso: só quem realmente gosta de dance music é que vai apreciar "Eden".

11 comentários:

  1. Aguardo um post sobre a Cuxa.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Tenho falado da Xuxa na minha coluna no F5.

      As últimas vezes foram estas:

      http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/tonygoes/2015/01/1577355-xuxa-ainda-nao-resolveu-se-vai-ou-se-fica-mas-pode-ser-tarde-demais.shtml

      http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/tonygoes/2015/02/1585074-sera-que-xuxa-vai-mesmo-para-a-record-so-acredito-vendo.shtml

      Excluir
    2. Pesquisei mais sobre ela e foi tudo culpa do Pelé. Ele fez a mulher, um homem pode make you or break you, no meu caso só break me.

      Excluir
  3. Gente... e Air? Dmitri from Paris? Aqua segunda metade dos anos 90 prometia... Mas só Daft Punk vingou MESMO.

    ResponderExcluir
  4. Air vingou...o mundo é uma bosta hj!!!! Vivemos na pior época da humanidade, são os yankees;)

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Yelle lançou um disco novo no final do ano passado, muito bom.

      http://tonygoes.blogspot.com.br/2014/10/a-tout-lheure.html

      Já da Miss Kittin eu não sei nada faz tempo...

      Excluir
    2. Volta e meia ela aparecia no Rio (sem o The Hacker) fazendo show na Marina. Aquela geração eletroclash não vingou também.

      Excluir
  6. O mio babbino caro
    Chega de balinha.

    ResponderExcluir