quarta-feira, 18 de março de 2015

PARTIU EUROVISION

Transmimento de pensação: entrei na web para procurar notícias do Eurovision, e eis que a alma boa do Daniel havia compartilhado este vídeo aí em cima na minha timeline do Facebook. Sim, ainda é março e o festival só rola em maio, mas já temos todos os concorrentes. A grande novidade de 2015 é a participação da Austrália, convidada especial para a celebração dos 60 anos do evento (a audiência do programa costuma bater recordes por lá). Mas de resto não há nada que realmente se destaque, como as Buranovskye Babushki (Rússia, 2012) ou Conchita Wurst (Áustria, 2014). Minhas favoritas por enquanto são as canções com puxada mais dance, como as de Israel ou da Sérvia. O candidato da Suécia já causou polêmica por ter dado declarações homofóbicas (e depois claro que se desculpou - bitch, puh-lease, isso aqui é o Eurobichion). Mas a mídia vai se interessar mesmo é pela banda finlandesa Pertti Kurikan Nimipäivät, formada por autistas e portadores da síndrome de Down. Não duvido nada que vençam.

11 comentários:

  1. Achei interessante os países de língua latina - Portugal, Espanha, França, Itália e Romênia - inscreveram músicas em seus próprios idiomas. Gostei muito da música russa, mas minha torcida é para os meninos do Il Volo. Já viu a versão deles para O sole mio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os países que inscrevem músicas em suas próprias línguas estão mais interessados em agradar a seus públicos internos do que em ganhar o Eurovision. É o caso de Portugal, que jamais concorreu com uma canção que não fosse cantada em português (e por isto mesmo nunca teve a menor chance).

      Excluir
    2. Mas Tony, tanto Portugal quanto Espanha já ganharam em edições anteriores.

      Excluir
    3. Espanha ganhou duas vezes, e já faz tempo. Portugal nunca ganhou.

      Excluir
  2. Como pode um sueco homofobico? Uma pena, tão bonito rsrs como quase todo sueco. Não consegui entender nada que a portuga canta. Será que Austrália leva?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ser engracado se a Austrália levar, porque daí o Eurovision de 2016 terá que ser lá - e a Austrália NÃO faz parte do território do Eurovision, que é determinado pela cobertura de um satélite.

      Excluir
    2. Imagina o problema da transmissão ao vivo disso?

      Excluir
  3. seu signo, ascendente te fazem ser um ser hipócrita e sem visão panorâmica
    fico meio indignado de você ter esses seguidores baba ovo, que compactuam com todas as coisas que você diz, mas em questão de ser homossexual você é uma coxinha de direita com muito recheio, que fala mal e nem conhece o gueto lgbt, pq tá ocupado demais no seu condomínio chique e é extremamente volúvel
    quando for criticar alguma coisa, pelo menos tenha atributos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto ódio nesse coração, anônimo! Não fique meio indignado, fique completamente indignado para mostrar ao mundo a sua completa irrelevância. Quando já estiver espumando a ponto de cagar pelos dedos como fez aqui, lembre-se daquele X no canto superior direito da tela.

      Excluir
  4. Decida-se: tu ou você?

    ResponderExcluir