domingo, 29 de março de 2015

A CALCADA DA FAMA


Julianne Moore teve um ano maravilhoso. Ganhou todos os prêmios por seu papel em "Para Sempre Alice", inclusive o Oscar. Foram tantos que ofuscaram o outro troféu importante que ela faturou em 2014: o de melhor atriz no Festival de Cannes por "Mapas para as Estrelas". O mesmo filme deu a ela uma inexplicável indicação para melhor atriz de comédia no Globo de Ouro. Porque essa nova doideira do diretor David Cronenberg tem lá sua acidez, mas está longe de provocar o mais tênue sorriso. A trama se passa em Hollywood e envolve uma atriz de meia-idade, um astro adolescente, um guru/massagista com clientela famosa e uma garota esquizofrênica e perigosa. Coisas estranhas acontecem por onde ela passa, até culminar numa sequência horripilante de cenas finais. Eu gostei, mas muita gente vai estranhar - o roteiro é uma alegoria sobre a busca pela fama a qualquer preço. Depois não diga que eu não avisei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário