sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

O DIA DO ORGULHO BURRO

O Põe na Roda tirou uns 18 meses de férias, e agora que eles voltaram eu ando meio lerdo para me atualizar com as novidades do grupo. Só hoje que eu fui ver o vídeo lançado terça passada, mas é claro que esta pequena obra-prima ainda não perdeu a atualidade. Ainda mais porque ontem rolou na orla carioca uma minúscula Parada do Orgulho Hétero, reunindo vinte gatos pingados. Os caras dizem que estão só de zoação e coisa e tal, mas, ao passar pela altura da Farme, na praia de Ipanema - para quem não sabe, o maior point da bicharada - eles perguntaram aos frequentadores "de que lado eles estavam". Bixa, pare: nenhum gay é contra os héteros. Mas o que tem hétero contra os gays... E esses palhaços, infelizmente, se encaixam nessa categoria. Ainda bem que iniciativas como as do Põe na Roda servem para ridicularizar essa burrice, que pode virar lei graças ao Eduardo Cunha (o Frank Underwood brasileiro). Talvez eu nem devesse me preocupar: o pacote de mordomias implantado pelo novo presidente da Câmara agride a população como um todo, e eu não duvido nada que o nome do sacripanta seja lembrado nas passeatas que vão sacudir o Brasil em março.

12 comentários:

  1. Tony, eu sou cético quanto à burrice. Muito do que a gente tende a achar que é burrice, na verdade é pura maldade, é estratégia, é má fé...
    Esta é a marcha do orgulho de não ser gay. Ou do alívio de não ser gay...Porque, pra estes que marcham, ser gay é uma vergonha ...
    Mais homofóbico impossível.
    Uns ridículos que não tem coragem sequer pra ser abertamente homofóbicos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, essa marcha é CONTRA os gays. Só isto.

      Excluir
  2. Até quando o apelido de Ku Klux Kunha pegar? Esse povo elogia o Kunya chamando ele de F.Underwood. Underwood pelo menos tinha bom gosto, pegou aquele guarda-costas gostosão e ainda dividiu a caça com a mulher. Isso é que é homem. E não esse coxinha evanjélico do Kunya.

    ResponderExcluir
  3. Dia do Orgulho do Enrustido ninguém faz.

    ResponderExcluir
  4. Tony, sabe qual é a maior burrice? É ver mulheres envolvidas nisso. Aposto que estas aí tem um "amigogayqueelasadorammas...", pois elas pertencem a uma classe que também é vítima do machismo, ou seja, querendo ou não estão sim no mesmo barco que a gente. Essas idiotas não pensam que mesmo tendo direitos iguais a qualquer homem deste país ainda assim, na prática, falta muito para se igualarem a estes (a nós, homens, para ser mais preciso). E tem mais: não param para pensar que suas conquistas também sofreram rejeição deste tipo antes que fossem alcançadas e que, apesar de tudo, ao redor do mundo ainda sofrem todo o tipo de abuso de ações machistas, patriarcais e retrógradas. Em outras palavras não sabem que ser mulher no Brasil não é o mesmo que ser mulher no Paquistão, na Índia ou no Sudão. Isso por si só é motivo suficiente para que rejeitassem esse tipo de coisa. Mas pena que não é assim. E isso é triste.
    Francisco.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que as passeatas de março não atingirão o Cunha. A indignação contra ele precisa ser insuflada, mas, enquanto ele tiver em mãos a chave que abre a caixinha do impeachment, pintá-lo como sacripanta é um sonho impossível. Há até mesmo possibilidade de ele vir a ser presidente (em breve ou em 2018), mas isso não fará muita diferença, porque primeiro-ministro ele já se tornou.
    Não quero ser pessimista, mas prefiro me preparar para todas as possibilidades. Uma coisa inegável é que o Cunha é um ótimo estrategista, sem caráter algum. Se ele quiser, e a mídia não chiar, ele consegue transformar seus delírios homofóbicos em emendas constitucionais. Então, nem o Santo STF nos salvará da degola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil o PMDB lançar ele a presidência, pois eles sempre engatam com o partido com mais chances de vencer. Eles sempre conversam que vão, mas nunca fazem. É muito mais confortável governar o país atrás de uma testa de ferro que nem a Dilma ou o próximo escolhido do PT. E demais já tem gente que diz que o sonho do Cunha é o governo do Rio.

      Excluir
  6. A das 22:27 deveria ser autora de novela mexicana!

    ResponderExcluir
  7. Tony, essa passeata não aconteceu ontem, não. É antiga. De novembro do ano passado. http://oglobo.globo.com/rio/marcha-do-orgulho-hetero-leva-grupo-de-vinte-pessoas-para-passeata-no-posto-9-14702430

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, caí numa das coisas que eu mais critico: a galera que reproduz notícia antiga no Facebook, sem perceber que a data é antiga.

      Mas nem por isto esta marcha deixou de ser ridícula.

      Excluir
  8. "Passeatas que vão sacudir o Brasil em março". Guardemos estas palavras.

    ResponderExcluir