terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

O DEUS DA CARNIFICINA


Já vi todos os filmes do OScar que entraram em cartaz. Meio que por falta de opção, acabei assistindo a um longa que não me interessava muito: "Corações de Ferro". Antigamente (até o ano passado...) eu iria ver automaticamente qualquer coisa com o Brad Pitt. Mas encarar mais um filme sobre a 2a. Guerra, a essa altura da guerra? O fato é que "Fury" - este é o título original, obviamente intraduzível para o português - não tem muita razão de ser. É uma sucessão de cenas violentíssimas que se passam no último mês do conflito, numa Alemanha arrasada que no entanto ainda tema em não se render. Há momentos francamente desagradáveis, que insisitem naquela mensagem tão inédita de que a guerra é um horror. Brad, com aquele corte de cabelo que foi moda em 2014, ainda ostenta um corpaço totalmente inapropriado para a época - talvez para disfarçar que, aos 50 anos, ele está um pouco velho para fazer um soldado. Mas o pior é que ele está bastante inexpressivo no papel, comprovando mais uma vez que suas boas performances dependem mesmo do diretor e do montador. Lindo como um deus, ele até hoje não encontrou um poersonagem icônico que o eternize na história do cinema. Não foi dessa vez. "Corações em Fúria" até tenta inovar ao mostrar o massacre desenfreado de um período pouco explorado pelo cinema, mas não escapa do clichê. Corra para o abrigo antiaéreo, porque se trata de uma bomba.

15 comentários:

  1. ´Corra para o abrigo antiaéreo, porque se trata de uma bomba.´

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
  2. Ninguém aguenta mais a segunda guerra. Os judeus tem q parar com isso, tá na hora do cinema contar outras histórias n menos importantes. Até hj n existe um filme bom sobre a queda da união soviética

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe o pessoal do PSOL não topa fazer esse filme? KKKKKKKKKK

      Excluir
  3. Acho Brad medíocre, canastrão muitas vezes, mas discordo de vc, Tony: ele tem Tyler Durden no currículo, não se esqueça. É bastante icônico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo muito! Tyler Durden é até agora o personagem da vida dele!

      Excluir
  4. Tony, já ouviu SZA? Ouve "Julia", do álbum Z, se tiver um tempinho.

    ResponderExcluir
  5. Ele é lindo! Eu n gosto da Angelina Jolie.

    ResponderExcluir
  6. Às vésperas do 70º aniversário do fim da 2ª Guerra, Hollywood podia ter feito um filme melhor.

    Aliás, já fizeram: Soldado Ryan.
    E pode botar Band of Brothers na lista.

    Mas falta fazerem um filme que mostre quem realmente venceu a guerra: os soviéticos. Mas Hollywood nunca vai fazer esse filme.

    ResponderExcluir
  7. brad tá lindo como nunca mas o filme é sofrível

    ResponderExcluir
  8. Tony, se Brad for lembrado pela beleza divina, será com o filme "Encontro Marcado"
    Lá ele encarna a morte e sem trocadilho está lindo de morrer.

    ResponderExcluir
  9. Não foi esse filme que foi rodado em 35mm? Um amigue que tem gosto pra filme meique compatível com o meu disse que viu e gostou muito, mas preguiça de filme de guerra.......

    ResponderExcluir
  10. E aquela delícia do Shia LaBeouf ali à direita?

    Não curto o Brad, não. Acho muito sem sal.

    ResponderExcluir
  11. PQP, eu vi hoje e realmente é uma bomba!
    Os efeitos são mal aproveitados, os personagens mal construídos... um total desperdício de dinheiro.

    ResponderExcluir
  12. Esperando o dia em que Pitt vai fazer algo decente.

    ResponderExcluir
  13. Brad pra mim já tá eternizado em Clube da Luta e Entrevista com o Vampiro <3

    ResponderExcluir