sexta-feira, 20 de março de 2015

SUSPENDERAM OS JARDINS DA BABILÔNIA

Na falta dde louça para lavar e querendo agradar a seus desinformados eleitores, a Frente Parlamentar Evangélica do Congresso resolveu convocar um boicote à novela "Babilônia". Deram um certo azar, porque o timing é dos mais infelizes: vários dos membros da Frente estão envolvidos em escândalos de corrupção, e é notório que são dos deputados mais ausentes e ineficazes do país. Também é chocante pensar que estão se eriçando por causa de um beijo entre duas senhoras, mas este horror é fundamentado: "Babilônia" quer mostrar que tudo bem ser gay, exatamente o oposto do que pregam os fundamentalistas. As religiões abrâmicas são os alicerces do patriarcado ociental, e qualquer coisa que o ponha em cheque é logo denunciado como sacrilégio. Uma novela de TV não vai transformar nenhum hétero em gay, mas pode dar coragem aos que já são homo para saírem do armário e viverem felizes. Esta mensagem é subversiva, sim (e é mais do que correta). Agora, duvido que esse bociote - que se estende até aos anunciantes do programa - dê certo. A trama é boa, o elenco é fantástico e o Brasil não tem nada melhor para fazer às nove da noite. Não se impressione com os relatos de que a audiência caiu desde a estreia. Isto é perfeitamente normal, ainda mais nesses tempos de declínio generalizado da TV aberta. "Babilônia" vai mesmo causar.

26 comentários:

  1. O mio babbino caro
    Não foi essa mesma corja que organizou o boicote a Salve Jorge.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve Jorge nem precisou de boicote pra flopar, eita novela ruim, hahahah!

      Excluir
    2. Salve Jorge pode ter sido um lixo, mas não foi flop. Deu bastante audiência.
      Tipo vocês e essas divas pop.

      Excluir
  2. E evangelico liga pra se deputado é corrupto ou nao? Se vai pras sessoes legislativas ou nao? Esse povo surfa na onda do mundo paralelo que os evangelicos criam para si, com demonios de mentira, dizimo por cartao de credito e tudo mais.

    ResponderExcluir
  3. Quando a novela mostrar o envolvimento de políticos, tráfico e crime organizado, vai ter boicote?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo capítulo de hoje, dá pra ver que a novela vai mostrar coisa semelhante, ou pior! E esses senhores políticos imaculados vão levantar a voz pra criar um boicote por causa disso? NÃAAAO!

      Excluir
  4. Salve Jorge em nome de Jesus...

    ResponderExcluir
  5. Se uma simples novela é capaz de destruir os valores da família brasileira, significa que essa família e seus valores andam bem capengas, não?

    ResponderExcluir
  6. Com essa notícia sobre a tentativa de boicote à novela, agora a pouco estava comprando uma briga num site por causa disso (sim, me rebaixei a virar debatedor de comentários). Visibilidade pode ter seus efeitos negativos, mas ver todo mundo discutindo (mesmo que alguns virem uns trogloditas nessas horas) é melhor do que todo mundo fingindo que não existem gays na face da terra!

    ResponderExcluir
  7. Manchete do "sensacionalista": Quem não gosta de beijo gay deveria ter casado com pessoa de outro sexo, diz especialista.

    ResponderExcluir
  8. Houve beijo lésbico em Em Familia, ano passado, e nao vi esse auê todo. Será por se tratar de duas senhoras? Quebraram dois tabus ao mesmo tempo, talvez isso tenha sido "demais" para mentes atrofiadas. Aliás, o autor já avisou que nao vai recuar, que vai ter beijo gay sim, e casamento e carícias. Esses nazievangélicos que assistam o Ratinho!

    ResponderExcluir
  9. Adorei a repercussão. Os comentários detonando esse boicote foram maciços e os comentaristas homofobicos não tiveram a menor chance de se destacar. O Jean Willis escreveu um texto primoroso sobre o assunto no face. O tiro saiu pela culatra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Jean Wyllys não conta, as bichas odeiam ele. Tem cara de pobre.

      Excluir
    2. Além disso, escreve demais (é o que pensam, provavelmente). Gosto dele e dou valor pro que ele fala, mas ele precisava mesmo se espelhar no Milk e reformular a imagem.

      Excluir
    3. Eu sugiro que ele faça chapinha e tinja o cabelo de Milk, ops, digo loiro, A cleyciane que se lasque. Viva Tufvesson, aqui é Brasil, cara de pobre no nosso meio não.

      Excluir
  10. Minha opinião sobre a novela: elenco e atuações fantásticas, trama um pouco pesada demais. Sinto falta de uma pitada de humor e personagens que criem empatia com o público como Caminha e o Félix por exemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, infelizmente o núcleo comigo, até agora, não conseguiu causar risos. Gabriel Braga Nunes está muito sério, e a Gueiros, de quem eu gosto, sem grandes piadas nas falas.

      Excluir
  11. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=812065425527879&set=a.210079952393099.48199.100001732885099&type=1

    (:

    ResponderExcluir
  12. Eu já esperava por isso. Se por um lado achei o primeiro capítulo impecável, por outro ficou a impressão de que a Gilberto, a Ricardo e aquela outra que escreveu Lado a Lado quiseram mesmo dar uma cutucada na bancada evangélica e, de quebra, nas senhoras de Santana (saudade delas, tão inocentes...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poderia ter matado a saudade delas domingo na Paulista, ou elas teriam ido na sexta.

      Excluir
    2. Com certeza no domingo! Conservadoras como são, acho pouco provável que aceitassem defender Dilma, Maduro e companhia em troca de R$35,00.

      Excluir
    3. Não duvido de mais nada *

      Excluir
  13. Se fosse dois atores octagenários se beijando no 1º capítulo, será que seria mostrado? Eu percebo nessas novelas que o beijo entre mulheres é mais privilegiado do que entre homens, talvez porque anda vivamos numa sociedade machista e homofóbica, ou seria gay-fóbica.

    Quero ver agora dois homens de 80 anos se beijado na novelas das 9, direitos iguais. Que tal um travesti beijando o seu namorado....

    ResponderExcluir
  14. Tony, adorei seu texto de hoje sobre isso na sua coluna do F5, parabéns.

    ResponderExcluir