sexta-feira, 6 de março de 2015

FRANK UNDERWOLF

Sou antigo o suficiente para me lembrar da versão brasileira de "Sesame Street", a saudosa "Vila Sésamo", produzida nos anos 70 ainda em preto-e-branco e estrelada por ninguém menos que Sonia Braga. Mas nos Estados Unidos o programa nunca saiu do ar, e de vez em quando lança esquetes que são mais para agradar aos pais do que às crianças. É o caso desta paródia de "House of Cards', que jamais será plenamente apreciada pelo público que ainda precisa aprender subtração. Hoje eu termino a terceira temporada da série do Netflix, e, apesar de achar que ela perdeu um pouco de seu veneno, continuo fissurado.

3 comentários:

  1. Nossa, já? Estou lá pelo terceiro ainda, e sem pressa de acabar. Mas vamos falar a verdade: a série é boazinha mas, de um ponto de vista bem gay, a grande atração é realmente a Robin Wright. Kevin Spacey é mero coadjuvante perto dela.

    ResponderExcluir