segunda-feira, 30 de março de 2015

A LIBERDADE DE SER IDIOTA

Apesar do avanço brutal dos direitos LGBT nos Estados Unidos, os reaças de lá não param de inventar maneiras criativas de legalizar o preconceito. Agora está na moda uma certa "liberdade religiosa": se a fé do sujeito condena o casamento gay (e quase todas condenam), então o cara está livre para até mesmo recusar serviço em restaurante a fregueses que aparentem viadagem. No ano passado os parlamentares do Arizona aprovaram uma lei nesse estilo, que foi vetada na última hora pela governadora Jan Brenner - a ameaça de bociote por grandes empresas e consequente perda de empregos no estado falou mais alto. Mas uma barbaridade parecida acaba de ser sancionada pelo governador de Indiana. A reação está sendo avassaladora: um número enorme de celebridades se pronunciou nas redes sociais, e a lei aberrante virou motivo de chacota nos programas de humor. Assustado com o desastre de relações-públicas, o governador Mike Pence já está dando entrevista dizendo que veja bem, não é bem assim, e que a lei não tem nada de discriminatória (só faltou dizer que tem muitos amigos gays). Mas é discriminatória, sim. Já se percebeu que havia vários lobistas anti-gay no momento da assinatura da nova lei, deixando claro de onde partiu a inspiração. E, para piorar encrenca ainda mais, a legislação pode abrir as portas para o antissemitismo e outros horrores. Sim, um lojista "cristão" pode se recusar a atender um cliente judeu, porque, afinal, ele não reconhece Jesus, néam? Vamos ver se Pence volta atrás, já que o custo político para ele está se revelando muito maior do que eventuais ganhos. E fiquemos alertas, porque daqui a pouco nossa querida bancada evangélica pode tentar introduzir essa excrescência por aqui. Com a Dilma enfraquecida, sei não...

15 comentários:

  1. O mio babbino caro
    Sim. É Republicano. Parece que está rolando uma certa maldição nesse pessoal que vencem eleições com diferenças em torno de 3%.

    ResponderExcluir
  2. Mew!!!!! Volta imperador Augustus!!!! Vam botar a putaria nesse mundo

    ResponderExcluir
  3. O estado que tentou aprovar lei parecida foi o Arizona, não o Colorado.

    ResponderExcluir
  4. O SNL já fez um video reagindo a respeito. https://www.youtube.com/watch?v=_GmpDVQv1rQ

    ResponderExcluir
  5. Wilco, minha banda predileta, fez a coisa certa e me deixou orgulhhoso de ser fã: http://www.stereogum.com/1790929/wilco-cancel-indianapolis-show-in-protest-of-indiana-religious-freedom-restoration-act/news/

    ResponderExcluir
  6. A Dilma esta mais poderosa do que nunca!!! nao adiantou nadinha a tar da marcha, somente aumentou o poder dela.
    Agora, tentem tirar ela de la pra ver o que vai acontecer com o pais...quem avisa amigo e'...se vcs quiserem ainda comerem coxinha, calem a boca e trabalhem muito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta dificil diferenciar quem é petista alucicrazy e quem ta apenas zuando petista alucicrazy. Olhem a demência coletiva, brazeel

      Excluir
    2. Meus sais!!!!!...

      Excluir
  7. O lobby anti-gay é muito forte mas à longo prazo é uma luta perdida, os lgbtts à cada dia que passa conseguem mais visibilidade e direitos e isso reflete aqui, mesmo com atraso. Inclusive, saiu hoje na folha uma matéria sobre o queer rap, movimento originário nos EUA. É inegável a influência norte americana e quanto mais a imprensa e setores importantes da sociedade rechaçarem qualquer movimentação anti-gay por lá, isso ecoa em terras tupiniquins.

    ps. Tony, vc vai falar sobre os pré-candidatos à presidência americana?
    Senti que o Ted Cruz, republicano, is the new Michele Bachmann rs.

    ResponderExcluir
  8. Digo e repito, EUA é uma federação pra lá de bizarra e precisa urgente de uma constituição nova. No Brasil, não poderia nem tramitar projeto semelhante a esse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem certeza? E o caso de Itapipoca no Ceará? E a proposta de ensinar Criacionismo do Felicianes?

      Espere, tudo vai piorar ainda e muito!

      Excluir
    2. À constituição do Brasil tb errou feio em dar a todos o municípios (como Itapipoca), o status de ente federativo. É poder demais pra pouco trem da alegria.

      Excluir
    3. Não adianta ser uma Alemanha e não legalizar a maconha, o casamento gay, etc.

      Os EUA são um país incrível. Têm problemas, mas refletem sua sociedade. No Brasil, temos o STF nos protegendo...não fosse isso, estaríamos nas trevas. Lá, os estados refletem suas populações. Seria muito melhor se fôssemos uma federação. A maconha seria liberada no Rio e proibida no Piauí, em Goiás, etc. Aí não: como é tudo centralizado, a questão nem é COGITADA...

      Excluir